Página Inicial / Animação Litúrgica / NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

Ano A – XXIII – Nº 1427 – cor branca ou dourada – 25/12/2013
NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO
É NATAL: DEUS SE FEZ HOMEM E VEIO MORAR NO MEIO DE NÓS.
01. ACOLHIDA
Arrumar a Igreja com flores e símbolos natalinos. Um grupo de adolescentes ou jovens, na porta principal, acolhe as pessoas que vão chegando, tocando alguns instrumentos e cantos de boas vindas, entregando o folheto e uma vela para usá-la na proclamação do Natal. A igreja permanece com poucas luzes acesas até a entrada da imagem do menino Jesus. Para dar início à celebração um(a) jovem com veste branca ou dourada entra com o Círio Pascal aceso enquanto se canta o refrão de ambientação.
O povo que andava nas trevas contemplou uma grande luz. Nasceu para todos, Salvador, santo menino, seu nome é Jesus. (bis)
1 – Por quatro semanas caminhamos na espera de novo céu, uma nova terra. Renovemos com Deus nossa aliança. Que haja paz e termine toda a guerra.
Animador(a) – Irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos! Paz e bem! Celebrando hoje o Natal de nosso Senhor Jesus Cristo, somos chamados a contemplar o mistério da encarnação do Filho de Deus em nossa humanidade. Natal é Deus que vem ao nosso encontro. Sua vinda desperta em todos nós uma grande alegria. Jesus que nasce é a Palavra de Deus que se fez carne e veio morar entre nós. Por isso exultemos de alegria, cantando.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
1 – O povo que andava nas trevas avistou uma grande luz, brilhou para humanidade a luz do Menino Jesus.
Irmãos é Natal do Senhor e Jesus está entre nós. A Palavra de Deus se fez carne, nosso Deus não se esquece de nós.
2 – Acolhendo a luz que surgira, todo o povo a ela tornou, com o reflexo da luz radiante, da manifestação do Senhor.
3 – Vinde todos, cantai ao Senhor, é Natal, nasceu o Salvador. Alegremo-nos, pois realizou. A promessa se plenificou.
Presidente – Cheios de alegria pelo nascimento de Jesus, façamos o sinal de nossa fé, cantando.
Todos: Em nome do Pai, em nome do Filho, em nome do Espírito Santo. Amém!
Pres.: A graça do Cristo, o Amor de Deus Pai, o Espírito Santo co’a gente. Amém!
Todos: Amém! Aleluia! Amém! Aleluia! Amém! Aleluia! Aleluia! Amém!
03. PROCLAMAÇÃO DO NATAL
As duas pessoas que irão cantar a proclamação acendem suas velas no Círio Pascal e vão acendendo as da assembleia enquanto se continua cantando suavemente o refrão da ambientação. No final do acendimento entoa-se a Proclamação do Natal da Mesa da Palavra. Este momento é somente para a noite do dia 24/12.
Solo 1 – Ouçamos um canto novo tomando conta da terra: “Glória a Deus e paz ao povo, ódio ao ódio, guerra à guerra!”
Solo 2 – Miséria, mentira e morte não vão nos fazer parar. Ó venham, cantemos forte, ainda é tempo de louvar!
Presidente – O Senhor esteja convosco!
Todos – Ele está no meio de nós!
Presidente – Os corações para o alto!
Todos – A Deus ressoe nossa voz.
Solo 1 – Ó noite silenciosa! O desejado chegou! A promessa foi cumprida: tempo de espera acabou!
Todos – Bendito seja o Cristo Senhor, hoje nascido nosso Salvador.
Solo 2 – Ó noite silenciosa! Chegou-nos o Emanuel! O clamor foi atendido, choveu justiça do céu!
Solo 1 – Ó noite silenciosa! A sede foi saciada! O esposo está à porta! Encontra a sua amada!
Solo 2 – Ó noite silenciosa! Deus enviou o seu Filho! Nasceu o Sol do Oriente, a luz espalha o seu brilho!
Solos 1 e 2 – A Vós, ó Pai, nesta noite, os servos cantam louvor. Tornados filhos no Filho, no Espírito de amor.
04. ENTRADA DA IMAGEM DO MENINO JESUS
Uma criança na porta da Igreja toca a campainha por alguns instantes, a seguir um catequista rodeado de crianças vestidas de anjo caminham com a imagem do Menino Jesus, cantando.
1 – Noite feliz! Noite feliz! Ó Senhor, Deus de amor! Pobrezinho nasceu em Belém. Eis na lapa, Jesus nosso bem! Dorme em paz, ó Jesus. (bis)
2 – Noite feliz! Noite feliz! Ó Jesus, Deus da luz, quão afável é teu coração, que quiseste nascer nosso irmão, e a nós todos salvar! (bis)
3 – Noite feliz! Noite feliz! Eis que no ar vem cantar aos pastores os anjos do céu, anunciando a chegada de Deus, de Jesus Salvador. (bis)
HINO DE LOUVOR
05. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus, fizestes resplandecer este dia com a claridade de Jesus Cristo, luz do mundo. Olhai com bondade para nós. Alegrai-nos intensamente com a Boa-Nova do seu nascimento e concedei-nos participar da vossa vida, do mesmo modo que Ele veio participar da nossa condição humana. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
As indicações que estão neste folheto são próprias para a noite do dia 24/12. As comunidades que celebram no dia 25/12 pela manhã, as leituras são: Is 62,11-12; Sl 96; Tt 3,4-7; Lc 2,15-20; e as que celebram à noite são: Is 52,7-10; Sl 97; Hb 1,1-6; Jo 1,1-18. O leitor aproxima-se em silêncio da Mesa da Palavra e proclama a leitura.
06. LEITURA DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS (9, 1-6)
07. SALMO RESPONSORIAL (95)
Hoje nasceu para nós o Salvador, que é Cristo, o Senhor. (bis)
– Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!
– Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações, e entre os povos do universo seus prodígios!
– O céu se rejubile e exulte a terra, aplauda o mar com o que vive em suas águas; os campos com seus frutos rejubilem e exultem as florestas e as matas.
– Na presença do Senhor, pois ele vem, porque vem para julgar a terra inteira. Governará o mundo todo com justiça, e os povos julgará com lealdade.
08. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO A TITO (2, 11-14)
09. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia! (bis)
1 – Eu vos trago a Boa-Nova de uma grande alegria: é que hoje vos nasceu o Salvador, Cristo, o Senhor.
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (2, 1-14)
11. PARTILHA DA PALAVRA
12. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – Professemos nossa fé no Deus que assumiu nossa humanidade, se encarnou e veio iluminar nossas trevas, cantando. Creio em Deus Pai…
13. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – Ao Deus fiel que cumpriu sua promessa de salvação, elevemos nossos pedidos. A cada prece, cantemos. Acolhei nossa prece Senhor! Sobre nós derramai vosso amor!
– Senhor, encorajai a vossa Santa Igreja espalhada pelo mundo inteiro para que fiéis as orientações do Papa Francisco caminhemos unidos na esperança de construir um mundo melhor. Nós vos pedimos.
– Senhor, abençoai todos os pais, professores, catequistas e entidades que lidam no dia a dia com crianças, para que as tratem com todo amor e carinho conforme Jesus ensinou. Nós vos pedimos.
– Senhor, confortai os doentes, os idosos, os encarcerados e todas as pessoas impossibilitadas de participar das festas natalinas, para que sintam também a alegria da Vossa presença. Nós vos pedimos.
A equipe de celebração prepara outras preces conforme a realidade da comunidade
Presidente – Ó Deus de bondade infinita, ouvi as nossas preces, por Cristo nosso Senhor. Amém.
14. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) – O grande presente que Deus quer de nós é um coração renovado e comprometido com o anúncio da boa notícia de Jesus Cristo. Apresentemos ao altar do Senhor nossa disposição de batizados em educar nossos filhos e filhas na fé: em nossas famílias, na catequese, na escola, na comunidade e na sociedade.
A equipe convida e prepara um grupo conforme a apresentação acima, acrescentando jovens, Pastoral da Criança, associações e outros. Diante do altar, uma criança ergue a imagem do Menino Jesus. O grupo de mãos dadas proclama a frase abaixo: Todos nós somos responsáveis pelo anúncio da salvação em Cristo Jesus. O presidente motiva a assembleia a dizer o mesmo, e convida para o canto das oferendas.
15. CANTO DAS OFERENDAS
1 – Inovamos Senhor nosso lar, convidamos vizinhos, irmãos, preparamos a mesa do altar pro Natal de Jesus celebrar.
O Natal pode ser todo dia se cada família se comprometer a viver qual José e Maria em seu dia a dia Jesus acolher!
2 – Nossa casa Senhor tem lugar pra quem Cristo se igualou, os pequenos, também os sem lar, os sem-terra que a busca cansou.
3 – Nossa casa Senhor tem espaço para o índio, a mulher desvalida, para o negro que passo a passo vai mudando a história sofrida.
4 – Nossa casa Senhor é pequena mas abriga o doente excluído, cada gesto de amor vale a pena, pois Jesus fez-se pobre e menino.
PAI NOSSO
Presidente – Confiantes no Pai que enviou seu Filho para nossa salvação, rezemos com fé a oração que Jesus nos ensinou. Pai Nosso…
18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
No presépio pequenino, Deus é hoje nosso irmão. E nos dá seu Corpo e Sangue nesta santa comunhão.
1 – Para os homens que erravam nas trevas, lá do céu resplandece uma luz. Hoje Deus visitou nossa terra e nos deu o seu Filho Jesus.
2 – Boas Novas de grande alegria mensageiros do céu vêm cantar, e aos pastores um anjo anuncia: “Deus nasceu em Belém de Judá”.
3 – Para nós nasceu hoje um Menino, do seu povo Ele é Salvador. Glória a Deus no mais alto dos céus, paz aos homens aos quais tanto amou.
4 – Para os pobres e fracos da terra, em Belém nasceu hoje um irmão: Ele humilha os soberbos e fortes e se faz dos pequenos o Pão.
5 – Hoje o mundo é de novo criado e a glória se espalha na terra. Como irmãos, homens todos uni-vos, destruí vossas armas de guerra.
6 – Como irmãos, homens todos, uni-vos, reparti vossos bens justamente, dai as mãos, construí mundo novo, porque Deus visitou sua gente.
19. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus da vida, o Verbo se fez carne e habitou entre nós por obra do vosso Santo Espírito. Dai-nos a graça, neste Natal, de aprofundar nossa fé em tão grande mistério e crescer cada vez mais no vosso amor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
20. NOTÍCIAS E AVISOS
– No próximo domingo, é festa da Sagrada Família. Vamos preparar e celebrar com muito carinho, alegria e fé.
21. MENSAGEM DE NATAL
Terminamos o Ano da Fé que nos fez reavaliar a profundidade de nossa resposta ao Amor apaixonado de um Deus que, para nos salvar, torna-se um de nós no seio virginal de Maria e se chama Jesus. Olhando para o Deus menino na pobre manjedoura de Belém possamos fortalecer em nossa Igreja particular de Colatina o sonho do Papa Francisco: “Deus nos está pedindo neste momento mais simplicidade. Uma vida mais simples, mais pobre. É algo de dentro, que alegra o espírito”. Que esta alegria que brota da luz de Cristo e que invade nosso coração esteja presente em todos nós neste Natal e no próximo ano 2014. Um Feliz Natal e um 2014 abençoado por Deus.
Dom Décio Sossai Zandonade – Bispo diocesano
22. BÊNÇÃO E ABRAÇO DA PAZ
O presidente convida todas as crianças para receber uma bênção especial, depois abençoa a assembleia e envia os pequeninos a levarem o abraço da paz e Feliz Natal aos participantes.
Presidente – Senhor, nosso Deus, que da boca das crianças preparastes um louvor do vosso nome, olhai para estas crianças que a fé da Igreja recomenda à vossa piedade; derramai sobre elas a vossa bênção, a fim de que, por meio de uma boa convivência com as pessoas e com a cooperação da força do Espírito Santo, se tornem testemunhas de Cristo no mundo e saibam espalhar e defender a fé. Amém.
– Abençoe-vos Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– Na alegria do nascimento do Salvador, saudai-vos a todos com um Feliz Natal!
23. CANTO FINAL
Os pastores encontraram Maria, José e o Menino. (bis)
1 – Passemos até Belém, irmãos, combinaram os pastores, para ver o que aconteceu, ver o que aconteceu.
2 – E voltaram dando graças por tudo o que tinham visto lá na gruta de Belém, lá na gruta de Belém.
3 – Também nós devemos procurar encontrar o Salvador no irmão, ofertando para Ele todo nosso coração.
PARTILHA DA PALAVRA
“Hoje, nasceu o Salvador do mundo!” O que se celebra nesta liturgia é bem mais do que o aniversário do nascimento histórico de Jesus. A celebração da Natividade do Senhor é festa de sua manifestação na carne, isto é, Deus vindo ao encontro da humanidade como pessoa humana. Segundo o Apóstolo, “A graça de Deus se manifestou trazendo a salvação para todos os homens”. O recém-nascido envolto em faixas outrora encontrado pelos pastores é sinal deste acontecimento: “Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador que é o Cristo Senhor”. Iniciativa amorosa de Deus em vir ao encontro de suas criaturas, revestido de sua fragilidade. Nós, hoje, somos testemunhas da generosidade com que Deus nos trata. A segunda leitura nos interpela para que abracemos a sobriedade na vida, a justiça nos posicionamentos e a piedade nas relações. Estas são características do Cristo Senhor nascido para nós, hoje. O relato do nascimento de Jesus nos remete para a singeleza, para o despojamento, para a pobreza. Olhar para o presépio não é ocasião para alimentar um romantismo vazio, como se fosse uma historinha do passado que nos emociona, e só. É uma oportunidade para meditar o modo como Deus resolveu se encarnar: primeiro no seio de uma jovem, virgem e pobre. O Rei do Universo nasce na manjedoura, não no palácio. Os primeiros que souberam do Salvador e as primeiras testemunhas foram pobres pastores (discriminados na época), não os Reis. Deus usa a fraqueza para manifestar a sua força. A salvação está na pobreza, no despojamento, na simplicidade, na singeleza, no comum da vida. Os pobres são prediletos de Deus, porque conseguem acolher a mensagem de salvação. Que a nossa pobreza seja o espaço para Deus nascer. Que nossa mente não fique ofuscada pelo amor às riquezas falsas. Que nossa solidariedade com os pobres seja a imitação da solidariedade de Deus que escolheu os pobres para anunciar a Boa-Nova, que escolheu a pobreza para nascer. Que hoje possamos acolher o verdadeiro Rei. Que Ele nos traga aos afetos os verdadeiros valores: o amor, o perdão, a solidariedade, a compreensão, a simplicidade… Hoje nosso coração é Belém. “Ah, que alegria! Deus se faz homem e também já nasceu! Onde? Em mim”. Compreendemos de fato a mensagem da noite do Natal?

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …