Página Inicial / Animação Litúrgica / 1º Domingo do Advento

1º Domingo do Advento

Ano B -1º Domingo do Advento – cor roxa ou lilás – 30/11/2014
VIGIAI: POIS NÃO SABEIS QUANDO O SENHOR VIRÁ
PRIMEIRO DOMINGO DO ADVENTO – ANO B
Cor litúrgica: roxo
Animador: Meus irmãos, neste primeiro Domingo do Advento, nós iniciamos um novo Ano Litúrgico. Façamos deste tempo sagrado um mergulho no mistério de Cristo e no mistério da Igreja. Fiquemos de pé e iniciemos a nossa celebração.

RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – REFR.: COMO O SOL NASCE DA AURORA DE MARIA NASCERÁ AQUELE QUE A TERRA SECA EM JARDIM CONVERTERÁ. Ó BELÉM, ABRE TEUS BRAÇOS AO PASTOR QUE A TI VIRÁ. EMANUEL, DEUS-CONOSCO, VEM AO NOSSO MUNDO, VEM! / 1. Ouve, ó pastor do teu povo, vem do alto céu onde estás! / 2. Vem teu rebanho salvar, mostra o amor que lhe tens! / 3. Salva e protege esta vinha, foi tua mão que a plantou!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Irmãos eleitos segundo a presciência de Deus Pai, pela santificação do Espírito para obedecer a Jesus Cristo e participar da bênção da aspersão do seu sangue, graça e paz vos sejam concedidas abundantemente. TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ONDE HOUVER COROA DO ADVENTO
Animador: Encontramos, hoje, diante do altar, a Coroa do Advento. Ela é um simples enfeite de ramos e velas para recordar-nos o significado deste tempo forte na vida da Igreja. A coroa, um círculo sem início e sem fim, simboliza a eternidade. Os ramos verdes simbolizam a vida e a esperança. As velas representam os séculos de escuridão, cada uma aumentando a luz até o Natal, quando comemoramos o nascimento de Jesus, a Luz eterna. Os cristãos, preparando-se para sua festa de luz e de vida, a natividade do Salvador, passaram a acrescentar uma vela à Coroa em cada domingo do tempo do Advento. Essas luzes relembram a escuridão do mundo pecador antes do Salvador, a promessa da Salvação, a preparação para o Messias pelos profetas e, finalmente, a Virgem que deu à luz a um filho chamado Emanuel: Deus-Conosco.
BÊNÇÃO DA COROA
P.: A nossa proteção está no Nome do Senhor.
TODOS: Que fez o céu e a terra.
P.: OREMOS: Ó Pai, em quem todas as coisas são santificadas, abençoai esta coroa e concedei a nós que usamos seu símbolo a graça de preparar nossos corações para o Advento do vosso Filho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
(O celebrante asperge, então, a coroa com água benta). Acende-se a primeira vela.
4. ATO PENITENCIAL – P.: No início desta celebração eucarística, peçamos a conversão do coração, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. P.: Senhor, que viestes ao mundo para nos salvar, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. CEL.: Cristo, que continuamente nos visitais com a graça do vosso Espírito, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS.
P.: Senhor, que vireis um dia para julgar as nossas obras, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus todo-poderoso, concedei a vossos fiéis o ardente desejo de possuir o reino celeste, para que, acorrendo com as nossas boas obras ao encontro do Cristo que vem, sejamos reunidos à sua direita na comunidade dos justos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
Animador: Caros irmãos, o fiel cristão deve estar sempre vigilante e preparado para acolher o Deus que vem ao nosso encontro. Ouçamos com amor e respeito o que o Senhor tem a nos falar.
6. 1ª LEITURA (Is 63,16b-17.19b;64,2b-7) – Leitura do Livro do Profeta Isaías.
6. SALMO RESPONSORIAL – (DO SALMO 79/80)
REFR.: ILUMINAI A VOSSA FACE SOBRE NÓS, CONVERTEI-NOS, PARA QUE SEJAMOS SALVOS! / 1. Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos. / vós que sobre os querubins vos assentais! / Despertai vosso poder, ó nosso Deus, / e vinde logo nos trazer a salvação! / 2. Voltai-vos para nós, Deus do universo! / Olhai dos altos céus e observai. / Visitai a vossa vinha e protegei-a! / Foi a vossa mão direita que a plantou; / protegei-a e ao rebanho que firmastes! / 3. Pousai a mão por sobre o vosso protegido, / o filho do homem que escolhestes para vós! / E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus! / Dai-nos a vida e louvaremos vosso nome!
7. 2ª LEITURA (1 Cor 1, 3-9) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
9. CANTO DE ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – REFR.: ALELUIA, ALELUIA! (BIS) / Vem mostrar-nos, ó Senhor, vossa bondade / e a vossa salvação nos concedei!
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO – (Mc 13, 33-37) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 33“Cuidado! Ficai atentos, porque não sabeis quando chegará o momento. 34É como um homem que, ao partir para o estrangeiro, deixou sua casa sob a responsabilidade de seus empregados, distribuindo a cada um sua tarefa. E mandou o porteiro ficar vigiando. 35Vigiai, portanto, porque não sabeis quando o dono da casa vem: à tarde, à meia-noite, de madrugada ou ao amanhecer. 36Para que não suceda que, vindo de repente, ele vos encontre dormindo. 37O que vos digo, digo a todos: Vigiai!” Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO UNIVERSAL – P.: Irmãos e irmãs, invoquemos nosso Pai, suplicando-Lhe que acolha as preces do seu povo reunido em oração para celebrar o Mistério de Cristo, que Se fez Homem pela nossa redenção. Confiantes na Sua misericórdia, supliquemos: Senhor, atendei a nossa prece!
TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que, com zelo e simplicidade, continue levando a esperança para muitas pessoas, acendendo a chama da fé em muitos corações, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
2) Pelo nosso Bispo Auxiliar, Dom Marcony Vinicius, que no próximo dia 03 comemora o vigésimo sexto aniversário de sua ordenação sacerdotal, para que Deus lhe ilumine em seu trabalho pastoral e lhe conceda sempre mais sabedoria e perseverança, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
3) Para que os homens e as mulheres do nosso tempo se deem as mãos mutuamente, com respeito, e desenvolvam projetos e ações de humanismo e cooperação, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que possamos ser ardorosos discípulos de Jesus e, iluminados pela luz do Verbo Encarnado, nos preparemos para a vinda do Salvador por meio do exercício da caridade, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Ouvi ó Pai nossos pedidos e dai-nos a graça de nos preparar para o Advento de Vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
CANTO DE OFERTAS – A NOSSA OFERTA APRESENTAMOS NO ALTAR / E TE PEDIMOS: VEM, SENHOR, NOS LIBERTAR! / 1. A chuva molhou a terra, / o homem plantou um grão, / a planta deu flor e frutos, / do trigo se fez o pão. / 2. O homem plantou videiras, / cercou-as com seu carinho; / da vinha brotou a uva, da uva se fez o vinho. / 3. Os frutos da nossa terra / e as lutas dos filhos teus / serão, pela tua graça, / pão vivo, que vem dos céus. / 4. Recebe, Pai, nossas vidas, / unidas ao pão e vinho, / e vem conduzir teu povo, / guiando-o no teu caminho.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Recebei, ó Deus, estas oferendas que escolhemos entre os dons que nos destes, e o alimento que hoje concedeis à nossa devoção torne-se prêmio da redenção eterna. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 475) – Prefácio do Advento I – As duas vindas de Cristo – MR (p. 406) – P.: Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre em todo lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Revestido da nossa fragilidade, ele veio a primeira vez para realizar seu eterno plano de amor a abrir-nos o caminho da salvação. Revestido de sua glória, ele virá uma segunda vez para conceder-nos em plenitude os bens prometidos que hoje, vigilantes, esperamos. Por essa razão, agora e sempre, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos, cantando (dizendo) a uma só voz:
TODOS: SANTO, SANTO, SANTO…
P.: Na verdade, ó Pai, Vós sois santo e fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas oferendas, derramando sobre elas o Vosso Espírito, a fim de que se tornem para nós o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, Vosso Filho e Senhor nosso.
TODOS: SANTIFICAI NOSSA OFERENDA, Ó SENHOR!
P.: Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, Ele tomou o pão, deu graças e o partiu, e deu a Seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do mesmo modo, ao fim da ceia, Ele tomou o cálice em Suas mãos, deu graças novamente e o deu a Seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS PARA A REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM. Eis o mistério da fé.
TODOS: SALVADOR DO MUNDO, SALVAI-NOS. VÓS QUE NOS LIBERTASTES PELA CRUZ E RESSURREIÇÃO!
P.: Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do Vosso Filho, nós Vos oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e Vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na Vossa presença e Vos servir.
TODOS: RECEBEI, Ó SENHOR, A NOSSA OFERTA!
P.: E nós Vos suplicamos que, participando do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo.
TODOS: FAZEI DE NÓS UM SÓ CORPO E UM SÓ ESPÍRITO!
P.: Lembrai-vos, ó Pai, da Vossa Igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela cresça na caridade, com o papa Francisco, com o nosso bispo Sergio, seus bispos auxiliares e todos os ministros do Vosso povo.
TODOS: LEMBRAI-VOS, Ó PAI, DA VOSSA IGREJA!
P.: Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a Vós, na luz da Vossa face.
TODOS: LEMBRAI-VOS, Ó PAI, DOS VOSSOS FILHOS!
P.: Enfim, nós Vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José, seu esposo, com os santos Apóstolos e todos os que neste mundo Vos serviram, a fim de Vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo, Vosso Filho.
TODOS: CONCEDEI-NOS O CONVÍVIO DOS ELEITOS!
P.: Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.
TODOS: AMÉM.
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – REFR.: VEM, Ó SENHOR, COM O TEU POVO CAMINHAR. TEU CORPO E SANGUE, VIDA E FORÇA VEM NOS DAR! (BIS) / 1. A Boa Nova proclamai com alegria. Deus vem a nós. Ele nos salva e nos recria. E o deserto vai florir e se alegrar. Da terra seca flores vão brotar. (Bis). / 2. Eis nosso Deus, Ele vem pra salvar. Com sua força, vamos juntos caminhar e construir um mundo novo e libertado do egoísmo, da injustiça e do pecado. (bis). / 3. Uma voz clama no deserto com vigor: ”Preparai hoje os caminhos do Senhor!” Tirai do mundo a violência e ambição que não vos deixam ver no outro vosso irmão. (Bis). / 4. Distribuí os vossos bens com igualdade. Fazei na terra germinar fraternidade. O Deus da vida marchará com o seu povo e um povo novo viverá num mundo novo. (Bis).
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Aproveite-nos, ó Deus, a participação nos vossos mistérios. Fazei que eles nos ajudem a amar desde agora o que é do céu e, caminhando entre as coisas que passam, abraçar as que não passam. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL – MR (p. 520)
P.: O Senhor esteja convosco.
TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.: Que o Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o advento do seu Filho, em cuja vinda credes e cuja volta esperais, e derrame sobre vós as suas bênçãos.
TODOS: AMÉM.
P.: Que durante esta vida ele vos torne firmes na fé, alegres na esperança, solícitos na caridade.
TODOS: AMÉM.
P.: Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito homem, sejais recompensados com a vida eterna, quando vier de novo em sua glória.
TODOS: AMÉM.
P.: Abençoe-vos o Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
LEITURAS DA SEMANA
LEITURAS DA SEMANA
Seg.: Is 2,1-5; Sl121; Mt8,5-11.
Ter.: Is 11,1-10; Sl71; Lc10,21-24.
Qua.: S. Francisco Xavier. Presbítero. Memória. Is25,6-10a; Sl22; Mt15,29-37.
Qui.: S. João Damasceno. Presbítero. Doutor. Mem.Facult. Is26,1-6; Sl117; Mt7,21.24-27.
Sex.: Is29,17-24; Sl26; Mt9,27-31.
Sáb.: S. Nicolau. Bispo. Mem.Facult. Is30.19-21.23.26; Sl146; Mt9,35-10,1.6-8.
Primeira Semana do Saltério
Primeiro Domingo do Advento – Ano B
CANTOS PARA ESTA CELEBRAÇÃO: Cânticos do Hinário Litúrgico da CNBB – Liturgia VI – Paulus
Partilha da Palavra
Neste 1º Domingo do Advento, iniciamos o novo Ano Litúrgico. O ano B da Liturgia Dominical, inspira-se no Evangelho de Marcos. O Advento nos prepara para o Natal, um tempo de vigilância, de alegre esperança no Senhor que vem: veio em Belém, vem no mistério celebrado no Natal, virá no final dos tempos e vem a cada dia, nos grandes e pequenos momentos, nos sorrisos e nas lágrimas. No Evangelho, o Senhor nos apresenta como alicerce de todas as atitudes a vigilância. A vigilância representa estar atento aos sinais de Deus que se manifestam no dia a dia. É ser comprometido com Jesus e com o Reino que ele veio anunciar. Significa, portanto, permanecer de prontidão e agir para impedir que os falsos valores suplantem os valores evangélicos. É ter posições firmes e claras frente às sérias questões que emergem em nossa sociedade, como a liberalização do aborto, a corrupção desenfreada, o mau uso dos recursos naturais. É ter posições positivas, por exemplo, defender a vida em todas as suas formas, resistir às grandes e pequenas desonestidades, sentir-se responsável pela preservação da natureza. O despertar representa acordar para os compromissos a que somos chamados como discípulos missionários. Acordar para seguir mais fielmente Jesus Cristo e anunciar, sobretudo por nossa forma de vida, o Reino de amor e paz. Deixar guiar-se pela luz representa que temos um caminho a percorrer, porém não estamos sós. Confiantes no Espírito que nos ilumina, é preciso nos desacomodarmos e partirmos, pois se não partimos não chegamos a lugar algum. A luz que clareia o caminho é a Palavra de Deus. Deixar guiar-se pela luz é abandonar as trevas. As trevas envolvem a atual sociedade sob a forma de guerras e violências; de individualismo; de incoerências e de muitos outros modos. Ao nos deixarmos guiar pela luz, mostramos o desejo de construir uma sociedade em que refulge a luminosidade sob a forma de paz; de solidariedade; de coerência (ter atitudes que concordem com o que falamos) e de tantos outros modos possíveis. Ser vigilante é também ser fiel “a fidelidade a Jesus exige de nós combater os males que causam dano ou destroem a vida”.
(Mensagem da Conferência de Aparecida)

Você pode Gostar de:

4º Domingo da Quaresma (21.03)

Ano B – cor roxa – 21/03/2021 1. Saudação Presidente – Irmãos e irmãs em …