Página Inicial / Animação Litúrgica / 3º Domingo do Tempo Comum

3º Domingo do Tempo Comum

PRONTIDÃO, DETERMINAÇÃO E ALEGRIA AO CHAMADO DE CRISTO
TERCEIRO DOMINGO DO TEMPO COMUM
Cor Litúrgica: Verde
Animador: Irmãos amados, a Liturgia de hoje nos ensina que o forte apelo de Jesus à conversão trata-se, antes de tudo, de um ato de fé em Sua Pessoa, aceitando-O como Filho de Deus, enviado pelo Pai. Fiquemos de pé e iniciemos a celebração desta Santa Missa.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – REFR.: TODA A TERRA TE ADORE, / Ó SENHOR DO UNIVERSO, / OS LOUVORES DO TEU NOME / CANTE O POVO EM SEUS VERSOS! / 1. Venham todos, com alegria, / aclamar nosso Senhor, caminhando ao seu encontro, / proclamando seu louvor. / Ele é o Rei dos reis / e dos deuses o maior. / 2. Tudo é dele: abismos, montes, / mar e terra ele formou. / De joelhos adoremos / este Deus que nos criou, / pois nós somos seu rebanho / e Ele é nosso Pastor. / 3. Ninguém feche o coração, / escutemos sua voz. / Não sejamos tão ingratos, / tal e qual nossos avós. / Mereçamos o que Ele / tem guardado para nós. / 4. Glória ao Pai que nos acolhe / e a seu Filho Salvador. / Igualmente, demos glória / ao Espírito de Amor. / Hoje e sempre, eternamente, / cantaremos seu louvor.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: O Senhor Jesus, que nos convida à mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama à conversão. Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai. (Pausa). Tende compaixão de nós, Senhor. TODOS: PORQUE SOMOS PECADORES. P.: Manifestai, Senhor, a Vossa misericórdia. TODOS: E DAI-NOS A VOSSA SALVAÇÃO. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM. P.: Senhor, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.

4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Deus eterno e todo-poderoso, dirigi a nossa vida segundo o vosso amor, para que possamos, em nome do vosso Filho, frutificar em boas obras. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
Anim.: Meus irmãos, a Palavra de Deus é o alimento que fortalece a fé e a santidade dos discípulos de Cristo. Ouçamos com atenção as leituras de hoje.
6. PRIMEIRA LEITURA (Jn 3, 1-5.10) – Leitura da Profecia de Jonas.
1 A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas, pela segunda vez: 2“Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive e anuncia-lhe a mensagem que eu te vou confiar”. 3Jonas pôs-se a caminho de Nínive, conforme a ordem do Senhor. Ora, Nínive era uma cidade muito grande; eram necessários três dias para ser atravessada. 4Jonas entrou na cidade, percorrendo o caminho de um dia; pregava ao povo, dizendo: “Ainda quarenta dias, e Nínive será destruída”. 5Os ninivitas acreditaram em Deus; aceitaram fazer jejum e vestiram sacos, desde o superior ao inferior. 10Vendo Deus as suas obras de conversão e que os ninivitas se afastavam do mau caminho, compadeceu-se e suspendeu o mal que tinha ameaçado fazer-lhes e não o fez. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL: Do Salmo 24 (25)
REFR.: MOSTRAI-ME, Ó SENHOR, VOSSOS CAMINHOS, VOSSA VERDADE ME ORIENTE E ME CONDUZA! / 1. Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação./ 2. Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura e a vossa compaixão, que são eternas! De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia e sois bondade sem limites, ó Senhor! / 3. O Senhor é piedade e retidão e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça e aos pobres ele ensina o seu caminho.
8. SEGUNDA LEITURA (1 Cor 7, 29-31) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
29Eu digo, irmãos: o tempo está abreviado. Então que, doravante, os que têm mulher vivam como se não tivessem mulher; 30e os que choram, como se não chorassem; e os que estão alegres, como se não estivessem alegres; e os que fazem compras, como se não possuíssem coisa alguma; 31e os que usam do mundo, como se não estivessem gozando. Pois a figura deste mundo passa. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. CANTO DE ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – REFR.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ O Reino do Céu está perto! Convertei-vos, irmãos, é preciso! Crede todos no Evangelho!
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO (Mc 1,14-20) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.:14Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!” 16E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 17Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”. 18E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus. 19Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; 20e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO UNIVERSAL – P.: Irmãos caríssimos, dirijamos ao Pai a nossa oração, dizendo confiantes: Ouvi, Senhor, a nossa súplica!
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que Cristo o assista sempre mais na sua missão de conduzir a Igreja e de animar a ação evangelizadora, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
2) Pelos nossos governantes, para que o anúncio do Evangelho provoque neles uma maior adesão à Pessoa de Jesus Cristo, buscando melhores dias para o povo brasileiro, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
3) Pelos que se entregam ao serviço dos mais pobres e ao cuidado dos doentes, para que Cristo lhes dê o dom da fortaleza e a perseverança nas dificuldades, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que, na observância dos Mandamentos e na frequência consciente e frutuosa da Eucaristia, aprendamos a servir ao Reino de Deus com esperança e humildade, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
(Preces Espontâneas):
P.: Senhor, que pelo Vosso Filho dissestes que o tempo se cumpriu e está próximo o Reino de Deus, dai-nos um coração que saiba responder aos apelos do Evangelho. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – REFR.: DE MÃOS ESTENDIDAS OFERTAMOS O QUE DE GRAÇA RECEBEMOS. (BIS) / 1. A natureza tão bela, que é louvor, que é serviço, o sol que ilumina as trevas, transformando-as em luz. O dia que nos traz o pão e a noite que nos dá repouso, ofertamos ao Senhor o louvor da criação / 2. Nossa vida toda inteira ofertamos ao Senhor, como prova de amizade, como prova de amor. Com o vinho e com o pão, ofertamos ao Senhor nossa vida toda inteira, o louvor da criação.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Ó Deus, acolhei com bondade as oferendas que vos apresentamos para que sejam santificadas e nos tragam a salvação. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (P. 482) – Prefácio dos domingos do Tempo Comum I: O mistério pascal e o povo de Deus – MR (p.428) – P.: Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai Santo, Deus eterno e Todo-Poderoso, por Cristo, vosso Filho, que, pelo mistério da sua Páscoa, realizou uma obra admirável. Por ele, vós nos chamastes das trevas à vossa luz incomparável, fazendo-nos passar do pecado e da morte à glória de sermos o vosso povo, sacerdócio régio e nação santa, para anunciar, por todo o mundo, as vossas maravilhas. Por essa razão, agora e sempre, nós nos unimos à multidão dos anjos e dos santos, cantando (dizendo) a uma só voz:
TODOS: SANTO, SANTO, SANTO…
P.: Na verdade, vós sois santo, ó Deus do universo, e tudo o que criastes proclama o vosso louvor, porque, por Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, e pela força do Espírito Santo, dais vida e santidade a todas as coisas e não cessais de reunir o vosso povo, para que vos ofereça em toda parte, do nascer ao pôr do sol, um sacrifício perfeito.
TODOS: SANTIFICAI E REUNI O VOSSO POVO!
P.: Por isso, nós vos suplicamos: santificai pelo Espírito Santo as oferendas que vos apresentamos para serem consagradas, a fim de que se tornem o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que nos mandou celebrar este mistério.
TODOS: SANTIFICAI NOSSA OFERENDA, Ó SENHOR!
P.: Na noite em que ia ser entregue, ele tomou o pão, deu graças e o partiu, e deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS PARA A REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM. Eis o mistério da fé!
TODOS: ANUNCIAMOS, SENHOR, A VOSSA MORTE E PROCLAMAMOS A VOSSA RESSURREIÇÃO. VINDE, SENHOR JESUS!
P.: Celebrando agora, ó Pai, a memória do vosso Filho, da sua paixão que nos salva, da sua gloriosa ressurreição e da sua ascensão ao céu, e enquanto esperamos a sua nova vinda, nós vos oferecemos em ação de graças este sacrifício de vida e santidade.
TODOS: RECEBEI, Ó SENHOR, A NOSSA OFERTA!
P.: Olhai com bondade a oferenda da vossa Igreja, reconhecei o sacrifício que nos reconcilia convosco e concedei que, alimentando-nos com o Corpo e o Sangue do vosso Filho, sejamos repletos do Espírito Santo e nos tornemos em Cristo um só corpo e um só espírito.
TODOS: FAZEI DE NÓS UM SÓ CORPO E UM SÓ ESPÍRITO!
P.: Que ele faça de nós uma oferenda perfeita para alcançarmos a vida eterna com os vossos santos: a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José, seu esposo, os vossos Apóstolos e Mártires, e todos os santos, que não cessam de interceder por nós na vossa presença.
TODOS: FAZEI DE NÓS UMA PERFEITA OFERENDA!
P.: E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que este sacrifício da nossa reconciliação estenda a paz e a salvação ao mundo inteiro. Confirmai na fé e na caridade a vossa Igreja, enquanto caminha neste mundo: o vosso servo o Papa Francisco, o nosso Bispo Sergio, seus bispos auxiliares, com os bispos do mundo inteiro, o clero e todo o povo que conquistastes.
TODOS: LEMBRAI-VOS, Ó PAI, DA VOSSA IGREJA!
P.: Atendei às preces da vossa família, que está aqui, na vossa presença. Reuni em vós, Pai de misericórdia, todos os vossos filhos e filhas dispersos pelo mundo inteiro.
TODOS: LEMBRAI-VOS, Ó PAI, DOS VOSSOS FILHOS!
P.: Acolhei com bondade no vosso reino os nossos irmãos e irmãs que partiram desta vida e todos os que morreram na vossa amizade. Unidos a eles, esperamos também nós saciar-nos eternamente da vossa glória, por Cristo, Senhor nosso.
TODOS: A TODOS SACIAI COM VOSSA GLÓRIA!
P.: Por ele dais ao mundo todo bem e toda graça. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.
TODOS: AMÉM.
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Quando te domina o cansaço/ E já não puderes dar um passo/ Quando o bem ao mal ceder/ E tua vida não quiser/ Ver um novo amanhecer/ Levanta-te e come/ Levanta-te e come/ Que o caminho é longo/ Caminho longo./ REFR.: EU SOU TEU ALIMENTO, Ó CAMINHEIRO/ EU SOU O PÃO DA VIDA VERDADEIRO/ TE FAÇO CAMINHAR, VALE E MONTE ATRAVESSAR/ PELA EUCARISTIA, EUCARISTIA./ 2. Quando te perderes no deserto/ E a morte então sentires perto/ Sem mais força pra subir/ Sem coragem de assumir/ O que Deus de ti pedir/ Levanta-te e come/ Levanta-te e come/ Que o caminho é longo/ Caminho longo./ 3. Quando a dor, o medo, a incerteza/ Tentam apagar tua chama acesa/ E tirar do coração/ A alegria e a paixão/ De lutar, não ser em vão/ Levanta-te e come/ Levanta-te e come/ Que o caminho é longo/ Caminho longo./ 4- Quando não achares o caminho/ Triste e abatido vais sozinho/ O olhar sem brilho e sem luz/ Sob o peso de tua cruz/ Que a lugar nenhum conduz/ Levanta-te e come/ Levanta-te e come/ Que o caminho é longo/ Caminho longo./ 5. Quando a voz do anjo então ouvires/ E o coração de Deus sentires/ Te acordando para o amor/ Renovando teu vigor/ Água e pão, o bem maior/ Levanta-te e come/ Levanta-te e come/ Que o caminho é longo/ Caminho longo.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Concedei-nos, Deus todo-poderoso, que, tendo recebido a graça de uma nova vida, sempre nos gloriemos dos vossos dons. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL
Preparando a Partilha da Palavra
Celebramos hoje, a proximidade do Reino que se manifesta nas ações de Jesus e em nosso compromisso com a transformação da sociedade. O profeta Jonas obedece à ordem de Deus e vai a Nínive, a fim de proclamar aí a mensagem de Deus. Israel sempre teve profetas e sacerdotes que lhe mostravam o projeto de Deus, mas, infelizmente, a conversão não aconteceu. Os ninivitas, ao contrário, mudam rapidamente de atitude ao primeiro anúncio de um profeta estrangeiro, e creem em Deus. Eles são mais obedientes a Deus que os israelitas. O Salmo 24(25) pede que sempre cantemos ao Senhor, pedindo que tenha compaixão de nós e sempre se lembre de sua aliança. Salmo de confiança na misericórdia do Senhor. Afirma que a misericórdia e compaixão divina conduzem o pecador ao bom caminho. O povo de Deus não é uma raça, mas a união de muitos povos em torno de projeto de Deus, anunciado em Jesus. A tarefa prioritária consiste no anúncio de Jesus, pois é assim que o povo de Deus cresce. Paulo pressionado pela crença de que o mundo está para acabar e pela opinião popular de que é preciso gozar a vida antes que ela desapareça, ajuda os Coríntios a descobrir nova escala de valores: O Reino de Deus se impõe como valor absoluto, e isso vale tanto para os que se casam como para quem decidiu não casar. O Evangelho de Marcos foi escrito para “mostrar quem é Jesus” aos que se preparavam para receber o Batismo. O Evangelho vai revelando aos poucos quem é Jesus e, ao mesmo tempo, o que significa ser cristão. A Galileia é o lugar onde Jesus inicia sua atividade. É uma região muito pobre, lugar onde as pessoas são desvalorizadas. É no meio dessa gente e a partir dela que Jesus anuncia seu programa de vida: “Completou-se o tempo, e o Reino de Deus está próximo. Convertei-nos e crede na Boa-Nova”. O programa de Jesus consta de três momentos: 1) Anuncia que “o tempo já se cumpriu”. A espera da libertação chegou ao fim. Deus está presente em Jesus, atuando ao seu projeto de liberdade e vida. O caminho de Jesus e o caminho dos marginalizados são uma coisa só. Jesus se faz pobre como eles. 2) Jesus anuncia que “o Reino de Deus está próximo. O Reino de Deus está próximo, porque a realeza de Deus vai tomando corpo através dos atos libertadores que Jesus realiza ao longo do Evangelho. Está também sempre próximo mediante a prática dos seus discípulos. 3) Jesus diz: “convertam-se e creiam no Evangelho”. Conversão é sinônimo de adesão à prática de Jesus.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: SS. Timóteo e Tito. Bispos. Memórias. 2Tm1,1-8 ou Tt1,1-5; Sl95(96); Lc10,1-9.
Ter.: Sta. Ângela Mérici. Virgem. Mem.Facult. Hb10,1-10; Sl39(40); Mc3,31-35.
Qua.: S. Tomás de Aquino. Presbítero. Doutor. Hb10,11-18; Sl109(110); Mc4,1-20.
Qui.: Hb10,19-25; Sl23(24); Mc4,21-25.
Sex.: Hb 10,32-39; Sl36(37); Mc4,26-34.
Sáb.: S. João Bosco. Presbítero. Memória. Hb11,1-2.8-19; (Sl)Lc1,69-75; Mc4,35-41.
Terceira Semana do Saltério
Terceiro Domingo do Tempo Comum
CANTOS PARA ESTA CELEBRAÇÃO: Cânticos do Hinário Litúrgico da CNBB – Liturgia IX – Paulus

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …