Página Inicial / Animação Litúrgica / 2º Domnigo do Advento

2º Domnigo do Advento

06 de Dezembro de 2015 – Nº 2
SEGUNDO DOMINGO DO ADVENTO – ANO C – SÃO LUCAS
Cor litúrgica: roxo
Animador:Irmãos, somos convocados na caridade, na conversão e na justiça, a preparar o caminho do Senhor, a exemplo de João Batista. Nesta Liturgia, vamos intensificar nossa vocação de testemunhas da esperança, para acolher o Cristo que vem fazer morada entre nós. Fiquemos de pé e iniciemos, jubilosos, a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – REFR.: DAS ALTURAS ORVALHEM OS CÉUS, E AS NUVENS QUE CHOVAM JUSTIÇA, QUE A TERRA SE ABRA AO AMOR E GERMINE O DEUS SALVADOR (BIS)./ 1. Foste amigo, antigamente, desta terra que amaste, deste povo que escolheste; sua sorte melhoraste, perdoaste seus pecados, tua ira acalmaste./ 2. Escutemos suas palavras, é de paz que vai falar; paz ao povo, a seus fiéis, a quem dele se achegar. Está perto a salvação e a glória vai voltar./ 3. Eis: amor, fidelidade vão unidos se encontrar; bem assim, justiça e paz vão beijar-se e se abraçar. Vai brotar fidelidade e Justiça se mostrar./ 4. E virão os benefícios do Senhor a abençoar; e os frutos do amor desta terra vão brotar. A Justiça, diante dele e a paz o seguirá.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS:AMÉM. P.: A graça e a paz de Deus, nosso Pai, e de Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam convosco. TODOS:BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ONDE HOUVER COROA DO ADVENTO
Animador: Estamos nos preparando para celebrar a festa de luz e de vida: o Nascimento do Salvador. Acrescentamos a esta coroa do advento uma luz a cada domingo deste tempo, para que relembremos a escuridão do mundo pecador antes da vinda do Salvador.
(após acender as velas, rezar a seguinte oração):
P.: Oremos: Senhor, acendemos as velas desta coroa para que possamos prepararnossos corações para o advento do Vosso Filho. Protegei-nos dos maus costumes e inflamai nossos corações a uma contínua conversão de vida, para que, servindo a vós em nossos irmãos, possamos fugir da escuridão do pecado e ir ao encontro do nosso Salvador, Jesus Cristo, que vive e reina na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
4. ATO PENITENCIAL -P.: O Senhor Jesus, que nos convida à mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama à conversão. Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai. P.: Senhor, que sois o defensor dos pobres, tende piedade de nós. TODOS:SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.:Cristo, que sois o refúgio dos fracos, tende piedade de nós. TODOS:CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. CEL.: Senhor, que sois a esperança dos pecadores, tende piedade de nós. TODOS:SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.:Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) -Ó Deus todo-poderoso e cheio de misericórdia, nós vos pedimos que nenhuma atividade terrena nos impeça de correr ao encontro do vosso Filho, mas, instruídos pela vossa sabedoria, participemos da plenitude de sua vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
Animador:Irmãos, saibamos acolher o Senhor que vem e deixemos que Ele nos conduza à plenitude da vida. Ouçamos atentamente as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Br 5, 1-9)– Leitura do Livro do Profeta Baruc.
1Despe, ó Jerusalém, a veste de luto e de aflição, e reveste, para sempre, os adornos da glória vinda de Deus. 2Cobre-te com o manto da justiça que vem de Deus e põe na cabeça o diadema da glória do Eterno. 3Deus mostrará teu esplendor, ó Jerusalém, a todos os que estão debaixo do céu. 4Receberás de Deus este nome para sempre: “Paz-da-justiça e glória-da-piedade”. 5Levanta-te, Jerusalém, põe-te no alto e olha para o Oriente! Vê teus filhos reunidos pela voz do Santo, desde o poente até o levante, jubilosos por Deus ter-se lembrado deles. 6Saíram de ti, caminhando a pé, levados pelos inimigos. Deus os devolve a ti, conduzidos com honras, como príncipes reais. 7Deus ordenou que se abaixassem todos os altos montes e as colinas eternas, e se enchessem os vales, para aplainar a terra, a fim de que Israel caminhe com segurança, sob a glória de Deus. 8As florestas e todas as árvores odoríferas darão sombra a Israel, por ordem de Deus. 9Sim, Deus guiará Israel, com alegria, à luz de sua glória, manifestando a misericórdia e a justiça que dele procedem. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (DO SALMO 125 / 126).
REFR.:MARAVILHAS FEZ CONOSCO O SENHOR, EXULTEMOS DE ALEGRIA! / 1. Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar; encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios, de canções./ 2. Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor!” Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria! / 3. Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria. / 4. Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes; cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!
8. 2ª LEITURA (Fl1, 4-6.8-11) –Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Filipenses.
Irmãos: 4Sempre em todas as minhas orações rezo por vós, com alegria, 5por causa da vossa comunhão conosco na divulgação do Evangelho, desde o primeiro dia até agora. 6Tenho a certeza de que aquele que começou em vós uma boa obra, há de levá-la à perfeição até o dia de Cristo Jesus. 8Deus é testemunha de que tenho saudade de todos vós, com a ternura de Cristo Jesus. 9E isto eu peço a Deus: que o vosso amor cresça sempre mais, em todo o conhecimento e experiência, 10para discernirdes o que é o melhor. E assim ficareis puros e sem defeito para o dia de Cristo, 11cheios do fruto da justiça que nos vem por Jesus Cristo, para a glória e o louvor de Deus. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. CANTO DE ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – REFR.:ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas. Toda carne há de ver a salvação do nosso Deus.
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO – (Lc3, 1-6) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.:1No décimo quinto ano do império de Tibério César, quando Pôncio Pilatos era governador da Judeia, Herodes administrava a Galileia, seu irmão Filipe, as regiões da Itureia e Traconítide, e Lisânias a Abilene; 2quando Anás e Caifás eram sumos sacerdotes, foi então que a palavra de Deus foi dirigida a João, o filho de Zacarias, no deserto. 3E ele percorreu toda a região do Jordão, pregando um batismo de conversão para o perdão dos pecados, 4como está escrito no Livro das palavras do profeta Isaías: “Esta é a voz daquele que grita no deserto: ‘preparai o caminho do Senhor, endireitai suas veredas. 5Todo vale será aterrado, toda montanha e colina serão rebaixadas; as passagens tortuosas ficarão retas e os caminhos acidentados serão aplainados. 6E todas as pessoas verão a salvação de Deus’”. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos caríssimos, elevemos a Deus as nossas preces pelas necessidades da Igreja e do mundo inteiro, dizendo: Vinde, Senhor Jesus!
TODOS: VINDE, SENHOR JESUS!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que, sempre mais fortalecida pela presença de Cristo, caminhe pelas trilhas do acolhimento e da misericórdia, rezemos ao Senhor.

TODOS: VINDE, SENHOR JESUS!
2) Pela Santa Igreja de Deus e seus ministros, para que, vivendo na expectativa da vinda de Jesus, realizem com renovado ardor sua missão evangelizadora, rezemos ao Senhor.

TODOS: VINDE, SENHOR JESUS!
3) Pelos governantes de todo o mundo, para que busquem sempre a paz e a concórdia entre os povos e promovam continuamente o bem comum, rezemos ao Senhor.

TODOS: VINDE, SENHOR JESUS!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que, no Ano Santo da Misericórdia, que iniciaremos nos próximos dias, sejamos misericordiosos com o nosso próximo e aprendamos a contemplar em Cristo o rosto misericordioso de Deus, rezemos ao Senhor.

TODOS: VINDE, SENHOR JESUS!
(Preces Espontâneas)
P.: Atendei, ó Deus, os pedidos do Vosso povo e concedei que sejamos fiéis aos ensinamentos do Vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO PREPARAÇÃO DAS OFERTAS –

 1. Do céu vai descer o Cordeiro! É dom, puro dom, salvação! No altar do penhor verdadeiro, também vamos ser oblação./ REFR.:EIS, SENHOR, A TUA VINHA. FRUTOS MIL TE TRAZ, SENHOR. MAS TEU POVO QUE CAMINHA, MAIS QUE FRUTO É DOM DE AMOR! /2. Na terra já brota a esperança, e a graça de Deus vem dizer que o povo da nova aliança, também oferenda vai ser./ 3. Irmãos na fé viva exultante, partilham o pão sempre mais. E campos já mais verdejantes também já se tornam trigais!
15.P.:Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Acolhei, ó Deus, com bondade nossas humildes preces e oferendas, e, como não podemos invocar os nossos méritos, venha em nosso socorro a vossa misericórdia.Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (p. 482) – Prefácio do Advento I – As duas vindas de Cristo – MR (p. 406) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – REFR.:VIGIAI, VIGIAI, EU VOS DIGO, NÃO SABEIS QUAL O DIA OU AHORA. VIGIAI, VIGIAI, EU REPITO: EIS QUE VEM O SENHOREM SUA GLÓRIA. (BIS)/1. Foste amigo antigamente desta terra que amaste,deste povo que escolheste, sua sorte melhoraste,perdoaste seus pecados, tua raiva acalmaste./2. Vem de novo restaurar-nos! Sempre irado estarás,indignado contra nós? E a vida não darás? Salvação ealegria, outra vez, não nos trarás?/3. Escutemos suas palavras, é de paz que vai falar;paz ao povo, a seus fiéis, a quem dele se achegar.Está perto a salvação e a glória vai voltar./4. Eis: amor, fidelidade vão unidos se encontrar. Bemassim, justiça e paz vão beijar-se e abraçar. Vaibrotar fidelidade e justiça se mostrar./5. E virão os benefícios do Senhor a abençoar e osfrutos de amor desta terra vão brotar. A justiçadiante dele e a paz o seguirá./6. Glória ao Pai onipotente, ao que vem, glória eamor. AoEspírito cantemos: glória a nosso Defensor!Ao Deus Uno e Trino demos a alegria do louvor.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Alimentados pelo pão espiritual, nós vos suplicamos, ó Deus, que, pela participação nesta Eucaristia, nos ensineis a julgar com sabedoria os valores terrenos e colocar nossas esperanças nos bens eternos. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL – MR (p. 520)
P.: O Senhor esteja convosco.
TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.:Que o Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o advento do seu Filho, em cuja vinda credes e cuja volta esperais, e derrame sobre vós as suas bênçãos.
TODOS: AMÉM.
P.: Que durante esta vida ele vos torne firmes na fé, alegres na esperança, solícitos na caridade.
TODOS: AMÉM.
P.: Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito homem, sejais recompensados com a vida eterna, quando vier de novo em sua glória.
TODOS:AMÉM.
P.: Abençoe-vos o Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
TODOS:AMÉM.

Preparando a Partilha da Palavra
Baruc, na primeira leitura, consola o povo, dizendo que Jerusalém pode se preparar para tirar o luto porque o esplendor de Deus se manifestará. O esplendor de Deus tem a ver com a felicidade e a libertação de seus filhos! Em outras palavras: seria falso dar glória a Deus sem promover a libertação daqueles que ele ama. O maior louvor que se pode oferecer a Deus é trabalhar pelo direito. A cidade de Jerusalém, símbolo da glória de Deus, recebe no texto um nome igualmente simbólico: Paz – na – justiça. A paz é, ao mesmo tempo, dom e conquista: vem de Deus, doador de todas as graças, mas só acontece quando se vive a justiça. Para todos os povos, vale o desejo de Deus, que é felicidade e paz; e vale também a tarefa de acolher a graça concretamente na prática da justiça. A imagem de montanhas que precisam ser abaixadas para tornar plano o caminho do Senhor aparece tanto em Baruc como no evangelho que nos fala da missão de João Batista. Montanhas e depressões se apresentam como sinais dos obstáculos que colocamos no caminho da Palavra e da ação de Deus: coisas que precisam diminuir nas pessoas e sociedade, e vazios que precisam  ser preenchidos. Paulo dá graças ao Senhor pela boa obra iniciada na Igreja de Filipos e diz que o mesmo Senhor que nos permite começar e fazer o bem vai nos ajudar a prosseguir, a levar a bom termo o trabalho do Reino. Sem Deus nada é possível. Dele vem todo o impulso para a boa obra. Ele nos anima a começar e nos fortalece na perseverança. Mas não somos marionetes sem vontade; podemos abrir ou fechar o coração à ação da graça. Para acolher ou não o apelo da graça, temos que usar, entre outras coisas, o discernimento, para descobrir o melhor para a comunidade, para o próximo, para nós. Nossa realização pessoal e a qualidade da sociedade em que vivemos dependem das escolhas que fazemos e dos critérios que estão por trás dessas escolhas. Para apontar a missão de Jesus, Lucas cita Isaías e diz que “todos verão a salvação de Deus”. Jesus não é propriedade de grupo algum, nem mesmo de seus declarados servidores. É isso que somos: servidores, não donos, nem de Jesus e menos ainda da salvação, que é dom da Trindade, fruto de um amor que é para todos. Cabe-nos anunciar essa salvação, para que mais gente possa se sentir presenteada com esse dom; mas não nos cabe julgar a contribuição e o acolhimento que cada um dá ao chamado de Deus, como o percebe em sua consciência. Tornamos mesquinha a ideia de salvação quando a restringimos a grupos e regulamentos. Jesus foi sinal do amor sem limites do Pai e o Espírito sopra onde quer, nem sempre percebido por todos da mesma maneira. Nosso coração aberto para reconhecer o bem que os outros realizam, dentro e fora da nossa Igreja, é também um anúncio dessa salvação que Deus oferece a todos.

LEITURAS DA SEMANA
2ª-: Sto. Ambrósio BDr, Mem.Is 35, 1-10; Sl 84 (85); Is 35, 4d); Lc 5, 17-26
3ª-. IMACULADA CONCEIÇÃO DE NOSSA SENHORA. Solenidade.Gn 3,9-15.20; Sl 97 (98); Ef 1,3-6.11-12; Lc 1,26-38
4ª-: São João Diego. MFac. Is 40,25-31; Sl 102(103); Mt 11,28-30
5ª-: Is 41, 13-20; Sl 144 (145); Mt 11, 11-15
6ª-: S. Dâmaso I. Papa. MFac. Is 48, 17-19; Sl1, 1-2. 3. 4.6 (R/. cf. Jo 8, 12); Mt 11, 16-19
Sáb.:Nossa Senhora de Guadalupe. Padroeira da América Latina. Festa. Gl 4,4-7 ;Sl 95 (96); Lc 1,39-47
Segunda Semana do Saltério
Segundo Domingo do Advento – Ano C

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …