Página Inicial / Animação Litúrgica / 3º Domingo do Advento

3º Domingo do Advento

ALEGRAI-VOS SEMPRE NO SENHOR. REPITO: ALEGRAI-VOS!
Dia da Campanha Nacional para a Evangelização

13 de dezembro de 2015 – Nº 3
TERCEIRO DOMINGO DO ADVENTO –DOMINGO GAUDETE
ANO C – SÃO LUCAS
ANO DA MISERICÓRDIA
Cor Litúrgica: roxo ou róseo
Animador:Meus irmãos: hoje, a Liturgia nos convida à alegria, porque o “Senhor está próximo!”. Alegremo-nos também, pois nós começamos a vivenciar o Ano Santo da Misericórdia. Cristo é o rosto da misericórdia do Pai e, por isso, com a Sua Palavra, os Seus gestos e toda a Sua presença, Ele nos revela os sinais da misericórdia divina. Fiquemos de pé e, com entusiasmo, iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA –REFR.:OUVE-SE NA TERRA UM GRITO, DO POVO UM GRANDE CLAMOR: SENHOR,ABRE OS CÉUS, QUE AS NUVENS CHOVAM O SALVADOR!/ 1. É o nosso canto de amor e esperança, que toda a terra proclamatambém, e a nossa voz não se cansa: Vem, Senhor Jesus, vem!/2. Quando as trevas invadem a terra, e quando muitos um guia nãotêm, o nosso amor sempre espera: Vem, Senhor Jesus, vem!/3. Embora muitos rejeitem o apelo, que toda luz e verdade contém, a Igreja insiste em seu zelo: Vem, Senhor Jesus, vem!/4. Para que o mundo descubra a mensagem, a Boa-Nova da paz edo bem, temos a mesma linguagem: Vem, Senhor Jesus, vem!/5. Vem reunir hoje as tuas Igrejas, a tua prece rezamos também. O nosso amor sempre espere: Vem, Senhor Jesus, vem!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS:AMÉM. P.: A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. TODOS:BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. COROA DO ADVENTO
Animador: A terceira vela que acendemos hoje na coroa do advento é sinal da alegria por saber que o Senhor está próximo.
(O celebrante acende as velas e reza a seguinte oração:)
P.:Oremos: Senhor, acendemos as velas desta coroa para que possamos preparar nossos corações para o advento do Vosso Filho. Protegei-nos dos maus costumes e inflamai nossos corações a uma contínua conversão de vida, para que, servindo a Vós em nossos irmãos, possamos fugir da escuridão do pecado e ir ao encontro do nosso Salvador, Jesus Cristo, que vive e reina na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM
4. ATO PENITENCIAL –P.: De coração contrito e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que tenha piedade de nós, pecadores. Senhor, que vindes visitar vosso povo na paz, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que vindes salvar o que estava perdido, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que vindes criar um mundo novo, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus de bondade, que vedes o vosso povo esperando fervoroso o natal do Senhor, dai chegarmos às alegrias da Salvação e celebrá-las sempre com intenso júbilo na solene liturgia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
Anim.:Caros irmãos, a primeira causa da nossa alegria é a proximidade do Senhor que nos acolhe e nos ama. Ouçamos, com reverência, as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Sf3, 14- 18a) -Leitura do Livro do Profeta Sofonias.
14Canta de alegria, cidade de Sião; rejubila, povo de Israel! Alegra-te e exulta de todo o coração, cidade de Jerusalém! 15O Senhor revogou a sentença contra ti, afastou teus inimigos; o rei de Israel é o Senhor, ele está no meio de ti, nunca mais temerás o mal. 16Naquele dia, se dirá a Jerusalém: “Não temas, Sião, não te deixes levar pelo desânimo! 17O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, o valente guerreiro que te salva; ele exultará de alegria por ti, movido por amor; exultará por ti, entre louvores, 18como nos dias de festa”. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Is 12, 2-3.4bcd.5-6).
REFR.: EXULTAI CANTANDO ALEGRES, HABITANTES DE SIÃO, / PORQUE É GRANDE EM VOSSO MEIO O DEUS SANTO DE ISRAEL! / 1. Eis o Deus, meu Salvador, eu confio e nada temo; o Senhor é minha força, meu louvor e salvação. Com alegria bebereis no manancial da salvação, e direis naquele dia: “Dai louvores ao Senhor./ 2. Invocai seu santo nome, anunciai suas maravilhas, entre os povos proclamai que seu nome é o mais sublime. / 3. Louvai cantando ao nosso Deus, que fez prodígios e portentos, publicai em toda a terra suas grandes maravilhas.” Exultai cantando alegres, habitantes de Sião, porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel!”
8. 2ª LEITURA (Fl4, 4-7) -Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses.
Irmãos: 4Alegrai-vos sempre no Senhor; eu repito, alegrai-vos. 5Que a vossa bondade seja conhecida de todos os homens! O Senhor está próximo! 6Não vos inquieteis com coisa alguma, mas apresentai as vossas necessidades a Deus, em orações e súplicas, acompanhadas de ação de graças. 7E a paz de Deus, que ultrapassa todo o entendimento, guardará os vossos corações e pensamento em Cristo Jesus. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. CANTO DE ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – ALELUIA, ALELUIA!ALELUIA! O Espírito do Senhor sobre mim fez a sua unção; enviou-me aos empobrecidos a fazer feliz proclamação!
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO – (Lc3, 10-18) – P.: O Senhor esteja convosco.TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 10as multidões perguntavam a João: “Que devemos fazer?” 11João respondia: “Quem tiver duas túnicas, dê uma a quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo!” 12Foram também para o batismo cobradores de impostos, e perguntaram a João: “Mestre, que devemos fazer?” 13João respondeu: “Não cobreis mais do que foi estabelecido”.14Havia também soldados que perguntavam: “E nós, que devemos fazer?” João respondia: “Não tomeis à força dinheiro de ninguém, nem façais falsas acusações; ficai satisfeitos com o vosso salário!” 15O povo estava na expectativa e todos se perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. 16Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no  Espírito Santo e no fogo. 17Ele virá com a pá na mão: vai limpar sua eira e recolher o trigo no celeiro; mas a palha ele a queimará no fogo que não se apaga”.18E ainda de muitos outros modos, João anunciava ao povo a Boa-Nova. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, na expectativa alegre do Natal, apresentemos a Deus nossos pedidos, suplicando confiantes: Cristo, Luz do mundo, ouvi-nos!
TODOS: CRISTO, LUZ DO MUNDO, OUVI-NOS!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, que no próximo dia dezessete comemora o seu aniversário natalício, para que, sustentado pela força do Espírito Santo, possa continuar guiando a Igreja nos caminhos da humildade e da alegria, rezemos ao Senhor.

TODOS: CRISTO, LUZ DO MUNDO, OUVI-NOS!
2) Pelas autoridades governamentais, para que promulguem leis justas que favoreçam a paz, o trabalho e a concórdia, rezemos ao Senhor.

TODOS: CRISTO, LUZ DO MUNDO, OUVI-NOS!
3) Pelas famílias de nossa Arquidiocese, para que busquem no diálogo e no amor o caminho para a convivência alegre e fraterna, rezemos ao Senhor.

TODOS: CRISTO, LUZ DO MUNDO, OUVI-NOS!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que saibamos realizar as obras de misericórdia corporais e espirituais no nosso dia a dia e sejamos solidários com o nosso próximo, rezemos ao Senhor.

TODOS: CRISTO, LUZ DO MUNDO, OUVI-NOS!
(Preces Espontâneas)
P.:Derramai, Senhor, sobre o povo suplicante a abundância da Vossa graça, para que, seguindo os Vossos mandamentos, receba estímulo e ajuda na vida presente e felicidade sem fim na pátria futura. Por Cristo nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE PREPARAÇÃO DAS OFERTAS – REFR.:A NOSSA OFERTA APRESENTAMOS NO ALTAR E TE PEDIMOS: VEM, SENHOR, NOS LIBERTAR!/1. A chuva molhou a terra, o homem plantou um grão, a planta deu flor e frutos, do trigo se fez o pão./2. O homem plantou videiras, cercou-as com seu carinho, da vinha brotou a uva, da uva se fez o vinho./3. Os frutos da nossa terra e as lutas dos filhos teus serão, pela tua graça, pão vivo que vem dos céus./4. Recebe Pai, nossas vidas, unidas ao pão e vinho e vem conduzir teu povo, guiando-o no teu caminho.
15.P.:Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – CEL.: Possamos, ó Pai, oferecer-vos sem cessar estes dons da nossa devoção, para que, ao celebrarmos o sacramento que nos destes, se realizem em nós as maravilhas da salvação. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 477) – Prefácio do Advento II – A dupla espera de Cristo – MR (p. 408) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – Jerusalém, povo de Deus, Igreja santa, levanta e vai, sobe as montanhas, ergue o olhar. Lá no Oriente desponta o sol da alegria que vem de Deus aos filhos teus. Eis o teu dia. 1. S.: Louva, Jerusalém, T.: louva o Senhor, teu Deus. S.: Tuas portas reforçou T.: e os teus abençoou. S.: Te cumulou de paz T.: e o pão do céu te traz. 2. S.: Sua Palavra envia, T.: corre veloz sua voz: S.: da névoa desce o véu, T.: unindo a terra e o céu, S.: as nuvens se desmancham. T.: O vento sopra e avança.3. S.: Ao povo revelou T.: palavras de amor, S.: a sua Lei nos deu, T.: e o Mandamento seu; S.: com ninguém fez assim T.: amou até o fim. 4. S.: A virgem, mãe será, T.: um Filho à luz dará, S.: seu nome, Emanuel: T.: “Conosco Deus” do céu; S.: o mal desprezarás, T.: o bem escolherás.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Imploramos, ó Pai, vossa clemência para que estes sacramentos nos purifiquem dos pecados e nos preparem para as festas que se aproximam. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL – MR (p. 520)
P.: O Senhor esteja convosco.
TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.: Que o Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o advento do seu Filho, em cuja vinda credes e cuja volta esperais, e derrame sobre vós as suas bênçãos.
TODOS: AMÉM.
P.: Que durante esta vida ele vos torne firmes na fé, alegres na esperança, solícitos na caridade.
TODOS: AMÉM.
P.:Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito homem, sejais recompensados com a vida eterna, quando vier de novo em sua glória.
TODOS:AMÉM.
P.:Abençoe-vos o Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
TODOS:AMÉM.

Preparando a Partilha da Palavra
Este terceiro Domingo do Advento é o domingo da alegria. A cor rosácea, usada como opção ao roxo, sinaliza para esta exultação que perpassa toda a liturgia. “Alegrai-vos!” – diz São Paulo na segunda leitura; “Canta de alegria, rejubila, alegra-te e exulta de todo o coração” – convida o Profeta Sofonias na primeira; “Exultai cantando alegres” – exorta o Salmo de meditação. Mas, qual o motivo de tamanha alegria? Para um cristão, para alguém responsável, e realmente consciente, é possível alegrar-se, quando há tanta dor no mundo, tanto fracasso, tristeza, solidão e morte? Alegrar-se em um mundo assim, não seria uma insuportável falta de solidariedade, uma falta de compaixão para com quem sofre e geme? E, no entanto, a Palavra Santa insiste: Alegrai-vos! Mas, “alegrai-vos sempre no Senhor!” Eis o modo de alegrar-se, no Senhor, porque ele pode sustentar nossa existência, ele pode dar sentido às nossas dores e nos consolar depois da pena! E a Palavra prossegue: “Alegrai-vos: o Senhor está perto”. O motivo da nossa alegria é a certeza de que Deus não nos abandonou, a convicção que ele é um Deus presente e que no seu Filho Jesus, ele veio pessoalmente ao nosso encontro. Por isso, ao lado da alegria, o evangelho de hoje, ao apresentar-nos o ministério de João Batista, coloca-nos uma questão fundamental: “Que devemos fazer?” – é a questão de levar a sério o Cristo que vem; de abrir espaço para ele na nossa vida, decidir-se realmente por ele! Como devemos viver para acolher sua vinda no dia-a-dia, para bem celebrar o seu Natal, para estar diante dele quando vier na sua glória? A resposta somente pode ser uma: convertei-vos, abri vosso coração para que o Rei da glória possa entrar! Entrar no nosso modo de viver, nas nossas opções, no nosso coração, em todas as dimensões da nossa existência! Não recebamos em vão a graça de Deus, o dom do Cristo que nos vem sempre! Não tornemos inútil a salvação que Cristo nos concedeu. É importante observar o apelo de João, o Batista, precursor do Messias. A cada grupo de pessoas que perguntavam o que fazer, o Batista responde de modo muito concreto, indicando uma direção a partir do modo de vida e da atividade de quem perguntava… e sempre relacionando com o respeito e o amor aos outros: “Quem tiver duas túnicas, dê uma a quem não tem; quem tiver comida, faça o mesmo; não cobreis mais que o estabelecido; não tomeis à força dinheiro de ninguém; não façais falsa acusação”. Ainda hoje este é o critério para acolher Jesus: um coração disposto à conversão… e uma conversão que passe pelo relacionamento com os irmãos, sobretudo os mais necessitados. É isto que nos é pedido neste Advento! É esta a condição para um Natal verdadeiramente cristão, verdadeiramente no Senhor! Portanto, alegremo-nos no Senhor e por intercessão de Maria Santíssima, Virgem das virgens, unamo-nos a Ela em preces e súplicas ao Pai celeste, para que ao nascer o Menino Jesus junto ao presépio, estejamos de joelhos aos pés da manjedoura, para adorarmos com todo vigor de nossas almas àquele que nos trouxe a salvação e abriu-nos as portas do céu.

LEITURAS DA SEMANA
2ª-: S. João da Cruz PresbDr, mem. Nm 24,2-7.15-17a; Sl 24(25); Mt 21,23-27
3ª-: Sf 3,1-2.9-13; Sl 33(34); Mt 21,28-32
4ª-: Is 45,6b-8.18.21b-25; Sl 84(85); Lc 7,19-23
5ª-: Gn49,2.8-10; Sl 71 (72); Mt 1,1-17
6ª-: Jr 23,5-8; Sl 71 (72); Mt 1,18-24
Sáb.-: Jz 13,2-7.24-25a ; Sl 70 (71)Lc 1,5-25
Terceira Semana do Saltério
Terceiro Domingo do Advento – Ano C

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …