Página Inicial / Animação Litúrgica / 13º Domingo do Tempo Comum

13º Domingo do Tempo Comum

JESUS EXIGE FIRMEZA NA DECISÃO DE SEGUI-LO
 
26 de junho de 2016
DÉCIMO TERCEIRO DOMINGO COMUM
ANO DA MISERICÓRDIA – ANO C
Cor Litúrgica: Verde
A.: Irmãos amados, na vivência cotidiana da fé, nós somos convocados a testemunhar a nossa coragem em seguir a Cristo por meio da fidelidade ao Evangelho. Fiquemos de pé e iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – 1. Não sei se descobriste a encantadora luz, no olhar da mãe feliz que embala um novo ser. Nos braços leva alguém em forma de outro eu. Vivendo agora em dois se sente renascer./ R.: A MÃE SERÁ CAPAZ DE SE ESQUECER OU DEIXAR DE AMAR ALGUM DOS FILHOS QUE GEROU? E SE EXISTIR ACASO TAL MULHER, DEUS SE LEMBRARÁ DE NÓS EM SEU AMOR./ 2. O amor de mãe recorda o amor de nosso Deus, tomou seu povo ao colo e quis nos atrair. Até na ingratidão inflama seu amor. Um Deus apaixonado busca a mim e a ti.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Irmãos eleitos segundo a presciência de Deus Pai, pela santificação do Espírito para obedecer a Jesus Cristo e participar da bênção da aspersão do seu sangue, graça e paz vos sejam concedidas abundantemente. TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – P.: O Senhor disse: “Quem dentre vós estiver sem pecado, atire a primeira pedra”. Reconheçamo-nos todos pecadores e perdoemo-nos mutuamente do fundo do coração. (pausa). P.: Senhor, que na água e no Espírito nos regenerastes à vossa imagem, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que enviais o vosso Espírito para criar em nós um coração novo, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que nos tornastes participantes do vosso Corpo e do vosso Sangue, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus, pela vossa graça, nos fizestes filhos da luz. Concedei que não sejamos envolvidos pelas trevas do erro, mas brilhe em nossas vidas a luz da vossa verdade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, seguir a Cristo significa, sobretudo, estar atento à Sua palavra. Ouçamos, com reverência, as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (1 Rs 19, 16b.19-21) – Leitura do Livro dos Reis.
Naqueles dias, disse o Senhor a Elias: 16bvai e unge a Eliseu, filho de Safat, de Abel-Meula, como profeta em teu lugar. 19Elias partiu dali e encontrou Eliseu, filho de Safat, lavrando a terra com doze juntas de bois; e ele mesmo conduzia a última. Elias, ao passar perto de Eliseu, lançou sobre ele o seu manto. 20Então Eliseu deixou os bois e correu atrás de Elias, dizendo: “Deixa-me primeiro ir beijar meu pai e minha mãe, depois te seguirei”. Elias respondeu: “Vai e volta! Pois o que te fiz eu?” 21Ele retirou-se, tomou a junta de bois e os imolou. Com a madeira do arado e da canga assou a carne e deu de comer a sua gente. Depois levantou-se, seguiu Elias e pôs-se ao seu serviço. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 15/16) – R.: Ó SENHOR, SOIS MINHA HERANÇA PARA SEMPRE!/ 1. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! Digo ao Senhor: “Somente vós sois meu Senhor: nenhum bem eu posso achar fora de vós!” Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos!/ 2. Eu bendigo ao Senhor que me aconselha, e, até de noite, me adverte o coração. Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, pois, se o tenho a meu lado, não vacilo./ 3. Eis por que meu coração está em festa e minha alma rejubila de alegria; e até meu corpo no repouso está tranquilo, pois não haveis de me deixar entregue à morte nem vosso amigo conhecer a corrupção./ 4. Vós me ensinais vosso caminho para a vida; junto a vós, felicidade sem limites; delícia eterna e alegria ao vosso lado!
8. 2ª LEITURA (Gl 5, 1.13-18) – Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas.
Irmãos: 1É para a liberdade que Cristo nos libertou. Ficai pois firmes e não vos deixeis amarrar de novo ao jugo da escravidão. 13Sim, irmãos, fostes chamados para a liberdade. Porém, não façais dessa liberdade um pretexto para servirdes à carne. Pelo contrário, fazei-vos escravos uns dos outros, pela caridade. 14Com efeito, toda a Lei se resume neste único mandamento: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. 15Mas, se vos mordeis e vos devorais uns aos outros, cuidado para não serdes consumidos uns pelos outros. 16Eu vos ordeno: procedei segundo o Espírito. Assim, não satisfareis aos desejos da carne. 17Pois a carne tem desejos contra o espírito, e o espírito tem desejos contra a carne. Há uma oposição entre carne e espírito, de modo que nem sempre fazeis o que gostaríeis de fazer. 18Se, porém, sois conduzidos pelo Espírito, então não estais sob o jugo da Lei. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! Fala, Senhor, que te escuta teu servo! Tu tens palavras de vida eterna!
10. EVANGELHO – (Lc 9, 51-62) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: 51 Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém 52e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram num povoado de samaritanos, para preparar hospedagem para Jesus.53Mas os samaritanos não os receberam, pois Jesus dava a impressão de que ia a Jerusalém. 54Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para destruí-los?” 55Jesus, porém, voltou-se e repreendeu-os. 56E partiram para outro povoado. 57Enquanto estavam caminhando, alguém na estrada disse a Jesus: “Eu te seguirei para onde quer que fores”. 58Jesus lhe respondeu: “As raposas têm tocas e os pássaros têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça”. 59Jesus disse a outro: “Segue-me”. Este respondeu: “Deixa-me primeiro ir enterrar meu pai”. 60Jesus respondeu: “Deixa que os mortos enterrem os seus mortos; mas tu, vai anunciar o Reino de Deus”. 61Um outro ainda lhe disse: “Eu te seguirei, Senhor, mas deixa-me primeiro despedir-me dos meus familiares”. 62Jesus, porém, respondeu-lhe: “Quem põe a mão no arado e olha para trás, não está apto para o Reino de Deus”. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Oremos, irmãos e irmãs, ao Senhor, nosso Deus e nosso Pai, que nos chama à verdadeira liberdade, e supliquemos com confiança: Ouvi, Senhor, a nossa súplica.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA.
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que seja cada vez mais fortalecido em sua missão de anunciar o Evangelho a todos os povos, rezemos ao Senhor.

TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA.
2) Pelos governantes de todas as Nações, para que, por meio do serviço aos cidadãos, promovam a justiça, a paz e o bem comum, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA.
3) Pela nossa comunidade, para que se renove no seguimento ao Cristo e assim possa ajudar as demais pessoas a realizarem seu encontro vivo e pessoal com o nosso Redentor, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA.
4) Por todos nós aqui reunidos, para que nos unamos ao esforço evangelizador da Igreja com profunda convicção, fé, coragem e alegria, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA.
(Preces Espontâneas)
P.: Concedei, Senhor, a todos os fiéis a graça de se deixarem conduzir pela luz do Vosso Espírito. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. Muito alegre eu te pedi o que era meu; parti, num sonho tão normal. Dissipei meus bens e o coração também, no fim meu mundo era irreal!/ R.: CONFIEI NO TEU AMOR E VOLTEI, SIM, AQUI É MEU LUGAR, EU GASTEI TEUS BENS, Ó PAI, E TE DOU ESTE PRANTO EM MINHAS MÃOS./ 2. Mil amigos conheci, disseram adeus, caiu a solidão em mim. Um patrão cruel levou-me a refletir: meu pai não trata um servo assim!/ 3. Nem deixaste-me falar da ingratidão, morreu no abraço o mal que eu fiz. Festa, roupa nova, anel, sandália aos pés. Voltei à vida, sou feliz!
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Ó Deus, que nos assegurais os frutos dos vossos sacramentos, concedei que o povo reunido para vos servir corresponda à santidade dos vossos dons. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA V – MR (p. 494)
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – R.: PROCURO ABRIGO NOS CORAÇÕES, DE PORTA EM PORTA DESEJO ENTRAR. SE ALGUÉM ME ACOLHE COM GRATIDÃO, FAREMOS JUNTOS A REFEIÇÃO./ 1. Eu nasci pra caminhar assim, dia e noite; vou até o fim. O meu rosto o forte sol queimou, meu cabelo o orvalho já molhou: eu cumpro a ordem do meu coração./ 2. Vou batendo até alguém abrir. Não descanso. O amor me faz seguir, é feliz quem ouve a minha voz, e abre a porta, entro bem veloz: eu cumpro a ordem do meu coração./ 3. Junto à mesa vou sentar depois e faremos refeição, nós dois. Sentirá seu coração arder e esta chama tenho de acender; eu cumpro a ordem do meu coração./ 4. Aqui dentro, o amor nos entretém; e, lá fora, o dia eterno vem. Finalmente nós seremos um e teremos tudo em comum! Eu cumpro a ordem do meu coração.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, que oferecemos em sacrifício e recebemos em comunhão, nos transmitam uma vida nova, para que, unidos a vós pela caridade que não passa, possamos produzir frutos que permaneçam. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL

Preparando a Partilha da Palavra
No seguimento a Cristo, formamos uma grande família que exige fidelidade, dedicação e generosidade maior para servir. As condições propostas por Jesus para o discipulado exigem renúncia, despojamento, disponibilidade para anunciar a novidade do Reino. O Salmo 15 é um canto de confiança que ressalta a experiência da comunhão com Deus. Nossa única herança, riqueza e segurança deve ser o Senhor. Ele aconselha e orienta o nosso coração para que sigamos o caminho da vida. No evangelho de hoje, Cristo nos diz que seus servidores devem largar tudo que os atrapalha para o seguir: coisas materiais, apegos afetivos… Paulo nos diz na segunda leitura, que fomos libertos por Cristo para vivermos na liberdade. Mas como combina esta “liberdade” com tanta exigência? A liberdade cristã é liberdade de e liberdade para. Liberdade de outros sistemas, valores, apegos. Liberdade de outros mestres e senhores a não ser Cristo. Não é libertinagem, pois libertinagem não é liberdade e sim escravos de ambições, instintos, vícios, orgulho, auto-suficiência. Muitos que se dizem livres são na realidade escravos de si mesmos, do seu egoísmo, de algum poder escuso. O cristão é livre na medida em que pertence a Cristo como único Senhor e a Deus, seu Pai. O cristão é livre para o que Cristo deseja: a dedicação ao irmão, o próximo. Livre para a corajosa transformação da exploração em fraternidade; para a verdade que afugenta a mentira; para tudo o que o Espírito de Deus nos inspira: caridade, alegria, paz. E para isto devemos cumprir a “lei única”, que contém tudo o mais que é preciso observar: o amor ao próximo como a si mesmo… Na nossa situação atual, esta liberdade exige também a libertação, a derrubada de sistemas e estruturas que impedem as pessoas de realizar a fraternidade que Deus espera e que Jesus veio inaugurar. Liberdade cristã significa ser livre do sistema de exploração que nos quer dominar. Significa dizer “não” ao sistema opressor, e colocarmo-nos a serviço de um sistema que promova a justiça e a vida, pois liberdade não é andar solto; é comprometer-se com o apelo de Deus e de nossa consciência. Fortalecidos pelo Espírito, sejamos testemunhas de Jesus, sinais de amor, esperança e liberdade.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: S. Cirilo de Alexandria BDr, MFac. Am 2,6-10.13-16; Sl 49(50),16bc-17.18-19.20-21.22-23 (R/. 22a) ; Mt 8,18-22
Ter.: Am 3,1-8; 4,11-12; Sl 5,5-6. 7. 8 (R/. 9a) ; Mt 8,23-27
Qua.: Am 5,14-15.21-24;Sl 49(50),7. 8-9. 10-11. 12-13. 16bc-17 (R/. 23b) ;Mt 8,28-34
Qui.: Santos Protomártires da Igreja de Roma, MFac. Am 7,10-17;Sl 18(19),8. 9. 10. 11 (R/. 10b) ;Mt 9,1-8
Sex.: Am 8,4-6.9-12;Sl 118(119),2. 10. 20. 30. 40. 131 (R/. Mt 4, 4) ;Mt 9,9-13
Sáb.: Am 9,11-15;Sl 84(85),9. 11-12. 13-14 (R/. 9);Mt 9,14-17
Primeira Semana do Saltério
Décima Terceira Semana do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …