Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia 4º Domingo do Advento

Liturgia 4º Domingo do Advento

“Ó céus, deixai cair o orvalho,Abra-se a terra e brote o Justo, o Salvador!”

1.Acolhida.
Alegremo-nos todos, pois, o Senhor está chegando e com Ele vem a nossa salvação! Predito pelos profetas, esperado com amor de mãe, pela Virgem Maria, Jesus vai ser anunciado por João Batista. Alegremo-nos, pois, hoje, já iniciamos a celebração de seu mistério; Ele vem pobre, no meio dos pobres e para nossa salvação!

2.Palavra de Deus.
Mq 5,1-4 – O Messias é prometido ao “resto do Povo de Israel”, aos pequenos que preservaram sua fé no poder de Deus. Nascerá num “povoado”, mas sua origem é divina e vem dos tempos da eternidade!
Hb 10,5-10 – Deus não quer mais saber de vítimas e de sangue de animais, mas Ele mesmo vem oferecer o sacrifício de sua vontade. Nós todos somos santificados pelo preço do sacrifício de Jesus!
Lc 1,39-45 – A vinda de Jesus dá início à vocação missionária dos cristãos; como a Virgem Maria, eles precisam sair correndo para anunciar que a Salvação vai chegar com o Natal de Jesus. Eles mesmos devem levar a alegria da salvação ao povo de Deus!

3.Reflexão.
O Profeta Miquéias anuncia a alegria da libertação ao povo pobre de seu tempo; povo das periferias que preservaram sua fé na promessa e no poder de Deus. Hoje, também, os pobres serão libertados, receberão a salvação das mãos de Deus!
O Espírito Santo atualiza, por seu poder transformador, o mistério de Cristo. “Despertai, Senhor, vosso poder e vinde, para que vossa proteção afaste os perigos que nossos pecados nos expõem e a vossa salvação nos liberte (…)”. A celebração do Natal não é apenas uma recordação de um fato passado; pelo contrário, é atualização do poder de Deus! Deus vem neste Natal e salva àqueles que depositaram sua confiança no seu poder. Celebrar o Natal é deixar-se envolver pelo mistério de Jesus, o Salvador!
A Virgem Maria guardava em segredo a presença do Messias em seu seio, mas Isabel, iluminada pelo Espírito Santo, revelou o Mistério do Natal, gritando: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre (…) tu és a mãe de meu Senhor e vens me visitar!”.
“A criança (João Batista) pulou de alegria no ventre de Isabel” Natal é alegria, Natal é libertação e nós, os cristãos, devemos levar esta alegria para todas as pessoas. Quem dá alegria não é o “Papai Noel”, é Jesus Cristo, o Salvador que Deus Pai nos envia através de Maria e é anunciado por Isabel. Não é proibido dar presentes no Natal, mas o presente libertador é Jesus Cristo. Falemos de Jesus e esqueçamos o “Papai Noel” deturpado pela propagando comercial. Jesus não veio trazer bonecas e brinquedos! Ele veio trazer-nos a libertação!

“O Filho da Virgem Maria será chamado: “Deus conosco” Natal é a vida de Deus para junto de nós!”

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Festa de Santo Antônio (Comunidade Santo Antônio Bairro Pedregal)

A Comunidade Santo Antônio (localizada no Bairro Pedregal) pertencente a Paróquia Sagrada Família convida para …