Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia do 25ºDomingo Comum 18.09.2022

Liturgia do 25ºDomingo Comum 18.09.2022

“NINGUÉM PODE SERVIR A DOIS SENHORES..VÓS NÃO PODEIS SERVIR A DEUS E AO DINHEIRO!”.

1.Acolhida
Todos compareceremos na presença de Deus ´para prestar-lhe contas de nossa vida. Na parábola do Evangelho, Jesus questiona o funcionário dizendo: “Que é isso que ouço dizer de você? Presta contas de sua administração, pois, já não podes mais administrar os meus bens! Então o administrador tomou uma decisão para garantir sua vida futura. Convocou os devedores e cortou o lucro de sua administração. O funcionário convocou os devedores e propôs a renúncia de seus lucros excessivos! Perdia o lucro “honesto”, mas ganhava amigos que o acolheriam no tempo da desgraça! Bom negócio: Fazer amigos com dinheiro injusto; estes o acolheriam no tempo da desgraça, ou seja, quando fosse despedido do emprego!
Jesus elogiou o administrador porque foi inteligente. Jesus disse: “Vocês são inteligentes para defender a própria vida! O Administrador desonesto agiu com mais inteligência na administração dos bens materiais do que os filhos da luz!

2.Palavra de Deus
Am 8,4-7 – A malícia dos negociantes é tornada pública pela denunciado profeta Amós. Pelo jeito, a malícia é velha e incorrigível, mas Deus garante: “Nunca mais esquecerei o que eles fizeram!” Deus não esquece a exploração praticada contra os pobres!
1Tm 2,1-8 – “Jesus quer que todos os homens cheguem à salvação, sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade!… O homem, Cristo Jesus, que se entregou em resgate por todos!”
Lc 16,1-13 – Jesus recorda-nos de maneira enfática que não podemos servir a dois senhores, ao mesmo tempo, pois, amamos a um e menosprezamos o segundo! “Vós não podeis servir a dois senhores ao mesmo tempo! Não podeis servir a Deus e ao dinheiro!”

3.Reflexão
Amós não se considerava um profeta, mas um criador de gado e cultivador de sicômoros! Mas sua palavra de profecia contra o Reino do Norte (Samaria) era corrosiva contra os vícios dos comerciantes. Descreve a malícia e as maldades dos negociantes com lucidez e coragem! É interessante como o mundo não mudou desde aquele tempo antigo! E é o pobre que ainda em nosso tempo “paga o pato!” da roubalheira pública! Mas Deus diz pela boca do profeta: “Nunca mais esquecerei o que fizeram… “ Muita astúcia, bons lucros mas a vingança de Deus é a salvação do pobre! A recompensa virá, com certeza, na vida eterna!
O Apóstolo Paulo quer que os cristãos ergam as mãos inocentes em prece em favor da humanidade redimida pelo Sangue de Jesus Cristo derramado na Cruz. Ele se entregou livremente à morte para libertar-nos da condenação eterna: “Mas há um só Mediador entre Deus e os homens, o Homem Jesus Cristo, que se entregou em resgate por todos… quero que, em todo lugar, se façam orações de mãos erguidas, sem ira e discussão!” Não somos juízes para condenar, mas cristãos para perdoar!
Mas o Evangelho, palavra dura de Jesus Cristo, adverte-nos sobre a impossibilidade de servir a dois senhores ao mesmo tempo: “a Deus e ao dinheiro – ou amará a um e menosprezará a outro!” Esta é a sentença de Jesus! No Reino de Deus não há lugar para o “jeitinho brasileiro!” Esse jeitinho significa ter sufocado a vida divina em nosso coração e viver, na prática, como ateus. O Sangue de Jesus não merece esse destino! É bom pensar no preço de nosso resgate!

“Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro!”

FREI CARLOS ZAGONEL.

Você pode Gostar de:

Dom Mário receberá o Pálio Sagrado em outubro

No dia 21 de outubro de 2022, Dom Mário Antonio, Arcebispo Metropolitano de Cuiabá, receberá …