Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia 2º Domingo da Quaresma (08.03)

Liturgia 2º Domingo da Quaresma (08.03)

“Sai da casa de teus pais… e vai para uma terra, que Eu vou te mostrar!

1.Acolhida
Já estamos no segundo Domingo da Quaresma, tempo precioso que Deus nos concede para ajustar nossa caminhado rumo ao Reino de Deus! O Papa Francisco, na abertura da Quaresma, deu-nos um bom conselho: Desligar um pouco o celular e abrir espaço para a leitura e meditação do Evangelho! Sábio conselho, não é verdade? O celular vicia e quando decidimos libertar-nos de sua escravidão conseguimos fazer abstinência dele por apenas quatro horas. Precisamos dormir com o celular debaixo do travesseiro e, passadas quatro horas, precisamos acordar e mexer com o bendito celular! É uma escravidão maior que a escravidão causada pelo vício da cocaína!
Quaresma é tempo oportuno para abandonar determinadas escravidões modernas! O celular é um instrumento precioso, mas devemos preservar e defender nossa liberdade para ouvir e ler a Palavra de Deus.
As leituras de hoje falar da fé e da vocação! Abraão obedeceu a Deus e saiu à procura da terra prometida, mas onde estaria ela e que direção deveria caminhar. Deus disse-lhe: “Sai de tua terra e vai!… Eu vou te mostrar! Jesus prometeu-nos o paraíso, mas onde fica e como será o paraíso? Como será a vida eterna? E qual seria o caminho? Vai andando que Eu vou te mostrar!

2.Palavra de Deus
Gn 12,1-4ª – Abraão acreditou num Deus do qual nunca tinha ouvido falar – acreditou na sua Palavra e saiu andando pelas terras do Oriente! Imitemos a fé de Abraão e Deus nos irá mostrando o caminho na medida que fizermos estrada na confiança em Deus que nos falou por Jesus Cristo!
2Tim 1,8b-10 – Deus nos chamou com uma vocação santa, para a vida eterna de filhos de Deus. Vocação gratuita à vida divina em Jesus Cristo e por Jesus Cristo. Mas, o que significa isso para nós que somos carnais e machucados pelo pecado de nossos pais?
Mt 19,1-7 – Jesus se transfigurou diante dos Apóstolos: mostrou-lhes seu rosto divino! Em nosso trabalho pastoral devemos ajudar às pessoas de nosso tempo a recuperara
Em seu verdadeiro rosto humano, hoje, desfigurado pelo pecado, pela droga, pela violência,etc.. O homem moderno precisa redescobrir seu verdadeiro rosto de filho amado por Deus.

3.Reflexão
Abraão obedeceu a Deus cegamente, por isso, entrou na Terra prometida, sem conhece-la com antecedência! Andou por terras desconhecidas, mas sabendo e querendo seguir os caminhos do Senhor. Obedeceu sabendo que andando por seus caminhos, seria perfeito e chegaria à recompensa prometida: “Anda na minha presença e serás perfeito!” (Gn 17,1).
De igual maneira, se você acreditar na promessa divina, entrará, igualmente, na promessa divina de uma vida imortal! “Ele não só destruiu a morte, como, também, fez brilhar a vida e a imortalidade por meio do Evangelho!”, como São Paulo disse a Timóteo. Nós, também, não sabemos direito o que seja a vida eterna, mas entraremos na posse da promessa de Deus, se acreditarmos na promessa da Palavra divina!
No evangelho temos o fato da transfiguração do Senhor Jesus: Ele mostrou sua divindade para os Apóstolos! Ele mostrou sua verdadeira figura de Filho de Deus. A imagem e semelhança que o homem tem com o seu Criador, foi desfigurada, desfeita… mas Deus quer recompô-la com a imagem divina. O trabalho da Igreja, mãe compassiva, consiste em restituir a verdadeira imagem do ser humano, com sua dignidade divina. O homem foi desfigurado pela serpente, mas precisa ser recomposto pela ação do Cristo, o Redentor. A serpente continua desfigurando pelos pecados, mas Jesus quer recompor a semelhança divina de sua criatura humana. A Igreja, Mãe compassiva, deve estar comprometida com a Missão de Jesus!

“Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo o meu agrado!”
O Pai quer pronunciar estas mesmas Palavras sobre a cabeça de todos os seres humanos!

Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

O Papa reza o Pai-Nosso implorando misericórdia pela humanidade provada

Ao meio-dia(Roma) e às 07h00 horário de Cuiabá , os cristãos do mundo se uniram …