Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia -14º Domingo Comum 05.07.2020

Liturgia -14º Domingo Comum 05.07.2020

TOMAI SOBRE VÓS O MEU JUGO E SEDE DISCÍPULOS MEUS!
1.ACOLHIDA
Os caminhos de Deus sempre são suaves, mas nós preferimos os nossos caminhos, complicados e difíceis e, por isso, fonte de tristeza e de sofrimento. Deus não fez o ser humano para sofrer, mesmo após o pecado! A carne não é fonte de alegria, mas de sofrimento e nós preferimos os caminhos da carne (de nosso egoísmo)!
As profecias indicam caminhos de paz mediante o Messias, que deseja romper arcos e flechas e garantir a paz para o ser humano! Os caminhos da paz não acontecem porque Deus não quer; pelo contrário, Deus quer a paz e nós preferimos os caminhos da guerra e da confusão!
A guerra acontece dentro de nós mesmos e entre a carne e o Espírito. Deus nos oferece o caminho do Espírito que, inclusive, tem a garantia da ressurreição e da glória! Mas o orgulho está no caminho da carne e da morte! A celebração desta Eucaristia e a meditação da Palavra de Deus são garantias de vida eterna e de paz.

2.Palavra de Deus
Zc 9,9-10 – Alegremo-nos com a promessa do Messias de paz, de alegria e exultação: “O Messias é justo e salvador; é humilde e vem montado num jumentinho… Ele eliminará a guerra!” Este é o projeto de Deus nosso Pai; mas nós preferimos a guerra, infelizmente!
Rm 8,9.11-13 – Não nos deixemos conduzir pela carne, que está envenenada pelo pecado e conduz para a morte eterna. Deixemos o Espírito de Deus conduzir-nos pelos caminhos da paz e da ressurreição. Como é consolador saber que ressuscitaremos com Jesus e como Jesus!
Mt 11,25-30 – Deus revela seus caminhos aos pequenos e humildes, pois a sabedoria humana é orgulho e nada entende de Deus! Todos estamos cansados e desiludidos com a experiência deste mundo! Experimentemos os caminhos do Espírito que são caminhos de paz, de humildade e de alegria, de descanso, pois, o fardo de Deus sempre é leve!

3.Reflexão
Mesmo depois do pecado, Deus nos ama e nos propõe caminhos de paz e de alegria, mas são caminhos de humildade e de confiança no amor divino prometido pelo Messias. O Messias (o teu rei) vem a teu encontro – Ele é justo e salvador! Os caminhos do Messias não são os caminhos da carne, mas os caminhos do Espírito, que trazem em seu conjunto a garantia da ressurreição e da vida eterna feliz! A carne não serve para nada (Jo 6,63), mas o Espírito tem a garantia da vida eterna!
Nós somos carnais e temos dificuldade, quase, insuperável para viver a vida do Espírito. A proposta de Jesus supõe a vida no Espírito que Ele trouxe-nos ao preço de sua morte na Cruz! Todo dia fazemos a experiência do peso da carne. Parecemos um avião sem motor… não conseguimos voar, elevar-nos da terra ao céu! Não somos devedores da carne, mas somos obra do Espírito que nos restitui a semelhança com nosso Criador!
Jesus exulta de alegria porque o Pai revelou esta grandeza espiritual aos pequeninos. Os caminhos de Deus são os caminhos da humildade, ensinados e vividos por Jesus. Somos orgulhosos de nosso saber humano, por isso, estamos tão longe dos segredos de Deus. A sabedoria humana é ignorância espiritual.

“Foi do agrado do Pai revelar os seus segredos aos pequeninos!”
Frei Carlos Zagonel

Você pode Gostar de:

Liturgia – 15º Domingo Comum

“A Palavra de Deus é viva e eficaz!” 1.ACOLHIDA. Neste Domingo, Jesus quer iluminar nossa …