Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia da Festa de São Pedro e São Paulo 04.07.2021

Liturgia da Festa de São Pedro e São Paulo 04.07.2021

“TU ÉS PEDRO E SOBRE ESTA PEDRA,CONSTRUIREI A MINHA IGREJA”.

1.Acolhida
A Igreja católica celebra a Festa de seus dois Fundadores humanos, Pedro e Paulo, ambos derramaram o próprio sangue em testemunho de sua fé e de seu amor por Jesus Cristo. Paulo foi perseguidor dos cristãos e Pedro negou seu Mestre diante de uma empregada doméstica.
A Ressurreição do Mestre tornou seus Apóstolos corajosos e cheios da força do Espírito Santo, sempre prontos para confessar que Jesus é o Messias, que está vivo e o mundo inteiro precisa conhecer esta Boa Nova.

2.Palavra de Deus
At 12,1-11 – O rei Herodes mandou prender Pedro, esperando condená-lo após a Festa da Páscoa. Ficou preso, guardado por quatro piquetes de saldados, de quatro solados cada piquete. Mas na véspera da condenação, o anjo do Senhor despertou Pedro, mandou vestir-se, calçar as sandálias e segui-lo. As correntes caíram de suas mãos, as portas se abriram.
2Tim 4,6-18 – Paulo, no final de sua vida, faz um exame de consciência e sente-se em paz de dever cumprido. Como é bom ter a consciência em paz de dever cumprido e ter certeza que a recompensa, o prêmio, já está reservado por Jesus, o Salvador.
Mt 16,13-19 – Jesus quer saber o que seus Apóstolos pensam a respeito dele, e Pedro é quem teve a iniciativa de confessar a divindade de Jesus: “Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo. E Jesus elogia a iniciativa de Pedro, mas recorda-lhe que este conhecimento vem do Pai e não de sua inteligência!

3.Reflexão
Enquanto Pedro estava preso a Igreja inteira rezava por Ele – “Enquanto Pedro era mantido na prisão, a Igreja rezava continuamente a Deus por ele!” O Papa Francisco não se cansa de pedir que rezem por ele, pois sua missão depende do pode de Deus. A missão do Papa é exigente e precisa da luz, do discernimento e da fortaleza do Espírito Santo. Os primeiros cristãos sabiam que Pedro precisava ser sustentado pelo Espírito Santo e, por isso, Pedro na prisão, os cristãos de joelhos dobrados rezando por seu pastor. O Espírito Santo faz os milagres, mas nós precisamos demostrar que confiamos no poder de Deus e na sua proteção sobre o Papa.
O próprio Jesus garantiu a Pedro a eficácia de sua prece em favor do Ministério de Pedro: “Eu, porém rezei por ti para que a tua fé não desfaleça. E você, quando tiver voltado para mim, fortaleça os seus irmãos” ( Lc 22,32). O Pedro é um guia seguro, pois, Jesus rezou por ele e a oração de Jesus é poderosa. O Papa é infalível nos seus ensinamentos porque Jesus rezou por ele. Não sejamos críticos do Papa, mas parceiros na oração, pedindo a sua iluminação na condução da Igreja de Jesus.
Ao longo da História, a Igreja Católica teve papas nada exemplares (o pecado manchou a imagem da Igreja), mas os Papas deste século – João XXIII, Paulo VI, João Paulo II e agora o Papa Francisco… são luminares no saber e na santidade. São uma bênção maravilhosa e iluminadora para esse mundo cheio de iniquidades. Graças sejam dadas a Jesus Cristo que protege e santifica a sua Igreja!
As figuras que ilustram o folheto “O DOMINGO” ilustram a piada do Bom Papa João XXIII. Ele perguntou aos cardeais de seu tempo; Como eles explicariam: Pedro com as chaves e Paulo com a espada e um olhar perdido no horizonte? Os cardeais disseram: Pedro é quem tem as chaves da Igreja, faz as leis… Mas o Bom Papa João, com sua bonomia, disse-lhes: Pedro diz que as leis são feitas aqui em Roma, mas são observadas lá longe, nos países que ainda não foram evangelizados! Portanto, mãos à obra que trabalho não falta! É preciso evangelizar o mundo inteiro!
Frei Carlos Zagonel.

 

Você pode Gostar de:

Logomarca do Sínodo 2023

CONHEÇA OS SIGNIFICADOS DA LOGOMARCA DO SÍNODO 2023 LANÇADA PELO VATICANO. Uma grande árvore majestosa, …