Página Inicial / Notícias / Homilia das Ordenações Diaconais e Presbiterais

Homilia das Ordenações Diaconais e Presbiterais

HOMILIA – 12/ OUTUBRO/2021
ORDENAÇÕES DE DIÁCONOS (3) E PADRES (05)

Queridos Neo-Diáconos e Queridos Neo-Sacerdotes:
Pela nossa CONVIVÊNCIA DE OITO ANOS (Propedêutico: 01 ano; Filosofia: 03 anos; Teologia: 04 anos…) quero ter a convicção de que Vocês não esperaram o dia de hoje para receberem o Sacramento da Ordem nos Graus de “Diácono e Sacerdote”! Hoje o fazem “sacramentalmente…” o que necessário era que tais dinamismos de vocação já acontecessem na vida interior de cada um nesses anos de Seminário: compromisso com Deus…, e, com Crianças, Jovens, Famílias…, enfim, Sacerdotes para esse novo milênio!!
DIÁCONOS:
– Gabriel Maciel Vieira
– Edivânio Acindino Martins
– Pedro Ferreira Faustino…
NEO-SACERDOTES COM SEUS SLOGANS DE VIDA:
-P. Daniel Gomes Beserra – “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos!” (Jo 15,13)
-P. João Vytor Pereira Mendes – “Consagra-os na Verdade!” (Jo 17,17)
-P. Marcus Vinicius Rosa Diniz – “Não fostes vós que me escolhestes. Fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e produzirdes fruto, e que o vosso fruto permaneça!” (Jo 15,16)
-P. Renan da Silva Cunha – “Tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus!” (Rm 8,28)
-P. Tony Aparecido Moreira – “Quero ofertar-vos o meu sacrifício, de coração e com muita alegria!” (Sl 53,8)

Certamente nesses dias cada um de Vocês veio fazendo uma “análise-de-conjuntura…”. De onde vim: é a sua história pessoal!? Como cheguei “hoje” aqui…!? São os anos de Formação no Seminário em co-responsabilidade com os companheiros, Formadores, e, Crianças, Jovens… Famílias… por onde fizeram exercícios em finais de semana como pastores… de almas!!

Essas “oito ordenações…” acontecem nesse “12 de dezembro/2021” – Padroeira da AMÉRICA LATINA, e, principal Padroeira do México…
Interessante é fazer nesse momento uma “viagem-no-tempo…”, e, se colocar lá na colina de Tepeyac… no México!!
Era o mês de dezembro. Um sábado de 1531. Lá no México o índio Juan Diego ia à cidade para as aulas de catecismo e à Santa Missa. Ia bem cedo, e, quando o dia começava a clarear, na colina de Tepeyac, ouviu uma voz que o chamava. Subiu a colina e defrontou-se com Nossa Senhora, que o mandou ao bispo para pedir a construção de uma igreja naquele lugar.
O bispo pediu um sinal. No dia “12 de dezembro”, Juan Diego foi muito cedo à cidade procurar um padre para seu tio que estava morrendo. Evitou o caminho da colina, mas a Virgem foi ao seu encontro. Disse-lhe a Virgem que o tio estava curado. Subiu então com o índio à colina e lá Juan Diego pôde colher lindas rosas e levá-las ao bispo. Diante do bispo, abriu o manto no qual estavam as rosas, e nele estava impressa a imagem da Virgem como o índio a tinha visto. Ela mesma quis ser chamada de “Santa Maria de Guadalupe”, ninguém sabe por quê… nem sabe o significado do nome. No santuário construído está guardado o manto de São João Diego. “Guadalupe e Juan Diego possuem um profundo sentido eclesial e missionário…” – disse João Paulo II.

Queridos Diáconos, queridos Neo-sacerdotes – repito!! – certamente nesses dias cada um de Vocês veio fazendo uma “análise-de-conjuntura…” do tempo que estamos vivendo: tempo tão delicado e difícil de PANDEMIA GLOBAL DA COVID: nosso futuro próximo ainda está inseguro, incerto…: estão sendo ordenados Diáconos, Sacerdotes… novos… nesse momento! O texto conclusivo da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe traz a presença de Nossa Senhora na vida de nossos povos… (n. 265):
“Nossos povos se identificam particularmente com o Cristo sofredor, olham-no, beijam-no ou tocam seus pés machucados, como se dissessem: Este é “o que me amou e se entregou por mim” (Gl 2,20). Muitos deles golpeados, ignorados, despojados, não abaixam os braços. Com sua religiosidade característica se agarram no imenso amor que Deus tem por eles e que lhes recorda permanentemente sua própria dignidade. Também encontram a ternura e o amor de Deus no rosto de Maria. Nela vêem refletida a mensagem essencial do Evangelho. Nossa Mãe querida, desde o santuário de Guadalupe, faz sentir a seus filhos menores que eles estão na dobra de seu manto. Agora, desde Aparecida, convida-os a lançar as redes ao mundo, para tirar do anonimato aqueles que estão submersos no esquecimento e aproximá-los da luz da fé. Ela, reunindo os filhos, integra nossos povos ao redor de Jesus Cristo.”

CONCLUO… trazendo as palavras do Papa Bento XVI em Aparecida/SP, aos 13 de maio/2007 – palavras essas… principalmente para Vocês que recebem HOJE o Sacramento da Ordem no Primeiro Grau – os Diáconos; e, o Sacramento da Ordem no Segundo Grau – os Novos Sacerdotes: “Se o sacerdote fizer de Deus o fundamento e o centro de sua vida, então experimentará a alegria e a fecundidade da sua vocação. O sacerdote deve ser antes de tudo um “homem de Deus” (1Tim 6,11); um homem que conhece a Deus “em primeira mão”, que cultiva uma profunda amizade pessoal com Jesus, que compartilha os “sentimentos de Jesus” (cf. Fil 2,5). Somente assim o sacerdote será capaz de levar Deus – o Deus encarnado em Jesus Cristo – aos homens, e de ser representante do seu amor. Para cumprir a sua altíssima missão deve possuir uma sólida estrutura espiritual e viver /…/ a existência animado pela fé, a esperança e a caridade. Tem de ser, como Jesus, um homem que procure, através da oração, o rosto e a vontade de Deus, cultivando igualmente sua preparação cultural e intelectual.”
AMÉM! – “NOSSA SENHORA DE GUADALUPE,
ROGAI POR NÓS!”

+ Dom Milton Santos – Arcebispo Metropolitano de Cuiabá

Você pode Gostar de:

Falecimento compositor católico Reginaldo Veloso

Faleceu, na noite de quinta-feira, 19 de maio, o compositor católico Reginaldo Veloso, aos 84 …