Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / LITURGIA – 3º DOMINGO DE PÁSCOA – 30.04.2017

LITURGIA – 3º DOMINGO DE PÁSCOA – 30.04.2017

LITURGIA – 3º DOMINGO DE PÁSCOA – 30 DE ABRIL DE 2017
“Deus o ressuscitou dos mortos e lhe deu a glória” (1Pd 1,21).
1.Acolhida.
A Liturgia pascal continua iluminando a consciência dos discípulos de Jesus. O milagre é grande demais para entrar fácil em seus corações. Pacientemente, Jesus caminha com eles esclarece suas dúvidas; pois, eles precisam anunciá-lo vivo e glorioso para todo mundo!
Jesus caminha, hoje, com sua Igreja, fortalece sua fé na Ressurreição! O mundo carece de luz e de esperança para viver no meio do aparente triunfo do mal! Como crer que Jesus está vivo no mundo de hoje onde o pecado parece reinar invicto no meio de nós? A corrupção, porém, não consegue apagar a luz da esperança brilhante no rosto de Jesus ressuscitado!

2.Palavra de Deus.
At 2,14.22-33 – Pedro proclama cm coragem: “Jesus foi um grande profeta, poderoso em obras, mas vós o matastes; Deus porém o ressuscitou. Ele está vivo, Deus o ressuscitou e nós somos testemunhas desta verdade!

1Pd 1,17-21 – Jesus pagou o preço de nosso resgate! E não pagou com ouro ou prata, mas com seu próprio Sangue! Sangue do Cordeiro divino! Deus Pai cumpriu sua promessa, anunciada ainda nos tempos antigos! Nós fomos salvos pelo Sangue de Jesus!

Lc 24,13-35 – Os discípulos de Emaús, desiludidos em sua esperança, voltam para vida de agricultores frustrados; mas Jesus caminha com eles, ilumina sua fé, enche-os de alegria e os transforma em testemunhas de sua Ressurreição.

3.Reflexão.
Jesus está vivo e caminha misteriosamente junto de seus discípulos, clareando e fortalecendo sua fé para torná-los testemunhas de sua Ressurreição. Ele foi recebido na glória de Deus Pai, mas não abandona sua Igreja! Os textos litúrgicos do Tempo Pascal iluminam esta verdade. Esta presença de Jesus ressuscitado não se limita aos primeiros tempos da Igreja. Ele continua presente e continua caminhando com Ela iluminado seus passos de testemunha de sua Ressurreição gloriosa. Morreu como escravo, mas reina como Filho de Deus vivo! “Ele não foi abandonado na região dos mortos e sua carne não conheceu a corrupção! … e disto todos nós somos testemunhas!”.

O Verbo de Deus se encarnou para nos libertar do pecado, e ressuscitou para apagar todos eles com seu Sangue precioso derramado na Cruz! Esta verdade parece que se apagou no coração do mundo atual! Já dizia o Papa Pio XII: “O maior pecado do mundo atual é que ele perdeu a noção do pecado!” A maior vitória do demônio é convencer-nos que ele não existe e que o pecado é uma mentira inventada por religiosos desocupados! E assim, nós vamos acordar no inferno! Jesus nos recorda que o demônio é mentiroso desde o início (Jo 8,44) Oh! Desgraça infinita! E nós cremos que ele é bonzinho e verdadeiro! Acordar no inferno é uma possibilidade bem real, pois não queremos crer na Palavra de Jesus e na sua ressurreição!

O texto dos “Discípulos de Emaús” revela três pontos importantes da fé cristã: Primeiro, a Fé é transmitida na Comunidade. Eles estavam fora da Comunidade e, tristes, voltavam para sua vida sofrida de agricultores. Esperavam um Messias vitorioso e assistiram à morte de um escravo que morreu crucificado! Segundo, tiveram medo de viajar de noite. Buscaram refúgio numa estalagem (hotel). Esclarecidos por Jesus, tomaram o caminho de volta para Jerusalém (12 quilômetros), de noite mesmo, para dar testemunho que Ele está vivo. E terceiro, Jesus esclareceu suas dúvidas através da Palavra de Deus (profecias). De fato, nossa fé se esclarece na Comunidade; a certeza da ressurreição enche os discípulos de coragem apostólica e, por fim, sem uma fé verdadeira, também, não existe testemunho verdadeiro. Por isso, Jesus esclareceu a fé dos discípulos.

Frei Carlos zagonel,OFMCap
Fonte:http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4497

Você pode Gostar de:

Liturgia – 19º Domingo Comum – 13.08.2017

LITURGIA – 19º DOMINGO COMUM “Homem fraco na fé, por que duvidaste?” 1.Acolhida. Vencida uma …