Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 4º Domingo de Páscoa – 07.05.2017

Liturgia – 4º Domingo de Páscoa – 07.05.2017

Liturgia – 4º DOMINGO DE PÁSCOA – 07.05.2017
“Eu sou o Bom Pastor – Eu sou a Porta para as ovelhas!”
1.Acolhida.
A Liturgia que hoje celebramos é catequese exigente e consoladora: “Só existe um único Bom Pastor! Todos aqueles que vieram antes de Jesus são ladrões e assassinos!” Será que Jesus exagerou na afirmação? Considerando as lideranças que temos, hoje, na frente do Estado, das Igrejas e da Sociedade… Temos a impressão que Jesus falou do que conhecia!
Temos, hoje, tantas propostas de vida! Há propostas para todos os gostos, mas “Porta de Entrada” para a felicidade… Só existe uma! Jesus Cristo! A maioria absoluta dos vendedores de ilusões são falsários e impotentes para cumprir as promessas que fazem. São interesseiros e falsos.

2.Palavra de Deus.
At 2,14ª.36-41 – A homilia de Pedro é exigente, radical e direta: “Vocês crucificaram Jesus Cristo, constituído Senhor e Ungido por Deus Pai; vocês devem converter-se e receber o Batismo para o perdão dos pecados e a unção do Espírito Santo”. Arrependidos, muitos se converteram ao Senhor!

1Pd 2, 20b-25 – Os discípulos de Jesus devem imitá-lo na prática do bem. Ele é o Caminho verdadeiro e o Cordeiro que apaga nossos pecados: “Por suas feridas nós fomos curados!”.

Jo 10,1-10 – Jesus é o Bom Pastor e a Porta de Entrada em sua Igreja! Quem não se enquadra nesta definição é ladrão e assaltante! Jesus fazia referência há seu tempo; mas, será que a situação em nosso tempo seria diferente? Nenhum pastor – católico ou não – está isento deste perigo! O critério apresentado por Jesus para identificar os bons e maus pastores são as obras que eles praticam! Ele (Jesus) deu a vida por suas ovelhas!

3.Reflexão.
O grande erro de nosso tempo é pensar e agir como se a morte de Jesus não nos dissesse respeito. Somos juízes implacáveis dos outros e não nos reconhecemos réus da “Morte de Jesus”! Batamos em nosso peito, reconheçamos que somos réus da Morte de Jesus, e peçamos o Batismo para a remissão dos pecados e a Unção do Espírito Santo! “Convertei-vos!”, gritaria o Apóstolo Pedro para os “cristãos inocentes” de nosso tempo! A Hora já encheu a sua medida!

O demônio nunca nos ordenaria evitar o pecado. Ele procura convencer-nos que o pecado não existe! Espera que todos acordemos, irremediavelmente, no inferno, infelizes para sempre! Recordemo-nos que Jesus nos preveniu dizendo que o demônio é mentiroso e enganador desde o início! (Jo 8,44).

Jesus é o Caminho e a Porta da felicidade! Os desvios são falsos e enganosos! Normalmente, são largos e fáceis… Mas, conduzem à perdição! (Mt 7,13-14). Os caminhos fáceis são propaganda enganosa de satanás! Todas as religiões são boas, pois, todas falam de Deus! Jesus não deixa dúvidas em sua afirmação: Eu sou a Porta! Eu sou o Bom Pastor e conheço as minhas ovelhas e elas ouvem a minha voz e me seguem!(Jo 10). As ovelhas da parábola conhecem a voz do pastor e o seguem! Mas será que hoje, ainda temos tempo para ouvir a voz do Pastor? A instrumentária moderna ocupou todo o espaço de nossa atenção! Viramos surdos para a Palavra de Deus e nos tornamos uma geração de imbecis (Assim dizem os maiores cientistas modernos!).

“Por suas feridas fostes curados! Éreis ovelhas desgarradas, mas agora voltastes para o Pastor de vossa vida!”

Frei Carlos zagonel, OFMCap

Fonte:http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4510

Você pode Gostar de:

Liturgia – 11º Domingo Comum 18.06.2017

LITURGIA – 11º DOMINGO COMUM 18.06.2017 “De graça recebestes, de graça deveis dar!” 1.Acolhida. Terminado …