Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – 27º Domingo Comum

Liturgia – 27º Domingo Comum

“Não é bom que o homem esteja só!Vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele!”

1.Acolhida.
Nosso Deus não é Solidão, mas Comunhão de Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo! O homem, feito à imagem e semelhança de Deus Trindade (Comunhão), vive em comunhão com as pessoas. A mulher não é um acréscimo ao homem incompleto, mas para viver em comunhão, inclusive, carnal com o homem!
O casamento não é apenas uma instituição humana; é um sacramento, ou seja, Deus fez o homem e a mulher para ser um retrato humano da intimidade do próprio Deus! Sem o amor e a fé no Plano de Deus, o homem é apenas um animal!  O amor faz dele urna imagem e semelhança do próprio Deus.

2.Palavra de Deus
Gn 2,18-24 – O ser humano é grande dentro do Plano de Deus – Ele é a imagem e a semelhança do próprio Deus! O homem é um “Deus menor, mas é Deus!” Como a Ideologia de Gênero está longe do Plano de Deus. Ela e uma degradação do Plano de Deus. Com o devido respeito, a Ideologia de Gênero assemelha-se um ovo mal chocado! É mal cheiroso!

Hb 2,9-11 – O caminho para a salvação, indicado e praticado por Jesus, é o Caminho que revela a sabedoria de Deu: Pela humilhação e morte na Cruz, Jesus chegou à glória da Ressurreição. Este é o caminho que nos torna participantes de sua glória!

Hb 10,2-16 – A imagem e semelhança com Deus: Somos como uma semente que, uma vez, cultivada, revela a árvore nela contida! A vida material e animal é maravilhosa, como Projeto de Deus; mas precisa ser cultivada com carinho e de acordo com o DNA divino! O mundo moderno (satanás) deseja inverter este Plano; ele deseja “degenerá-lo”! Não consegue destruí-lo, mas quer estragá-lo! Não busca a sua salvação, mas sua “degeneração!” É a “História do Ovo mal chocado”: apodrece e torna-se mal cheiroso!

3.Reflexão
Os primeiros capítulos do Gênesis não são históricos!  São míticos, um mito! Mas são Palavra de Deus e reveladora, por sinal! Foram escritos quando o Povo de Israel vivia no exílio e na escravidão!  O mito recolheu as “tradições”, inclusive, dos outros povos, mas que revelam a sabedoria de Deus na criação do universo. Revela a realidade do pecado, que arruinou a Humanidade. Substituiu a harmonia do ser humano com toda a criação, a paz e a tranquilidade na convivência com o próprio Criador. O pecado introduziu o sofrimento e a morte na História da Humanidade, criada para ser feliz! O coração humano ficou destruído com a presença do instinto animal que nos infelicita terrivelmente. O próprio Apóstolo Paulo descreve a situação desesperadora de quem sente a presença da carne querendo sufocar o espírito de Deus: “Infeliz de mim, pareço vendido ao pecado, pois não faço o bem que desejo e realizo o mal que detesto (2Co 12,9)”. A vida na inocência era maravilhosa. Agora reina o sofrimento, a violência, a morte e o medo de Deus!

O que Deus fez para a felicidade humana torna-se fonte de conflitos e de infelicidade. O sexo, iluminado por Deus é maravilhoso; longe de Deus é egoísta, conflituoso e, muitas vezes, mortal!

Mas Deus salvou sua obra maravilhosa pela Sabedoria da Cruz! É um mistério incompreensível, mas foi pela Cruz que Jesus chegou à glória da Ressurreição. Pelo sofrimento, Ele redimiu toda a Criação; especialmente a criatura humana!

Quando o homem viu a mulher, exclamou: “Agora, sim, é osso de meus ossos e carne de minha carne”. Ela será chamada “mulher” (icha) porque foi tirada do homem (Ich). Serão felizes e fecundos para continuar a obra de Deus. Jesus restabeleceu o matrimônio na sua dignidade primitiva.

Frei Carlos Zagonel

http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=533

Você pode Gostar de:

Papa: o verdadeiro cristão é apaixonado pelo Senhor

Marta e Maria são as protagonistas do Evangelho de hoje: “Elas nos ensinam como deve …