Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia – Solenidade São Pedro e São Paulo 30.06.2019.

Liturgia – Solenidade São Pedro e São Paulo 30.06.2019.

PEDRO E PAULO PLANTARAM A IGREJA (em Roma)E A REGARAM COM O PRÓPRIO SANGUE!

1.Acolhida
Hoje, reunimo-nos para celebrar a festa litúrgica dos Apóstolos Pedro e Paulo, colunas mestras da Igreja de Jesus. Foram revestidos de poder e de responsabilidade pelo próprio Jesus: “Por isso, Eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra Eu construirei a minha Igreja!” Há muitas igrejas que se autodenominam Igrejas de Jesus; mas a Igreja de Jesus tem Pedro e Paulo como fundamentos visíveis. Ela é única!
A celebração da Eucaristia cumpre a Palavra de Jesus: “Onde dois ou três se reunirem em meu nome, Eu estarei no meio deles!” (MT 18,20). A própria Assembleia, reunida em nome de Jesus, é o sacramento visível da presença de Jesus em nosso meio; mas não basta estar presente na igreja; é necessário estar reunidos em nome de Jesus! Por isso, não prejudique a presença de Jesus com sua ausência ou com sua distração!
Quando o rei Herodes prendeu Pedro com a intenção de sacrificá-lo depois das Festas da Páscoa, a Igreja toda rezava continuamente por ele: “Enquanto Pedro era mantido na prisão, a Igreja rezava continuamente por ele!”  Rezemos pelo Papa Francisco, pois ele continua “preso” por tantas dificuldades que lhe impedem o exercício pleno de seu mandato. Ele precisa, inclusive, ser libertado de  seus  adversário internos. Rezemos pela libertação do Papa Francisco para ele evangelizar Roma e o mundo  inteiro!

2.Palavra de Deus
At 12,1-11 – O rei Herodes mandou matar o Apóstolo Tiago e prender o Apóstolo Pedro, para sacrificá-lo depois das festas pascais; mas o anjo libertou Pedro, milagrosamente, da  prisão.

2Tm 4,6-8-17-18 – O Apóstolo Paulo, companheiro de prisão, sabia que seus dias estavam contados: “Quanto a mim já estou pronto para ser derramado em sacrifício. (…) Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé. Agora está reservada para mim a coroa da justiça…”

Mt 16,13-19 – O Apóstolo Pedro confessou a divindade de Jesus e o reconheceu como Messias! E Jesus, de sua parte, nomeou-o como pedra fundamental e visível de sua Igreja, garantindo-lhe que as portas do inferno nunca prevaleceriam sobre Ela.

3.Reflexão
Assim falou o Apóstolo Paulo: “Asseguro-vos que o Evangelho pregado por mim não é conforme o critério humano. Com efeito, não o recebi e nem o aprendi de homem algum…” A Palavra de Deus não pode ser interpretada humanamente, mas espiritualmente, isto é, de acordo com o pensamento do Senhor, cujos pensamentos não são como os nossos pensamentos (Is 55,8).
São Pedro não é o chefe de um bando, presidente de alguma “ong” ou associação religiosa civil! Ele é o sustentáculo (rocha) visível do próprio Jesus, da Igreja de Jesus. É necessário estar em comunhão com ele para estar em comunhão com Cristo, a verdadeira rocha divina. Pedro não é um santo de devoção particular, mas a “rocha” escolhida pelo próprio Jesus Cristo. Rezemos por ele e com ele, como a Igreja primitiva fazia nos momentos de crise especial.
Igualmente, não somos membros de uma organização religiosa qualquer, somos membros do Corpo de Cristo e do qual Ele é a Cabeça (Cl 1,18). Eu amo Jesus e ponto! Não, não! Eu amo Jesus – cujo corpo é a Igreja – mas a cabeça deste corpo é o próprio Jesus. Não separe o corpo da cabeça, pois, ele morreria. Devemos estar em comunhão com todos os membros de Jesus e com a Cabeça (Jesus) e deixar-nos conduzir pelo Espírito Santo. Nem separe Jesus do Espírito Santo. Mistério de Comunhão! Fora desta comunhão, não é seguro viver com sentido!
Pensemos, também, na confissão de Pedro. Ela é diferente do pensar dos homens! Ele não é um profeta qualquer, nem um amável Salvador ou um grande revolucionário! Ele é o Filho de Deus e esta verdade foi revelada pelo próprio Pai celeste. Jesus não aceitou outras definições que não a revelada pelo Pai! Há muitas igrejas que se autodenominam Igreja de Cristo! Apenas aquela que tem Pedro como chefe responsável é a “minha Igreja!” E, agora, meu irmão/ã, que pensa você a respeito deste texto do Evangelho? Todas as igrejas são válidas, hoje?
Frei Carlos Zagonel.

Você pode Gostar de:

Circuito Católico de Música 2019

O Ministério de Música Missionário Shalom será uma das atrações do Circuito Católico de Música …