Página Inicial / Voz do Pastor / Homilia Ordenações Festa da Misericórdia

Homilia Ordenações Festa da Misericórdia

   

HOMILIA – ORDENAÇÕES:
DIÁCONOS:
Bráulio Silva D´Alessandro; Éder Lúcio Nordini (IMCIM);Flávio Jesus da Silva;Flávio Rafael Matias de Almeida;
Francisco do Amaral Carvalho Dockhorn; Raul Felipe da Cruz Berto.
SACERDOTES:
Pe.Lucivan Santana de  Andrade; Pe. Ruderson Araújo  R.da  Silva.

“DOMINGO DA MISERICÓRDIA” – 03 de ABRIL/2016
+ Dom Milton Santos – Arcebispo Metropolitano de Cuiabá

Hoje – segundo Domingo da Páscoa – com as ordenações de seis Diáconos e dois Sacerdotes, neste Domingo da “Divina Misericórdia” – aliás, esta Festa foi instituída pelo Papa São João Paulo II –  e, o Papa FRANCISCO  a proclamou oficial e solenemente aos 12 de abril/2015: o ANO SANTO ESPECIAL A PARTIR do dia 08 de dezembro/2015 – Solenidade da Imaculada Conceição, Ela… “a Mãe de Misericórdia” – ANO SANTO ESPECIAL  até o dia 20 de novembro de 2016.
O Lema do Papa Francisco – “COM OS OLHOS DA MISERICÓRDIA” – expressa exatamente este atributo da Bondade de Deus: a MISERICÓRDIA! Permitam-me aparelhar a este ANO SANTO ESPECIAL DA MISERICÓRDIA também o meu Lema: “DEUS É AMOR E MISERICÓRDIA!”
Em diversos momentos nos inícios deste seu Pontificado o Papa Francisco vinha já focalizando este principal atributo de Deus: a BONDADE, Bondade que se faz MISERICÓRDIA, se faz PERDÃO!

“Ao escutar misericórdia, esta palavra muda tudo. É o melhor que podemos escutar: muda o mundo. Um pouco de misericórdia  faz o mundo menos frio e mais justo. Precisamos compreender bem esta misericórdia de Deus, este Pai misericordioso que tem tanta paciência” (Angelus, 17 de março de 2013).
Também  no Angelus de 11 de janeiro/2015, disse: “Estamos vivendo no tempo da misericórdia. Este é o tempo da misericórdia. Há tanta necessidade hoje de misericórdia, e é importante que os fiéis leigos a vivam e a levem aos diversos ambientes sociais. Adiante!”
E na mensagem  para a Quaresma de 2015, o Santo Padre escreve: “Quanto desejo que os lugares onde a Igreja se manifesta, em especial as nossas paróquias e nossas comunidades, cheguem a ser ilhas de misericórdia em meio do mar da indiferença”.
Nesta homilia de agora vou apenas citar o SLOGAN/IDÉIA-FORÇA que cada Diácono escolheu, e, irei me deter brevemente nos SLOGANS DOS DOIS SACERDOTES: Padre LUCIVAN e Padre Ruderson!

DIÁCONOS:
Bráulio Silva D´Alessandro: Carta aos Colossences 4,4 –  “Possa eu fazê-Lo conhecido, como é meu dever!”;
Éder Lúcio Nordini (IMCIM): Jeremias 20, 7 –
“Tu me seduziste, Senhor, e eu me deixei seduzir!”;
Flávio Jesus da Silva: João 2,5 –
“Fazei tudo o que Ele vos disser!”;
Flávio Rafael Matias de Almeida: Jeremias 31, 3 –
“Amei-te com amor eterno e te atraí com a misericórdia!”;
Francisco do Amaral Carvalho Dockhorn: 2Corintios 5,14 –
“O amor de Cristo nos constrange!” (= unir(se) muito! É comunhão!);
Raul Felipe da Cruz Berto: Salmo 72,25 –
“Se Vos possuo, nada mais me atrai na terra!”

Padre LUCIVAN SANTANA DE ANDRADE escolheu como SLOGAN/IDÉIA-FORÇA para o seu sacerdócio o Evangelho de João 3,30: “É necessário que Ele cresça e eu diminua!”
Aqui entra em cena João Batista… uma figura de extremo realismo e humildade. De forma alguma, pretendeu assumir o papel do Messias, embora tivesse traços da figura idealizada do Messias, nem, tampouco, fazer o que não lhe competia. Uma coisa era bem clara para ele: “É necessário que ele – Jesus – cresça, e eu diminua!”  A frase, posta na boca do Batista, revela consciência da missão cumprida, tendo chegado a hora de ficar na retaguarda, dando a Jesus o lugar de protagonista. O gesto de Joao Batista é significativo para o Padre-discípulo de Jesus. Este corre sempre o risco de inverter os papéis e de se colocar num lugar que não lhe compete. E, dessa forma, inflar o próprio ego, esquecendo-se de que importa, apenas, que o Mestre-Jesus cresça e seja reconhecido.  Infelizmente, com facilidade, podem-se encontrar discípulos exibidos, preocupados em crescer e fazer carreira, esquecendo-se de que estão a serviço do Reino. Padre LUCIVAN, peça mesmo, peça “SIM” nesta sua Ordenação Sacerdotal a graça da HUMILDADE de João Batista, para jamais correr o risco de querer crescer e fazer carreira -´jamais ser um padre carreirista!´- esquecendo-se de que importa, apenas, que JESUS CRESÇA através do seu sacerdócio!
Padre RUDERSON ARAÚJO RIBEIRO DA SILVA escolheu como SLOGAN/IDÉIA-FORÇA para o seu sacerdócio a 2Carta aos Coríntios de Spaulo 12,9: “Basta-e a minha graça!”
Padre RUDERSON, aqui está a mística que animará o seu Sacerdócio como PASTOR! O Apóstolo São Paulo afirma em versículo anterior ao escolhido por Você “para eu não me encher de soberba –em razão da grandeza das revelações – (… eu diria: … em razão da grandeza do sacerdócio! – continua Spaulo – foi-me dado um espinho na carne, um anjo de Satanás para me esbofetear, a fim de que eu não me torne orgulhoso”.
“Espinho na carne” é isto: fraquezas, injúrias, necessidades, perseguições e angústias sofridas por amor de Cristo. Em outras palavras, trata-se dos conflitos que o sacerdote-pastor encontra e enfrenta dentro e ao redor de si mesmo. Por dentroa pessoa se sente cheia de fraqueza e de necessidades. Por exemplo: medo, insegurança, despreparo, falta de recursos materiais e humanos, etc. São parte das fraquezas e necessidades que baterão à porta do seu sacerdócio!
Por outro lado há os conflitos que vêm de fora: “injúrias, perseguições e angústias sofridas por amor de Cristo”. Paulo pediu, por três vezes, que Deus o livrasse disso tudo! Trata-se, Padre Ruderson, de uma grande tentação à qual Deus não responde, ou seja, querer que Deus resolva por nós os problemas. Eu, Você… todos nós gostaríamos que no caminho do sacerdócio-pastor-evangelizador não houvesse nenhum obstáculo, nenhum conflito, nenhuma incerteza…
Como a Paulo Deus responde para Você, Padre RUDERSON: “A você, basta a minha graça!…, pois, é na fraqueza que a força se mostra perfeita!
Percebe? Nasce, assim, uma espiritualidade do conflito, uma mística que descobre Deus não no sucesso, mas justamente no aparente fracasso de pessoas e projetos, pois o próprio Deus se manifestou vitorioso no aparente fracasso de Jesus na Cruz…
Ainda afirma Spaulo: “Por isso sinto alegria nas fraquezas… pois quando sou fraco, então é que sou forte!”
Assim, Padre RUDERSON você saberá conviver com o próprios limites e a enfrentar os conflitos vindo de fora, sem que você seja engolido por eles: “Quando sou fraco, então é que sou forte! EIS A FORÇA DO SEU SLOGAN: “BASTA-E A MINHA GRAÇA!” – lhe diz Jesus!
Finalizando esta Homilia…

No ano passado – 08 de dezembro/2015 – o Papa Francisco prestou a tradicional homenagem com flores à imagem de Nossa Senhora `Salus Popoli Romani` (Protetora do Povo Romano).
Neste momento peço licença ao Papa Francisco para confiar a MARIA, MÃE DE MISERICÓRDIA – NESTE DOMINGO DA MISERICÓRDIA! – estas Seis Ordenações de Diáconos e dois Sacerdotes com a Oração que ele – Papa Francisco – fez naquela ocasião. Com uma licença presumida fiz alguma pequena adaptação para este momento:  “Virgem Maria,
neste dia de festa pelas ordenações de Diáconos e Sacerdotais na Arquidiocese de Cuiabá,
venho apresentar-te a homenagem de fé e de amor do povo santo de Deus que vive nesta Cidade e Arquidiocese. Venho em nome das famílias, com suas alegrias e fadigas;das crianças e dos jovens, abertos à vida;dos anciãos, que trazem consigo o peso dos anos e a experiência;
de modo particular venho a ti da parte dos enfermos, dos encarcerados, de quem sente o caminho mais árduo.
Como Pastor venho a ti em nome daqueles que aqui chegam de outras cidades e Estados em busca de paz e de trabalho. Sob teu manto tem lugar para todos,porque tu és a Mãe da Misericórdia.
O teu coração é repleto da ternura para com todos os teus filhos: a ternura de Deus, que em ti se fez carne e se tornou nosso irmão, Jesus, Salvador de todo homem e de toda mulher.
Olhando para ti, Mãe nossa Imaculada, Auxiliadora, Aparecida… reconhecemos a vitória da divina Misericórdia sobre o pecado e sobre todas as suas consequências; e se reacende em nós a esperança numa vida melhor,livre da escravidão, rancores e medos.
Hoje, aqui, na Arquidiocese de Cuiabá, ouvimos a tua voz de Mãe que chama todos a se colocarem em caminho rumo àquela Porta, que representa Cristo.Tu dizes a todos: “Vinde, aproximai-vos confiantes;
entrai e recebei o dom da Misericórdia; não tenhais medo, não tenhais vergonha: o Pai vos espera de braços abertos para dar-vos o seu perdão e acolher-vos em sua casa. Vinde todos à fonte da paz e da alegria”.
Agradecemos a ti, Mãe Imaculada, Auxiliadora, Aparecida…porque neste caminho de reconciliação não nos fazes caminhar sozinhos, mas nos acompanhas, estás próxima de nós e nos auxilias em toda dificuldade. Que tu sejas abençoada, agora e sempre. Amém.”

Você pode Gostar de:

Convocação Reunião Pastoral

Cuiabá, 08 de maio de 2016

URGENTE!
PREZADOS PÁROCOS, SACERDOTES,DIÁCONOS, SEMINARISTAS;CONGREGAÇÕES E ORDENS
DA VIDA CONSAGRADA;LIDERANÇAS, QUERIDO POVO DE DEUS NA ARQUIDIOCESE DE CUIABÁ:   
VENHO NESTE MOMENTO FAZER UMA CONVOCAÇÃO MUITO IMPORTANTE E SIGNIFICATIVA PARA A NOSSA ARQUIDIOCESE DE CUIABÁ: A ´MEGA-ROMARIA DOS 300 ANOS AO SANTUÁRIO NACIONAL DE NOSSA SENHORA APARECIDA` EM JUNHO-2017`.
A “Comissão Nacional de Aparecida” dos festejos do Jubileu dos 300 anos 1717-2017 agendou para a Arquidiocese de Cuiabá estar em Aparecida em Romaria no dia 24/junho/2017 (sábado) para a Missa Televisionada, às 09:00h. Outras “duas Dioceses” também estarão em Romaria neste dia! Dom Milton Santos/Arquidiocese de Cuiabá deverá presidir a concelebração...