Página Inicial / Notícias / Homilia Santa Missa Domingo 33º Vinde e Vede/2019

Homilia Santa Missa Domingo 33º Vinde e Vede/2019

HOMILIA – 03/março/2019
33º. VINDE & VEDE-2019


Dom Milton Santos – Arcebispo Metropolitano de Cuiabá

Convido Você a ter um foco no Evangelho de hoje: Lc 6, 39-45: Você perceberá que “OS ATOS, AS AÇÕES… MOSTRAM QUEM SÃO AS PESSOAS!” As pessoas costumam dizer num linguajar popular que “falar é fácil; difícil… é fazer!”
Quantas vezes acontecem confrontos em nossa vida, infelizmente!! Há momentos nos quais nos damos conta em que percebemos haver problemas internos na Família, ou, nos grupos, ou, na Comunidade…, na Paróquia, na Arquidiocese…: pessoas que se julgam superioras às outras e, por isso, emitem juízos a respeito dos outros membros: a questão das lideranças, a correção fraterna… Sabe? Nas comunidades para as quais Lucas escreve seu evangelho havia pessoas que consideravam a religião como algo a ser dito e ensinado “para os outros”, e não para si próprio em primeiro lugar! Jesus mostra que a nova sociedade, e, a verdadeira religião começa em você, na sua interioridade; começa dentro do seu grupo; na sua família; dentro da sua comunidade transformando profundamente as relações sociais. Só Deus pode julgar… Nós não temos parâmetros para julgar ninguém…!! Sabe por quê? Porque não temos meios para sabermos as verdadeiras intenções das pessoas… Por que tanta pressa em emitir juízo sobre os demais? Por que tanta facilidade em julgamentos… principalmente, através das Redes Sociais? Aqui em Lucas, CEGOS são os “discípulos” que pretendem julgar os outros… no lugar de Deus! Este julgar pessoas não é gesto de amor, mas é levar o outro para o buraco! Se Você JULGA alguém…, como Você não vê o íntimo, o interior da pessoa… Você está sendo “um cego…”!! Você está sendo um CEGO que leva o outro para o buraco! Este é o “sermão da planície” de Jesus. O Evangelista Lucas assim se expressa: “Jesus desceu com eles da montanha e parou num lugar plano…”(Lc 6,17) – Veja: no “Sermão da Montanha… em Mt 5,1ss), – “Vendo as multidões, Jesus subiu à montanha e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e elecomeçou a ensinar: “Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus.” Etc. Jesus proclama  as Bem-Aventuranças… /…/ “… as multidões ficaram admiradas com seu ensinamento. De fato, ele as ensinava como quem tem autoridade, não como os Escribas”. Aí, Você estaria perguntando: “Dom Milton, como agir diante dos erros das pessoas?” O caminho é MISERICÓRDIA! Aqui em Lucas, CEGOS são os seguidores de Jesus – discípulos! – que pretendem JULGAR os outros, colocando-se no lugar de Deus. Querer guiar os outros pode parecer gesto de amor, mas quando somos cegos e pretendemos ser guias, nosso amor é puro egoísmo, pois leva as pessoas ao buraco: É a parábola de Jesus que acabamos de ouvir: “Pode um cego guiar outro cego? Não cairão os dois no buraco?” É fácil praticar uma religião “para os outros…” Uma pessoa ruim pode, com sua crítica maldosa, tornar melhores os outros? A melhor solução é “a cura do espelho”! O que é a “Cura do espelho”? É procurar imitar aquilo que de bom vemos nos outros, e corrigir dentro de nós o que achamos que está errado em nossos semelhantes! Os atos, as ações mostram quem são as pessoas! No Evangelho de Mateus, a comparação da árvore boa e da árvore má é aplicada aos fariseus. Lucas trouxe isso para dentro da Comunidade: a prática revela quem são as pessoas. “Toda árvore é reconhecida pelos frutos. Não se colhem figos de espinheiros, nem se apanham uvas de plantas espinhosas”. As ações revelam quem é a pessoa!! O que revelam os nossos atos? Relações sociais pervertidas são sinal de opções sociais perversas! “A pessoa boa tira coisas boas do bom tesouro do seu coração, mas a pessoa má tira do seu mal coisas más, porque a boca fala do que o coração está cheio!!”
Sejamos misericordiosos como o Pai, como o “Pai-nosso…” é misericordioso!!
Não nos esqueçamos: A melhor solução é “a cura do espelho”:  procurar imitar aquilo que de bom vemos nos outros, e corrigir dentro de nós o que achamos que está errado em nossos semelhantes! Os atos, as ações mostram quem são as pessoas!

Você pode Gostar de:

Papa: “Como eu vos amei” é a novidade no mandamento do amor

“O amor que se manifestou na Cruz de Cristo e que Ele nos chama a …