Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia de Corpus Christi 03.06.2021

Liturgia de Corpus Christi 03.06.2021

“FAREMOS TUDO O QUE O SENHOR NOS DISSE”.
1.Acolhida
A Festa do Corpo de Deus é a Festa da Nova Aliança no Sangue de Jesus, derramado na Cruz. A Antiga Aliança era celebrada no derramamento de sangue de animais sacrificados; agora é no Sangue de Jesus. Sangue derramado na Cruz e realmente derramado na Eucaristia celebrada pela Igreja.
Em cada Eucaristia celebrada existe a promessa de fazer tudo o que o Senhor nos disse: “É compromisso de vida com Jesus que derrama, realmente, o Sangue como renovação da Aliança selada entre Deus e a criatura humana!”

2.Palavra de Deus
Ex 24,3-8 – A Aliança era celebrada mediante o derramamento do sangue de animais, símbolo e previsão do Sangue de Jesus derramado na Cruz: Esta é a Aliança que o Senhor fez convosco, segundo todas estas Palavras!”
Hb 9,11-15 – A Eucaristia celebrada na Nova Aliança no Sangue de Cristo substitui o símbolo do sangue dos animais pela realidade do Sangue de Jesus, derramado uma vez para sempre. Mas na Eucaristia Jesus se oferece como sacrifício redentor em favor de sua Igreja.
Mc 14,12-26 – Este Evangelho de Marcos descreve a instituição da Eucaristia. Devemos observar o cuidado de Jesus de solenizar a instituição da Eucaristia, porque a Eucaristia é alma e a vida da Igreja e a Festa do Corpo de Deus revela o amor e a fidelidade de Jesus no seu amor e fidelidade para com sua comunidade de Discípulos.

3.Reflexão
O Corpo e o Sangue de Jesus, derramado na cruz é a garantia de nossa Salvação; existe uma dupla fidelidade nesta NOVA ALIANÇA: o compromisso da vida humana (faremos tudo o que o Senhor disse!) e o compromisso de Jesus derramando o Sangue redentor em nosso favor. E isso se renova em cada Eucaristia celebrada!
A Eucaristia celebrada é a prova do amor fiel de nosso Deus que nos alimenta com Corpo e Sangue de Jesus sempre que comungamos de coração limpo de todo pecado e com fé inquebrantável nas Palavras de Jesus. Jesus mantem fidelidade às suas Palavras: Ele está realmente presente no pão consagrado na Eucaristia. E neste sacrifício da Nova Aliança (deve estar presente nossa parte humana) deve estar presente a nossa parte humana de entrega como parte integrante do Sacrifício de Jesus!
A Eucaristia que comungamos na Missa Dominical não é, apenas, uma devoção. É compromisso de vida e de entrega nas mãos de Deus: comemos do Corpo e bebemos do Sangue de Jesus (Deus) como certeza de salvação eterna. Não somos, apenas, aspergidos pelo sangue de Jesus derramado na cabeça (como as celebrações da Antiga Aliança), mas somos alimentados pelo Corpo e Sangue de Jesus. Jesus se entrega realmente a nós todas as vezes que celebramos a Eucaristia e comemos de seu Corpo e bebemos de seu Sangue.
Quem celebra a Eucaristia dominical não cumpre apenas um dever religioso, mas assume o compromisso de viver de acordo com Evangelho de Jesus. A Eucaristia é certeza da presença de Jesus, de alimento e remédio para nossas fraquezas e de sacrifício redentor em nosso favor.

“A participação na celebração da Missa não tem como objetivo de viver uma profunda emoção espiritual,mas comprometer-se com Jesus!”
FREI CARLOS ZAGONEL

Você pode Gostar de:

O Papa ao Conselho Ecumênico: trabalhar pela reconciliação das diferenças

“Que os Santos Cirilo e Metódio, «precursores do ecumenismo» nos ajudem a trabalhar pela reconciliação …