Página Inicial / Notícias / CNBB lança edital escolha Hino da Campanha da Fraternidade 2022

CNBB lança edital escolha Hino da Campanha da Fraternidade 2022

Na preparação para a Campanha da Fraternidade de 2022, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança, nesta sexta-feira, 4 de junho, o edital para a escolha da música do hino, cuja letra foi escolhida na última reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da entidade, no dia 24 de maio. O prazo para envio das composições é até o dia 30 de junho.

Características da música do Hino
De acordo com o edital, a música deve expressar “caráter vibrante, vigoroso, ‘energizador’”; “melodia e ritmo fluentes, acessíveis a qualquer tipo de assembleia”; e ainda “força melódica e rítmica eficazes para a dinamização das potencialidades individuais e grupais, despertando-os do torpor do egoísmo e do comodismo”.
Quanto à melodia, a comissão avaliadora espera que as composições realcem o sentido da letra. Isso exige, portanto, que os músicos, estudem com antecedência a letra e observem os acentos tônicos das palavras “para que haja uma correspondência natural com os tempos fortes da melodia”.
Fluência, simplicidade e beleza também são requisitos para a composição, assim como a proposta de que tenha características da genuína música brasileira, como por exemplo, da etnomúsica religiosa.

Apresentação da composição
Os candidatos deverão enviar a composição escrita em partitura, com a letra e indicação dos acordes (cifras) para o acompanhamento instrumental, em formato PDF. O edital também pede uma gravação em áudio, no formato MP3. Tudo deve ser enviado por e-mail junto com o termo de Cessão de Direitos Autorais. O prazo final é o dia 30 de junho de 2021.
Todas as informações detalhadas e os requisitos técnicos para a música do hino da CF 2022, bem como a letra escolhida, estão no edital

https://www.cnbb.org.br/cnbb-lanca-edital-para-escolha-do-hino-da-campanha-da-fraternidade-2022/

Você pode Gostar de:

O Papa ao Conselho Ecumênico: trabalhar pela reconciliação das diferenças

“Que os Santos Cirilo e Metódio, «precursores do ecumenismo» nos ajudem a trabalhar pela reconciliação …