Página Inicial / Notícias / Arquidiocese de Cuiabá recebe 10º sucessor de Dom Bosco – Dom Ángel

Arquidiocese de Cuiabá recebe 10º sucessor de Dom Bosco – Dom Ángel

A Arquidiocese de Cuiabá acolhe nos dias 13,14 e 15 de março/2024 o 10º sucessor de Dom Bosco, o Reitor-mor dos Salesianos, e agora Cardeal, Dom Ángel Fernández Artíme, para celebrar os 130 anos de história da Missão Salesiana no Centro-Oeste construindo o legado de Dom Bosco.

A Programação em Cuiabá começa na quarta-feira (13 de março) às 14h30 no Santuário Nossa Senhora Auxiliadora (Colégio São Gonçalo),sendo que às 16h00 encontro com presença da comunidade educativa e festeiros de NSA. Já às 17h00 acontecerá procissão pelo Pátio do CSSG para inauguração do Monumento do Sonho dos 09 anos .

Na quinta-feira (14 de março) a programação inicia às 08h00 com o encontro do Reitor com os alunos do colégio São Gonçalo, Colégio Santo Antônio, Colégio Sagrado Coração de Jesus (FMA) e Centro Educacional Maria Auxiliadora (CEMA). Ás  11h30 acontece a visita à comunidade Canção Nova em Várzea Grande. Já às 16h00 acontece a visita a Obra Social Social São Domingos Sávio, localizada no bairro Pedra 90. E no dia se encerra com a celebração da Santa Missa às 19h, na sede da Paróquia São Gonçalo do Porto.

Destacamos que no dia 15 de março/2024 presidirá Santa Missa às 18h30 na Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá juntamente com nosso Metropolita Dom Mário Antonio. A Santa Missa será transmitida pela Canção Nova Cuiabá em parceria com Site da Arquidiocese de Cuiabá.

Conheça um pouco dessa linda história Salesiana:

No Porto de Cuiabá, 18 de junho de 1894 – Há 130 anos, chega a Cuiabá o primeiro grupo de salesianos sob a chefia de Dom Luís Lasagna. Eram cinco jovens missionários que logo iniciaram suas atividades na Paróquia de São Gonçalo do Porto. Em setembro do mesmo ano, fundaram o “Liceu Salesiano de Artes e Ofícios”. Já no ano seguinte, adquiriram uma chácara próxima à atual Avenida Prainha, onde foi construído o Colégio Salesiano São Gonçalo.

Em 1897, o Liceu Salesiano foi instalado em uma antiga chácara, no alto de um morro na margem esquerda do córrego da Prainha, próximo à antiga Rua dos Pescadores (atual XV de Novembro). Ali, foi erguida uma capela dedicada a Nossa Senhora Auxiliadora. Dom Aquino Corrêa, ilustre devoto da santa, propôs a construção de um novo templo à “estrela de sua vida”, como se referiu o P. Pedro Cometti, sobre a devoção do bispo de Prusíade.

Os primeiros salesianos a chegar ao Centro-Oeste brasileiro em 1894 foram responsáveis por estabelecer as bases do sonho de Dom Bosco na região de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e nas cidades paulistas de Lins e Araçatuba. No entanto, a história dessa vinda teve início quase 20 anos antes.

Em 1875, inspirado por um sonho, Dom Bosco enviou o primeiro grupo de salesianos à América do Sul, dando início a uma verdadeira aventura missionária para levar o evangelho aos jovens, a porção mais delicada da sociedade. Em 7 de dezembro de 1875, os padres João Cagliero, José Fagliano, João Batista Gaccino, Valentim Corsini e Domenico Totis, o clérigo João Allavena e os coadjutores Estêvão Belmonte, José Molinari, Vicente Gioia e Bartolomeu Savini passaram pelo Brasil, rumo a Buenos Aires, na Argentina.

Somente em 14 de julho de 1883, sete sacerdotes salesianos, coordenados pelo inspetor P. Luís Lasagna, chegaram ao Brasil e estabeleceram-se em Niterói, no Rio de Janeiro. Ali, fundaram a primeira escola salesiana do país, o Colégio Santa Rosa, e o Colégio Salesiano Região Oceânica. Conta a história que, ao chegarem à nova morada, os salesianos enfrentaram a situação curiosa de não encontrarem a chave da casa e o encarregado não aparecer. Após muitas tentativas, uma janela se abriu, e por ela entraram os primeiros salesianos.

A localização entre os paralelos 15 e 20 é um marco significativo da presença salesiana em Mato Grosso, onde há 130 anos os salesianos realizam com ardor o trabalho missionário de evangelização e educação.

Ao longo dos anos, a Família Salesiana tem buscado prolongar a ação e a missão de São João Bosco no mundo, indo ao encontro dos jovens, especialmente os mais necessitados. Grande parte do trabalho de instalação e fortalecimento das bases na Missão Salesiana de Mato Grosso foi realizado por salesianos missionários vindos principalmente da Europa. No entanto, hoje existe uma geração de salesianos oriundos de um longo e participativo trabalho vocacional, que continua gerando vocações à vida religiosa, salesiana e sacerdotal.

Nossa gratidão a Missão Salesiana de Mato Grosso, iluminando caminhos e construindo um futuro brilhante para a juventude do Centro-Oeste brasileiro.

Fonte:MSMT e Pascom Arquidiocese

Você pode Gostar de:

Festa do Glorioso São Benedito (Paróquia do Rosário e São Benedito)

A Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito convida toda a Arquidiocese para a …