Página Inicial / Notícias / Padres visitam Mato Grosso em busca de pessoas que conheçam Dom Campelo

Padres visitam Mato Grosso em busca de pessoas que conheçam Dom Campelo

Uma missão eclesiástica ganhou destaque nos últimos dias na Arquidiocese de Cuiabá, com a presença de padres desembarcando na região metropolitana, em busca de informações sobre a vida e as virtudes de Dom Antônio Campelo de Aragão. Dom Campelo foi o 4º bispo da diocese de Petrolina e, na década de 50, atuou como bispo auxiliar de Dom Aquino Correa.

Dom Campelo, fundador dos institutos das Irmãs Mensageiras de Santa Maria e das Medianeiras da Paz, na região nordeste do país, faleceu em 1987 e teve a causa de beatificação aberta recentemente. Para isso, é necessário investigar sua vida e possíveis sinais de santidade. A iniciativa de investigação sobre a vida de Dom Campelo é parte de um longo processo, comum dentro da Igreja Católica, que pode eventualmente resultar no reconhecimento oficial de alguém como santo ou beato.

Com o processo em andamento e em fase de coleta de testemunhos, documentos e evidências que possam atestar a santidade do bispo que passou por Mato Grosso, padre Marcelo Manoel e padre Francisco Ferreira, da diocese de Petrolina, caminham com padre Felisberto, historiador e ex-arquivista da arquidiocese, na procura de materiais que possam contribuir e servir como documento para envio a Roma.

“A busca por testemunhas e evidências faz parte de uma investigação meticulosa, na qual a Igreja busca reunir elementos que demonstrem a santidade e as virtudes do candidato à canonização”, disse padre Marcelo.

 

A abertura do processo para investigar a vida de Dom Campelo reflete o compromisso da Igreja em examinar cuidadosamente a vida dos candidatos à santidade, seguindo os procedimentos estabelecidos pelo Direito Canônico. Esse processo pode levar anos e requer uma análise detalhada de todas as informações coletadas antes de uma decisão final a ser tomada.

Enquanto os padres continuam sua busca por testemunhas e evidências em Mato Grosso, a investigação sobre a vida e as virtudes de Dom Antônio Campelo de Aragão segue seu curso, em um esforço para reconhecer oficialmente sua santidade e seu legado dentro da Igreja Católica, não só em Cuiabá, mas também em Petrolina, Fortaleza e Salvador, terras por onde passou Dom Antônio Campelo.

Confira o edital da Diocese de Petrolina – clique aqui

Fonte: Simone Guedes – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Cuiabá

Você pode Gostar de:

Concessão da indulgência durante o Jubileu Ordinário de 2025

COMO ALCANÇAR AS INDULGÊNCIAS DURANTE O JUBILEU DE 2025: SANTA SÉ DIVULGA DOCUMENTO COM REGRAS. …