Página Inicial / Animação Litúrgica / Festa da Sagrada Familia (27.12)

Festa da Sagrada Familia (27.12)

Ano B – XXX – cor branca ou dourada – 27/12/2020

1. Saudação
Presidente – Irmãos e irmãs em Cristo, é Natal, a alegria do nascimento de Jesus ainda ressoa em nossos corações. Bem-vindos a este encontro fraterno, para celebrarmos o mistério da nossa fé na Festa da Sagrada Família. É a família de Deus, os irmãos e irmãs reunidos, que tem oportunidade de fazer comunhão com a família trinitária. Jesus Cristo quer uma Igreja atenta ao bem que o Espírito derrama sobre as famílias. Iluminados pelos ensinamentos bíblicos saibamos olhar a realidade concreta de nossas famílias e resgatar a importância de abri-las a Deus e colocá-las na dinâmica do amor, que vincula e fortalece os nossos desafios e nossas fragilidades. Reunidos pelo amor da Santíssima Trindade, façamos o sinal da nossa fé. Em nome do Pai…
Presidente – O amor do Pai, a salvação trazida por Jesus e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus…
Animador(a) – Ao celebrarmos a Sagrada Família de Nazaré, também nós nos identificamos como uma família santa por virtude do Espírito. Neste dia, as famílias oferecem as suas alegrias e dores, as bênçãos familiares e também as cruzes do dia a dia. Cristo acolhe tudo e transforma em sua oferta de amor sua vida dada para nosso sustento. Vamos trazer presente o que marcou nossa vida na semana que passou (recordação da vida).
2. Entrada da imagem ou quadro da Sagrada Família
Presidente – O amor vivido nas famílias sob a proteção da Sagrada Família de Nazaré, é uma força permanente para a vida da Igreja e da sociedade. Vamos acolher a imagem de Jesus, Maria e José com devoção e alegria, cantando.
3. Deus nos perdoa
Presidente – A ausência dos valores morais e cristãos em nossas famílias dilaceram a vida familiar, comunitária e social. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai (silêncio). Peçamos perdão de nossas faltas e omissões, cantando.
4. Hino do Glória
Presidente – Glorifiquemos a Deus, como Simeão e Ana, por ter enviado Jesus Cristo para nos salvar. Cantemos.
5. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Ó Deus de bondade, que nos destes a Sagrada Família como exemplo, concedei-nos imitar em nossos lares as Suas virtudes para que, unidos pelos laços do amor, possamos chegar um dia às alegrias da Vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
6. Leitura do Livro do Eclesiástico (3, 2-6.12-14)
7. Salmo Responsorial (127) (CD Cantando os Salmos – Ano B) Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos!
8. Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses (3, 12-21)
9. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas (2, 22-40)
10. Partilha da Palavra
Nossa resposta
11. Profissão de Fé Presidente – Professemos nossa fé no Deus que nos enviou Cristo, nossa paz. Creio em Deus Pai…
12. Preces da Comunidade Presidente – Elevemos ao Pai os pedidos de nossa comunidade, na esperança de sermos atendidos. A cada prece rezemos: Sagrada Família, rogai a Deus por nós.
13. Apresentação dos Dons
Animador(a) – Jesus foi apresentado no templo como era de costume em Jerusalém. Apresentemos, também nós, ao Altar do Senhor, a vida de nossas famílias com suas alegrias, tristezas, medos, lutas, projetos, desencontros, realizações e o compromisso de sermos verdadeiras Igrejas domésticas.
Coleta Fraterna
Ação de Graças
14. Louvação
Presidente – A Igreja hoje nos convida a entoar o TE DEUM – Deus Infinito, em Ação de Graças, e dessa forma recebermos a indulgência plenária – o perdão dos pecados.
Deus nos faz irmãos
15. Pai Nosso
Presidente – Unidos como famílias de fé e oração rezemos, confiantes. Pai Nosso…
16. Momento da Paz
Animador(a) – A paz na sociedade é reflexo da vivência que existe no seio das nossas família. Em silêncio, rezemos pela paz.
17. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Concedei-nos, ó Pai, na Vossa bondade, que, refeitos com o Vosso Sacramento, imitemos continuamente a Sagrada Família, e, após as dificuldades desta vida, convivamos com ela no céu. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Deus nos envia
18. Breves Avisos
19. Bênção
Presidente – Nós Vos bendizemos, Senhor Deus de bondade, pois quisestes que o Vosso Filho feito homem participasse da família humana e crescesse em estreita intimidade familiar, para conhecer as aflições e provar as alegrias de uma família. Senhor Deus da Vida, nós Vos rogamos humildemente pela nossa família; protegei-a e guardai-a para que, confortada com o dom de Vossa graça, gozem prosperidade, paz e harmonia, e dê no mundo testemunho de Vossa glória, comportando-se como verdadeira Igreja Doméstica. Amém.
– Abençoe-vos Deus de amor, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

Meditando a Palavra de Deus
No Domingo entre o Natal e o Ano Novo a Igreja celebra a festa da Sagrada Família: Jesus, Maria e José. Celebra assim a família como lugar da manifestação de Deus neste mundo. Isso nos leva a viver o mistério do Natal a partir da experiência da família humana. Ela é chamada a ser reflexo do próprio Deus no mistério da Trindade e da Unidade neste mundo. E este amor de Deus manifesta-se sobretudo no Mistério da Encarnação, em Jesus Cristo, em quem o divino e o humano são um só. A família é, pois, chamada a manifestar a unidade na pluralidade, expressa no amor do homem e da mulher, refletido nos filhos. Os filhos constituem o sacramento da unidade dos pais. Para isso os membros da família são chamados a viverem o espírito de paz, de fidelidade e de respeito à vida, esforçando-se para fazer dela o sinal de um mundo já renovado em Cristo. Os esposos cristãos, vivendo as graças do matrimônio, testemunharão o amor de Cristo à sua Igreja. E por uma educação cristã simples e aberta, atentos à vocação de cada um, caminhem alegremente com os filhos em seu itinerário humano e espiritual. Os pais não são donos de seus filhos. A família, como a de Nazaré, deve estar aberta para Deus e para a sociedade. Conforme a lei de Moisés, Maria e José levaram o menino a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor e resgatá-lo com a oferta prescrita. Apresentar ao Templo significa apresentá-Lo a Deus. Este Menino não era qualquer pessoa, mas o Cristo Senhor, o Servo de Deus, anunciado por Isaías. Será sinal de contradição. Sua vida haverá de transpassar o coração de sua Mãe como uma espada. Este Menino pertence a Deus e ao seu plano e à sociedade, a toda humanidade. Volta com os pais a Nazaré e aí, na família, Ele cresce, torna-se robusto e se enche de sabedoria, até o dia em que começa a exercer sua missão. Assim deverá ser em nossas famílias. Os filhos serão atentamente acompanhados pelos pais em sua vocação de filhos e de filhas de Deus e no seu papel a desempenhar na sociedade.

Leituras da Semana
2ª feira: 1Jo 1,5-2,2; Sl 123; Mt 2,13-18
3ª feira: 1Jo 2,3-11; Sl 95; Lc 2,22-35
4ª feira: 1Jo 2,12-17; Sl 95; Lc 2,36-40
5ª feira: 1Jo 2,18-21; Sl 95; Jo 1,1-18
6ª feira: Nm 6,22-27; Sl 66; Gl 4,4-7; Lc 2,16-21
Sábado: 1Jo 2,22-28; Sl 97; Jo 1,19-28
Domingo: Is 60,1-6; Sl 71; Ef 3,2-3a.5-6; Mt 2,1-12

Você pode Gostar de:

Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo (24.12)

NATAL DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO Ano B – XXX cor branca ou dourada – …