Página Inicial / Notícias / Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Cuiabá, 25 de Julho de 2023.
Caríssimos Párocos, Administradores e Vigários Paroquiais,
Paz de Cristo!

O dia 30 de julho foi instituído pela Assembleia Geral da ONU como Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e como o Dia Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas pelo Art. 14 da Lei nº 13.344/2016.
De maneira geral, o tráfico de pessoas consiste no ato de comercializar, escravizar, explorar e privar vidas, caracterizando-se como uma forma de violação dos direitos humanos por ter impacto diretamente na vida dos indivíduos. Se houver transporte, exploração ou cassação de direitos, o crime pode ser classificado como tráfico de pessoas, não importa se há supostamente um consentimento por parte da vítima.
Segundo estudos feitos pela OMT (Organização Mundial do Trabalho) o tráfico humano movimenta cerca de 32 bilhões de dólares por ano, em que 79% das vítimas são destinadas à prostituição, em seguida ao comércio de órgãos e à exploração de trabalho escravo em latifúndios, na pecuária, oficinas de costura e na construção civil. O Papa Francisco nos pede para combater e denunciar o tráfico de seres humanos, dizendo: “O tráfico prejudica seriamente a humanidade como um todo, destruindo a família humana e o Corpo de Cristo. O tráfico constitui uma violação injustificável da liberdade e dignidade das vítimas, dimensões constitutivas do ser humano desejado e criado por Deus, motivo pelo qual deve ser considerado um crime contra a humanidade”.
Caminhar juntos contra o tráfico
O Papa Francisco incentiva os jovens a serem missionários da dignidade humana, contra o tráfico de pessoas e todas as formas de exploração. De acordo com o Papa “Caminhar pela dignidade, contra o tráfico de pessoas, sem deixar ninguém para trás. Caminhar de olhos abertos para reconhecer os processos que levam milhões de pessoas, especialmente jovens, a serem traficadas para serem brutalmente exploradas. Caminhar com o coração atento para descobrir e apoiar os percursos cotidianos para a liberdade e dignidade. Caminhar com esperança para promover ações contra o tráfico. Caminhar juntos dando as mãos para apoiar-se mutuamente e construir uma cultura do encontro, que leve à conversão dos corações e a sociedades inclusivas, capazes de proteger os direitos e a dignidade de cada pessoa”.
O Pontífice espera que muitos acolham o convite para caminhar juntos contra o tráfico. “Caminhar junto com quem está destruído pela violência da exploração sexual e do trabalho, caminhar junto com os migrantes, os deslocados, com quem procura um lugar para viver em paz e dignidade em família. Junto com vocês, jovens, para reafirmar com coragem o valor da dignidade humana”, conclui.

CONVIDAMOS TODAS AS PARÓQUIAS, COMUNIDADES E PASTORAIS PARA
NO DIA 30 DE JULHO, FAZER A REFLEXÃO SOBRE ESTE TEMA E ASSUMIR COMPROMISSOS EM PROL DA VIDA.

Dom Mário Antonio da Silva
Arcebispo Metropolitano de Cuiabá

Você pode Gostar de:

Festa do Senhor Divino – Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus

A Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá convida toda a Arquidiocese para a …