Página Inicial / Animação Litúrgica / 3º Domingo do Tempo Comum (21.01)

3º Domingo do Tempo Comum (21.01)

OS DISCÍPULOS DEIXARAM IMEDIATAMENTE AS REDES E SEGUIRAM JESUS
21 de janeiro de 2018
TERCEIRO DOMINGO DO TEMPO COMUM – ANO B ANO NACIONAL DO LAICATO
Cor Litúrgica: Verde
A.: Irmãos amados, a Liturgia de hoje nos convida a percorrer o caminho da fé e da conversão com a certeza de que, no cotidiano de nossas vidas, Cristo está sempre presente com a gratuidade de Seu amor. Iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: BEM CONTENTES VIEMOS, SENHOR, PRA CANTAR, JUBILOSOS, LOUVOR, NOSSA VIDA ESTÁ CHEIA DE GRAÇA, A MOSTRAR TUA AMÁVEL PRESENÇA. / 1. Por meus olhos que veem, eu te canto louvor, eu te vejo em meu ser, como és bom, meu Senhor!/ 2. Tudo vem só de Ti, que és fonte do ser, toda glória a Ti, toda honra e poder.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL –P.: O Senhor Jesus, que nos convida à mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama à
conversão. Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai. (Pausa). Tende compaixão de nós, Senhor. TODOS: PORQUE SOMOS PECADORES. P.: Manifestai, Senhor, a Vossa
misericórdia. TODOS: E DAI-NOS A VOSSA SALVAÇÃO. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM. P.: Senhor, tende piedade de nós.
TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE
PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Deus eterno e todo-poderoso, dirigi a nossa vida segundo o vosso amor, para que possamos, em nome do vosso Filho, frutificar em boas obras. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Meus irmãos, ouçamos a Palavra que nos coloca em atitude de conversão e prontidão diante do chamado do Senhor.
6. PRIMEIRA LEITURA (Jn3, 1-5.10) – Leitura da Profecia de Jonas.
1A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas, pela segunda vez: 2“Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive e anuncia-lhe a mensagem que eu te vou confiar”. 3Jonas pôs-se a caminho de Nínive, conforme a ordem do Senhor. Ora, Nínive era uma cidade muito grande; eram necessários três dias para ser atravessada. 4Jonas entrou na cidade, percorrendo o caminho de um dia; pregava ao povo, dizendo: “Ainda quarenta dias, e Nínive será destruída”. 5Os ninivitas acreditaram em Deus; aceitaram fazer jejum e vestiram sacos, desde o superior ao inferior. 10Vendo Deus as suas obras de conversão e que os ninivitas se afastavam do mau caminho, compadeceu-se e suspendeu o mal que tinha ameaçado fazer-lhes e não o fez. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL: Do Salmo 24 (25)
REF R.: MOSTRAI-ME, Ó SENHOR, VOSSOS CAMINHOS, VOSSA VERDADE ME ORIENTE E ME CONDUZA! / 1. Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação./ 2. Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura e a
vossa compaixão, que são eternas! De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia e sois bondade sem limites, ó Senhor! / 3. O Senhor é piedade e retidão e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça e aos pobres ele ensina o seu caminho.
8. SEGUNDA LEITURA (1 Cor 7, 29-31) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
29Eu digo, irmãos: o tempo está abreviado. Então que, doravante, os que têm mulher vivam como se não
tivessem mulher; 30e os que choram, como se não chorassem; e os que estão alegres, como se não estivessem alegres; e os que fazem compras, como se não possuíssem coisa alguma; 31e os que usam do mundo, como se não estivessem gozando. Pois a figura deste mundo passa. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ O Reino do Céu está perto! Convertei-vos, irmãos, é preciso! Crede todos no Evangelho!
10. EVANGELHO (Mc 1,14-20) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.:14Depois que João Batista foi preso, Jesus foi para a Galileia, pregando o Evangelho de Deus e dizendo: 15“O tempo já se completou e o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no Evangelho!” 16E, passando à beira do mar da Galileia, Jesus viu Simão e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 17Jesus lhes disse: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens”. 18E eles, deixando imediatamente as redes, seguiram a Jesus. 19Caminhando mais um pouco, viu também Tiago e João, filhos de Zebedeu. Estavam na barca, consertando as redes; 20e logo os chamou. Eles deixaram seu pai Zebedeu na barca com os empregados, e partiram, seguindo Jesus. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos caríssimos, dirijamos ao Pai a nossa oração, dizendo confiantes: Ouvi,
Senhor, a nossa súplica!
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que leve a luz do Evangelho a todos os povos e anuncie ao mundo os
caminhos da justiça, da Verdade e da paz, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
2) Pelas autoridades governamentais, para que, reconhecidas dos dons que lhes foram conferidos, realizem o projeto de Deus na fraternidade, na justiça e na paz, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
3) Por todas as pessoas que vivem longe de Deus, para que ouçam a voz de Cristo que lhes convida a
participar de Seu Reino, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que, motivados pela Palavra de Deus, possamos renovar a cada dia
nossa pertença a Cristo e à Igreja, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, A NOSSA SÚPLICA!
(Preces Espontâneas):
P.: Senhor, que pelo Vosso Filho dissestes que o tempo se cumpriu e está próximo o Reino de Deus, dai-nos
um coração que saiba responder aos apelos do Evangelho. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. Um coração para amar, pra perdoar e sentir para chorar e sorrir, ao me criar tu me destes, um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater, ansioso por entender as coisas que tu
disseste!/ R.: EIS O QUE EU VENHO TE DAR, EIS O QUE EU PONHO NO ALTAR, TOMA, SENHOR, QUE ELE É
TEU, MEU CORAÇÃO NÃO É MEU.(BIS)/ 2. Quero que o meu coração seja tão cheio de paz que não se sinta
capaz de sentir ódio ou rancor, quero que a minha oração possa me amadurecer, leve-me a compreender as consequências do amor!
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Ó Deus, acolhei com bondade as oferendas que vos apresentamos para que sejam santificadas e nos tragam a salvação. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (P. 482) – Prefácio dos domingos do Tempo Comum I: O mistério pascal e o povo de Deus – MR (p.428)
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. É bom estarmos juntos à mesa do Senhor e, unidos na alegria, partir o Pão do Amor!/ R.: NA VIDA CAMINHA QUEM COME DESTE PÃO. NÃO ANDA SOZINHO QUEM VIVE EM
COMUNHÃO./ 2. Embora sendo muitos, é um o nosso Deus; com Ele, vamos, juntos, seguindo os passos
seus!/ 3. Formamos a Igreja, o Corpo do Senhor; que em nós o mundo veja a luz do seu amor!/ 4. Foi Deus
quem deu outrora ao povo o pão do céu, porém, nos dá agora o próprio Filho seu!/ 5. Será bem mais
profundo o encontro: a comunhão, se formos para o mundo sinal de salvação!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Concedei-nos, Deus todo-poderoso, que, tendo recebido a graça de uma nova vida, sempre nos gloriemos dos vossos dons. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO PARA O ANO NACIONAL DO LAICATO
Ó Trindade Santa, Amor pleno e eterno, que estabelecestes a Igreja como Vossa “imagem terrena”: Nós Vos agradecemos pelos dons, carismas, vocações, ministérios e serviços que todos os membros de Vosso povo realizam como “Igreja em saída”, para o bem comum, a missão evangelizadora e a transformação social, no caminho de Vosso Reino. Nós Vos louvamos pela presença e organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil, sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, santidade e ação transformadora. Nós Vos pedimos que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, no trabalho, na política e na economia, nas ciências e nas artes, na educação, na cultura e nos meios de comunicação; na cidade, no campo e em todo o planeta, nossa “casa comum”. Nós Vos rogamos que todos contribuam para que os cristãos leigos e leigas compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, e atuem de forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Isto Vos suplicamos pela intercessão da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, modelos para todos os cristãos. Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL
Preparando a Partilha da Palavra
Neste domingo, lembramos o início da missão de Jesus e o chamado dos primeiros discípulos. Nós, em continuidade a esse chamado, recebemos o convite para segui-Lo. Aqui estamos como convocados para a missão de continuar o anúncio do Reino, pois, com Jesus Cristo, chegou a plenitude dos tempos. O profeta, Jonas, obediente a Deus vai à Nínive, a fim de anunciar a Palavra que lhe fora confiada. Bastou um dia de pregação para que toda população acreditasse em Deus, proclamasse um jejum e vestisse roupas de penitência, obtendo assim o perdão de Deus. Assim o Salmo de hoje, pede que sempre cantemos ao Senhor, pedindo que tenha compaixão de nós e sempre se lembre de sua aliança. Salmo de confiança na misericórdia do Senhor. Afirma que a misericórdia e compaixão divinas conduzem o pecador ao bom caminho. A segunda leitura encaminha o nosso olhar para a noção de tempo. Paulo pressionado pela crença que o mundo está para se acabar e pela opinião popular de que é preciso gozar a vida antes que ela desapareça, ajuda os Coríntios a descobrir nova escala de valores: o Reino de Deus se impõe como valor absoluto, isso vale tanto para os que se casam como para quem decidiu não se casar. Nesta liturgia, a Mesa da Palavra nos coloca diante de Jonas, mostrando a importância da conversão, e de Paulo que orienta a Igreja de Corinto viver o desapego, indicações importantes para entender a dimensão da grande notícia: o Reino de Deus chegou! O Evangelho de Marcos nos trouxe um ponto importante para re?etir o nosso papel eclesial: despertar comunidades em torno de Jesus. Homens e mulheres são chamados a partir de suas vidas, do seu dia a dia, pessoas que verdadeiramente se convertem e creem na Boa-Nova do Reino de Deus. Somos chamadas a testemunhar esta presença do Reino já atuante no meio de nós. A novidade presente na palavra e ação de Jesus provoca esta total mudança em nossas vidas, isto é, ceder lugar a um outro mundo pautado no Governo de Deus; seja na convivência familiar, no trabalho, na vida social em tudo e com tudo, pois somos chamados a viver esta urgência do Reino. Urgência que é sempre a mesma: “Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens! ”

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: S. Vicente Diácono Mt, MFac.2Sm 5,1-7.10; Sl 88(89); Mc 3,22-30
Ter.:2Sm 6,12b-15.17-19; Sl 23(24); Mc 3,31-35
Qua.:S. Francisco de Sales BDr, memória. 2Sm 7,4-17; Sl 88(89); Mc 4,1-20
Qui.:Conversão de S. Paulo* Ap, festa. At 22,3-16 ou At 9,1-22; Sl 116(117); Mc 16,15-18
Sex.:São Timóteo e São Tito BB, memória. 2Tm 1,1-8 ou Tt 1,1-5; Sl 95(96);Lc 10,1-9
Sáb.:Sta. Ângela MériciVg, MFac. 2Sm 12,1-7a.10-17; Sl 50(51); Mc 4,35-41
Terceiro Domingo do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

3º Domingo de Páscoa

A COMUNIDADE REUNIDA É TESTEMUNHA DA RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO 15 de abril de 2018 TERCEIRO …