Página Inicial / Animação Litúrgica / 4º Domingo do Advento(23.12)

4º Domingo do Advento(23.12)

BENDITA ÉS TU ENTRE AS MULHERES E BENDITO É O FRUTO DO TEU VENTRE.
23 de dezembro de 2018
QUARTO DOMINGO DO ADVENTO – ANO C – SÃO LUCAS
Cor Litúrgica: roxo
A: Irmãos amados, nesta preparação próxima do Natal, nós somos convidados a contemplar a figura de
Maria que é plenamente a Virgem do Advento. Ela carrega em seu ventre o Esperado das nações, o
Príncipe da paz, o nosso Deus adorado e amado. Com espírito de gratidão, iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – HINÁRIO DA CNBB – P. 84
1. Oh! Vinde, enfim, eterno Deus. Descei, descei dos altos céus. Deixai a vossa habitação, que a terra
espera a salvação./ 2. Que o céu orvalhe o redentor, baixai das nuvens, ó Senhor! Germine a terra o nosso
Deus, pra que nos abra os altos céus./ 3. Por que tardais, ó bom Jesus, em rebrilhar na vossa luz? Em treva
densa o mundo jaz, trazei a luz, o amor, a paz!/ 4. Oh! Vinde, enfim, Senhor, a nós, ressoe no mundo a
vossa voz. No mundo brilhe e o vosso olhar. Oh! Vinde enfim, sem demorar.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: O
Senhor que encaminha os nossos corações para o amor de Deus e a constância de Cristo esteja convosco!
TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. COROA DO ADVENTO
A: Acendemos hoje a última vela da Coroa do Advento. Jesus está a caminho de nossa casa. Preparemonos de forma imediata para receber Cristo-Luz do mundo em nossos corações e em nossas famílias.
(após acender as velas, o celebrante reza a seguinte oração:)
P.: OREMOS: Senhor, acendemos as velas desta coroa para que possamos preparar nossos corações para o
advento do vosso Filho. Protegei-nos dos maus costumes e inflamai nossos corações a uma contínua
conversão de vida, para que, servindo a Vós em nossos irmãos, possamos fugir da escuridão do pecado e ir
ao encontro do nosso Salvador, Jesus Cristo, que vive e reina na unidade do Espírito Santo.
TODOS: Amém.
4. ATO PENITENCIAL – P.: No início desta celebração eucarística, peçamos a conversão do coração, fonte de
reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs. Senhor, que viestes ao mundo para nos
salvar, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que continuamente
nos visitais com a graça do vosso Espírito, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS.
P.: Senhor, que vireis um dia para julgar as nossas obras, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE
PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos
conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Derramai, ó Deus, a vossa graça em nossos corações para que,
conhecendo pela mensagem do Anjo a encarnação do vosso Filho, cheguemos, por sua paixão e cruz, à
glória da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS:
AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A: Irmãos, o Verbo se faz Carne em nosso meio quando aprendemos a permanecer na escuta de Sua
Palavra. Ouçamos, com amor, as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Mq 5, 1-4a) – Leitura da Profecia de Miqueias.
Assim diz o Senhor: 1Tu, Belém de Éfrata, pequenina entre os mil povoados de Judá, de ti há de sair aquele
que dominará em Israel; sua origem vem de tempos remotos, desde os dias da eternidade. 2Deus deixará
seu povo ao abandono, até o tempo em que uma mãe der à luz; e o resto de seus irmãos se voltará para os
filhos de Israel. 3Ele não recuará, apascentará com a força do Senhor e com a majestade do nome do
Senhor seu Deus; os homens viverão em paz, pois ele agora estenderá o poder até os confins da terra, 4e
ele mesmo será a Paz. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 79/80).
R.: ILUMINAI A VOSSA FACE SOBRE NÓS, / CONVERTEI-NOS PARA QUE SEJAMOS SALVOS! / 1. Ó Pastor
de Israel, prestai ouvidos. / Vós que sobre os querubins vos assentais, / aparecei cheio de glória e
esplendor! / Despertai vosso poder, ó nosso Deus / e vinde logo nos trazer a salvação! / 2. Voltai-vos para
nós, Deus do universo! / Olhai dos altos céus e observai. / Visitai a vossa vinha e protegei-a! / Foi a vossa
mão direita que a plantou; / protegei-a, e ao rebento que firmastes! / 3. Pousai a mão por sobre o vosso
Protegido, / o filho do homem que escolhestes para vós! / E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus! /
Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome!
8. 2ª LEITURA (Hb 10, 5-10) – Leitura da Carta aos Hebreus.
Irmãos: 5Ao entrar no mundo, Cristo afirma: “Tu não quiseste vítima nem oferenda, mas formaste-me um
corpo. 6Não foram do teu agrado holocaustos nem sacrifícios pelo pecado. 7Por isso eu disse: ‘Eis que eu
venho. No livro está escrito a meu respeito: Eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade’”. 8Depois de dizer:
“Tu não quiseste nem te agradaram vítimas, oferendas, holocaustos, sacrifícios pelo pecado” – coisas
oferecidas segundo a Lei – 9ele acrescenta: “Eu vim para fazer a tua vontade”. Com isso, suprime o
primeiro sacrifício, para estabelecer o segundo. 10É graças a esta vontade que somos santificados pela
oferenda do corpo de Jesus Cristo, realizada uma vez por todas. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A
DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! Eis a serva do Senhor; cumpra-se em mim
a tua palavra!
10. EVANGELHO – (Lc 1, 39-45)- P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: 39Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade
da Judeia. 40Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel.41Quando Isabel ouviu a saudação de Maria,
a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. 42Com um grande grito, exclamou:
“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” 43Como posso merecer que a mãe do
meu Senhor me venha visitar? 44Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de
alegria no meu ventre. 45Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe
prometeu”. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, façamos a Deus nossos pedidos, dizendo: Senhor, escutai a
nossa prece!
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que, sob a proteção de Maria, guie o rebanho de Deus rumo à
celebração da Solenidade do Natal, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
2) Pelos dirigentes de todas as Nações, povos e línguas, para que, rompendo com as barreiras do egoísmo
e do poder, busquem o bem comum e se esforcem na construção da paz, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
3) Pelos pobres, os doentes e os excluídos de nossa sociedade, para que encontrem quem os ajude em
suas necessidades básicas, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
4) Para que a celebração do Natal motive ações permanentes de caridade em favor das crianças, dos
idosos e das pessoas carentes, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
5) Para que a Virgem Maria nos ensine a fazer da nossa existência um dom cotidiano a Deus Pai, no
serviço aos irmãos e na escuta da Sua Palavra, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas)
P.: Ouvi, ó Deus, os pedidos da Igreja que se prepara para celebrar o Nascimento de Cristo Jesus, que é
Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – HINÁRIO DA CNBB – p.78
1. Muito suspira por ti teu povo fiel, tua Israel, (Bis) ó Santo Messias! (Bis)/ 2. Tua lembrança embalsama,
dos que te amam, os tristes dias, (Bis) ó Santo Messias! (Bis)/ 3. A nação que te adorava, tornaram-na
escrava, encheram-na de dor, (Bis) ó Santo Messias! (Bis)/ 4. Apressa-te em vir libertá-la, em vir salvá-la,
bendito Senhor, bendito Senhor! Apressa-te em vir libertá-la, em vir salvá-la, bendito Senhor, bendito
Senhor!
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Ó Deus, que o mesmo Espírito Santo, que trouxe a vida ao seio de
Maria, santifique essas oferendas colocadas sobre o vosso altar. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (p. 483) – Prefácio do Advento II A – Maria, a nova Eva – MR (p.409) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – HINÁRIO DA CNBB – P. 42
R. A MINH’ALMA ENGRANDECE O SENHOR, MEU CORAÇÃO MUITO SE ALEGROU EM DEUS, MEU
SALVADOR, EM DEUS, MEU SALVADOR. /1. Ele voltou seu olhar para a pequenez de sua servidora
e todas as gerações me proclamarão feliz e ditosa./ 2. Ele, que é todo poder, me fez grandes coisas, santo é
o Seu Nome! Sua bondade se estende de pais para filhos sobre os que o temem!/ ele agiu com braço forte
e os cheios de orgulho ele dispersou! Botou abaixo os potentes, humildes, pequenos, ele elevou!/ 4. Ele
enricou os famintos e aos ricos, sem nada, embora mandou. Ele a seu povo acudiu, de sua promessa aos
pais se lembrou./ 5. Ele aliou-se a Abraão e a seus descendentes, sem fim, também! Glória ao Pai por Seu
Filho, no Espírito Santo, pra sempre, Amém!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus todo-poderoso, tendo nós recebido o
penhor da eterna redenção, fazei que, ao aproximar-se a festa da salvação, nos preparemos com maior
empenho para celebrar dignamente o mistério do vosso Filho. Que vive e reina para sempre. TODOS:
AMÉM.
21. ORAÇÃO DA CAMPANHA PARA A EVANGELIZAÇÃO
Deus, nosso Pai, quereis a salvação de todos os povos da Terra. Nós vos pedimos que susciteis em nós o
compromisso com a Evangelização, para que todos conheçam a vida que de Vós provém. Nós vos pedimos
que nossos projetos evangelizadores sirvam para nossa santificação e da sociedade inteira que, assim, será
justa, fraterna e solidária. Nós vos pedimos que, em nossas comunidades e em toda a Igreja no Brasil,
cresça o sentimento de partilha e que, por meio da Coleta para a Evangelização e do testemunho de
comunhão, todas as comunidades recebam a força do Evangelho. Por Cristo, nosso Senhor. Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL – MR (p. 520)
P.: O Senhor esteja convosco.
TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.: Que o Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o advento do seu Filho, em cuja vinda credes
e cuja volta esperais, e derrame sobre vós as suas bênçãos.
TODOS: AMÉM.
P.: Que durante esta vida ele vos torne firmes na fé, alegres na esperança, solícitos na caridade.
TODOS: AMÉM.
P.: Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito homem, sejais recompensados com a vida eterna,
quando vier de novo em sua glória.
TODOS: AMÉM.
P.: Abençoe-vos o Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
Partilha da Palavra
Deus se encarna em lugar social concreto (Belém) para reconstruir a humanidade, a sociedade e o mundo. É em um pequeno resto de Israel, no meio dos pobres, dos marginalizados e excluídos, como Maria, Isabel, Zacarias e João que Deus faz sua morada. A salvação nasce dos pobres e os primeiros cristãos vibravam com essa boa notícia. A Trindade entra na casa dos pobres humilhados que esperam a libertação. Os nomes das personagens envolvidas nesta cena são reveladores: Jesus = (igual) Deus salva; João = Deus é misericórdia; Isabel = Deus é plenitude; Zacarias = Deus se lembrou; Maria = a amada. Os pobres proclamam a misericórdia de Deus que se lembra deles. Deus vem morar com eles, porque os ama, trazendo-lhes a plenitude da salvação. É nos pequenos e pobres das periferias, das roças, nos indígenas, nos ribeirinhos, nos marginalizados e nos desprezados de hoje que Jesus se encarna, devolvendo-lhes a esperança e a paz. Em nossas pequenas Comunidades, e que faz coisas pequenas, em lugares pouco importantes, é que Deus faz coisas extraordinárias. Conforme anunciado por Miquéias, a salvação não vem
da capital, do lugar do poder dos grandes, mas vem da roça. O poder de Deus manifestado por intermédio dos pequenos trará a plenitude dos bens, a paz para todos os povos. Neste quarto domingo de Advento, Maria é a figura modelar. Ela nos ajuda a contemplar o Mistério do Natal – do Deus que Se fez servo – à luz do seu “sim”. Sigamos o exemplo de Maria, fazendo do nosso coração um “presépio acolhedor”; descobrindo que o Natal é obra gratuita da bondade divina; e procurando ser féis aos projetos de Deus revelados pelos acontecimentos de nossa história.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: manhã: 2 Sm 7, 1-5.8b-12.14a.16; Sl 88 (89); Lc 1, 67-79; Vígília de Natal: Is 62, 1-5; Sl 88 (89); At 13, 16-17.22-25; Mt 1, 1-
25
Ter.: Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo – Is 9, 1-6; Sl 95 (96), 1-2a. 2b-3. 11-12. 13 (R/. Lc 2, 11); Tt 2, 11-14; Lc 2, 1-14
Qua.: Santo Estevão Diácono, Protomártir, festa. At 6, 8-10, 7,54-59; Sl 30 (31); Mt 10, 17-22
Qui.: S. João. Ap e Evangelista, festa. 1 Jo 1,1-4; Sl 96 (97); Jo 20, 2-8.
Sex.: Ss. Inocentes. Mártires. Festa. 1Jo 1,5 – 2,2: Sl 123; Mt 2, 13-18.
Sab.: S. Tomás Becket. Bispo. Mártir 1Jo 2,3-11; Sl 95; Lc 2, 22-35.
Quarta Semana do Saltério
Quarto Domingo do Advento – Ano C

Você pode Gostar de:

28º Domingo do Tempo Comum(14.10)

SEGUIR JESUS É PRATICAR OS SEUS ENSINAMENTOS 14 de outubro de 2018 VIGÉSIMO OITAVO DOMINGO …