Página Inicial / Animação Litúrgica / Solenidade e São Pedro e São Paulo

Solenidade e São Pedro e São Paulo

Dia do Papa

Ano C – cor vermelha – 03/07/2022

1. Saudação Presidente – Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos! É com muita alegria que os acolhemos para celebrar o Mistério Pascal e nossa vida de comunidade. Ao celebrarmos a solenidade de São Pedro e São Paulo, somos convidados a confessar e a testemunhar a nossa fé, como fizeram estes dois grandes apóstolos, considerados as colunas da Igreja. Celebramos, hoje, também o Dia do Papa. Rezemos pelo Papa Francisco, para que seja cumulado das bênçãos e proteção divina no exercício de seu ministério. Na mesma fé dos apóstolos façamos o sinal que nos reúne como filhos e filhas, amados de Deus. Em nome do Pai…
Presidente – A graça de Deus nosso Pai, o amor de Jesus nosso irmão e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus…
Presidente – Hoje é dia do Óbolo de São Pedro, coleta que se realiza em todas as dioceses do mundo. As doações são feitas por Congregações e Institutos religiosos, fundações e ofertas espontâneas de todas as comunidades. O valor arrecadado, o Papa Francisco destina às obras de caridade e de ajuda em favor das populações flageladas por guerras ou catástrofes naturais. Trazemos presente os acontecimentos da semana. (Recordação da vida)
2. Deus nos perdoa Presidente – Os apóstolos Pedro e Paulo professaram sua fé no Ressuscitado. Imploremos a misericórdia do Pai pelas vezes em que não assumimos nossa missão de anunciadores do Evangelho, (silêncio). Confiantes, peçamos perdão, cantando.
3. Hino do Glória Presidente – Glorifiquemos ao Senhor pela entrega total de Pedro e Paulo ao seu projeto, pelo sim do Papa Francisco e por todos aqueles que seguem o exemplo dos santos de ontem e de hoje.
4. Oração Presidente – Oremos – (silêncio) – Ó Deus, hoje nos dais festejar cheios de santa alegria os apóstolos e mártires São Pedro e São Paulo. Concedei à vossa Igreja, que cresceu graças a eles, seguir seus ensinamentos e imitar os seus exemplos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
5. Leitura dos Atos dos Apóstolos (12, 1-11)
6. Salmo Responsorial (33) (CD festas liturgias II) De todos os temores me livrou o Senhor Deus. (bis)
7. Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo (4, 6-8.17-18)
8. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus (16, 13-19)
9. Partilha da Palavra
Nossa resposta
10. Profissão de Fé Presidente – A exemplo de Pedro e de Paulo, professemos nossa fé no Deus que enviou seu único Filho para nossa salvação, cantando.
11. Ladainha Presidente – Por intercessão de São Pedro e São Paulo, acolhei ó Deus de bondade, a oração que vos apresentamos, rezando a Ladainha.
– Senhor, tende piedade de nós! (bis) – Senhor, …
– Cristo, tende piedade de nós! (bis) – Cristo, …
– Senhor, tende piedade de nós! (bis) – Senhor, …
– São Pedro e São Paulo – Rogai por nós!
– Gloriosos apóstolos de Cristo
– Colunas da Igreja
– Fundamentos da Igreja de Roma
– Princípios da fé
– Sustentáculos da fé
– Príncipes sagrados
– Juízes das nações
– Pregadores da verdade
– Instrumentos escolhidos
– Testemunhas do Evangelho
– Mártires da fé em Jesus
– São Pedro, pedra fundamental da Igreja – Rogai
por nós!
– São Pedro, porteiro do Céu
– São Pedro, guardador das chaves do Reino dos
Céus
– São Pedro, pescador de homens
– São Pedro, apascentador das ovelhas
– São Pedro, zeloso guardador do rebanho
– São Pedro, confirmador dos irmãos na fé
– São Paulo, mestre das nações – Rogai por nós!
– São Paulo, apóstolo dos gentios
– São Paulo, defensor da Igreja de Cristo
– São Paulo, baluarte da caridade
– São Paulo, exemplo de perseverança
– São Paulo, missionário do Evangelho
– São Paulo, escritor sagrado
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
tende piedade de nós.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
perdoai-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
ouvi-nos Senhor.
Presidente – Rogai por nós, São Pedro e São
Paulo.
Todos – Para que sejamos dignos das promessas
de Cristo! Amém!
Presidente – Oremos – Ó Deus, que (hoje) nos concedeis a alegria de festejar. São Pedro e São Paulo, concedei à Vossa Igreja seguir em tudo os ensinamentos destes apóstolos que nos deram as primícias da fé. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
12. Apresentação dos Dons
Presidente – A exemplo de Pedro e Paulo, o Papa, sucessor de Pedro, tem como missão cuidar da Igreja, Povo de Deus, para que ela permaneça unida e fiel a Jesus Cristo, sendo discípula missionária. Apresentemos ao Altar do Senhor nossa vida de comunidade, na disposição de seguirmos o exemplo de Pedro e de Paulo, sob a orientação do Papa Francisco na obediência à Igreja Católica.
Coleta Fraterna
Ação de Graças
13. Louvação Presidente – Louvemos ao Senhor pelas iniciativas do Papa Francisco em manter a unidade da Igreja.
Deus nos faz irmãos
14. Pai Nosso Presidente – Irmãos e irmãs, unidos na edificação do Reino de Deus, rezemos como Jesus nos ensinou. Pai Nosso…
15. Momento da Paz Presidente – A paz começa em nosso coração e precisa ser cultivada para ser compartilhada com os irmãos e irmãs. Rezemos em silêncio pela paz.
Deus nos envia
16. Breves Avisos
17. Bênção
Presidente – O Senhor esteja convosco! Ele está no meio de nós!
– O Deus todo-poderoso, que vos deu por fundamento aquela fé proclamada pelo Apóstolo Pedro e sobre a qual edificou toda a Igreja, vos proteja. Amém.
– Que a autoridade de Pedro e a pregação de Paulo vos levem à Pátria Celeste, aonde chegaram gloriosamente um pela cruz e outro pela espada. Amém.
– Abençoe-vos Deus todo poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– Anunciai a todos que Jesus é o Messias, o Filho do Deus vivo! – Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

Meditando a Palavra de Deus
A liturgia de hoje nos apresenta as pedras fundamentais da nossa fé na construção do Reino: os apóstolos Pedro e Paulo. Na primeira leitura, Pedro está na prisão e um anjo do Senhor é enviado para libertá-lo. Aí está uma lição para todos os discípulos e, também para nós: Deus jamais abandona quem põe sua vida em perigo pelo Evangelho. A fidelidade à vocação cristã põenos frequentemente em situações nada fáceis. É preciso ter coragem para anunciar e testemunhar a Boa-Nova de Jesus Cristo. Essa leitura convida quem está sofrendo por amor a Cristo a lembrarse de que, mesmo que todos estejam contra, do seu lado sempre estará o anjo do Senhor. Na segunda leitura, Paulo, preso em Roma, sentindose próximo da morte, faz um balanço de toda a sua vida e espera receber de Deus a coroa da justiça, que será também oferecida a todos aqueles que, como ele, lutarem pela construção do Reino de Deus. No Evangelho, Pedro professa sua fé em Jesus como “o Cristo, o Filho do Deus Vivo”. Professar que Jesus é o Messias significa estar convencido de que, como Ele, não existiu e não existirá mais ninguém. A fé de Pedro torna-se, então, a pedra sobre a qual Jesus edificou a sua Igreja. Essa fé constitui o fundamento sólido da Igreja, torna-a invencível e capaz de dominar as forças contrárias. Todos aqueles que, como Pedro, professam a fé em Jesus Cristo, Filho do Deus Vivo, passam a fazer parte desse edifício sólido que jamais ruirá. Juntamente com as chaves do Reino, Pedro recebe o poder de ligar e desligar todas as coisas e a autoridade de transmitir os ensinamentos do Mestre e de decidir o que está de acordo ou não com o Evangelho. No Novo Testamento, esse apóstolo aparece sempre em primeiro lugar e é ele quem deve confirmar a fé dos outros. Isso indica que a Igreja tem no Papa, sucessor de Pedro, o encarregado de manter a unidade na fé em Cristo. Hoje os bispos do mundo inteiro, obedientes às orientações do Papa Francisco, conduzem a Igreja Católica presente no mundo e nos orientam a exemplo de Pedro e Paulo a sermos mensageiros e ministros da Palavra em nossas comunidades.

Leituras da Semana
2ª feira: Os 2,16.17b-18.21-22; Sl 144; Mt 9,18-26
3ª feira: Os 8,4-7.11-13; Sl 113; Mt 9,32-38
4ª feira: Os 10,1-3.7-8.12; 1Cor 6,13c-15a.17-20; Sl 104; Mt 10,1-7
5ª feira: Os 11,1b.3-4.8c-9; Sl 79; Mt 10,7-15
6ª feira: Os 14,2-10; Sl 50; Mt 10,16-23
Sábado: Is 6,1-8; Sl 92; Mt 10,24-33
Domingo: Dt 30,10,14; Sl 68; Cl 1,15-20; Lc 10,25-37

Você pode Gostar de:

17º Domingo do Tempo Comum (24.07)

Ano C – cor verde – 24/07/2022 1. Saudação Presidente – Irmãos e irmãs, sejam …