Página Inicial / Notícias / Espaço Liturgico

Espaço Liturgico

Cerca de 240 pessoas de diversos Estados do Brasil, entre arquitetos, engenheiros, artistas plásticos e liturgistas participam da 21ª Semana de Liturgia, promovida pela Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, com o apoio da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB.

O evento teve início ontem, dia 15, e prossegue até sexta-feira, 19, no Centro de Pastoral Santa Fé, em São Paulo, SP.

Em continuidade ao tema da 20ª Semana de Liturgia, que tratou sobre O método mistagógico do Ritual de Iniciação Cristã de Adultos, este ano, a Semana aborda Mistagogia do Espaço Litúrgico, com o objetivo de “refletir sobre o espaço litúrgico como lugar e experiência para mergulhar no mistério de ser o novo Templo dos redimidos em Cristo”, afirma o assessor do Setor Liturgia da CNBB, padre Carlos Gustavo Haas.

A abertura do evento foi presidida pelo diretor da Pontifícia Faculdade N. Sra. da Assunção, cônego Antônio Manzatto, que acolheu e confirmou o interesse da faculdade nos trabalhos promovidos pelo Centro de Liturgia e destacou a importância da Semana como atividade da faculdade, dentro dos programas de extensão universitária. Para o cônego, “a liturgia não é apenas um conhecimento a mais, mas a afirmação do que se crê a partir do que se celebra, pois existe a harmonia e a sintonia entre a lex orandi e a lex credendi”. O diretor ressaltou que  a liturgia tem um lugar especial dentro da formação do cristão. “Ela se insere no coração da teologia e a  formação litúrgica deve ter a sua base teológica, pois celebra o centro da vida cristã, que é o Mistério Pascal. Celebrando, chegamos ao centro do que celebramos e cremos. A liturgia não se confunde com ‘vitrine’, onde se vê o agradável. Ela diz a relação com aquilo que é o mistério de Deus. A Liturgia é e precisa ser, sempre, teologia”, afirmou.

Você pode Gostar de:

Papa: ser cristão é superar discriminações. O batismo confere igual dignidade a todos

“As diferenças e os contrastes que criam separação não deveriam existir entre os fiéis em …