Página Inicial / Artigos Padres da Arquidiocese / Liturgia 1º Domingo do Advento

Liturgia 1º Domingo do Advento

LITURGIA – 1º DOMINGO DE ADVENTO – 27.11.2016.
Já é hora de despertar!

1. Acolhida.
A celebração da Liturgia sempre tem Jesus como referência. Iniciamos celebrando a esperança na vinda do Senhor vivendo no meio de nós. Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, mas no Advento esperamos que Deus venha habitar no meio de nós! Como homem: “O Verbo se fez carne e veio habitar no meio de nós!” Deus se fez homem à nossa imagem e semelhança, menos no pecado (2Co 5,21). O Deus majestoso e infinito que não cabe na imensidão do universo, cabe num corpo de Menino nascido da Virgem Maria!
O Advento não é apenas dar-se contas que a esperança que habita em nosso coração, mas é contemplar o amor infinito de Deus que se faz Menino para estar no meio de nós, caminhando conosco nas estradas da vida rumo ao céu!

2. Palavra de Deus.
Is 2,1-5 – Para um povo desiludido, o profeta Isaias acena para a esperança de um caminho novo: “Vamos subir ao monte do Senhor e à casa do Deus de Jacó: Ele nos ensinará os seus caminhos para que nos andemos nas suas estradas”…. Deixemo-nos, portanto, guiar pela Luz do Senhor!
Rm 13, 11-14 – O Apóstolo Paulo diz aos cristãos de Roma que já é hora de acordar e trabalhar espalhando as sementes da esperança para um mundo desiludido! Deixemos as trevas do pecado e vivamos as exigências do Batismo cristão. Vivamos como filhos de Deus, filhos da luz!
Mt 24,37-44 – O Evangelho acena para dois pontos: Primeiro, devemos estar atentos aos sinais do “Fim dos Tempos”. Estar atentos e prontos, como Noé que sobreviveu ao Dilúvio! Segundo, acordar e vigiar para estar solidários com o “Projeto de Jesus”! Chega de acomodação! É necessário acordar e engajar-se no “Projeto de Jesus” neste Natal de 2016.

3. Reflexão.
O Ano Litúrgico é uma verdadeira “Escola de Espiritualidade” para os cristãos que desejam viver o Mistério de Jesus. Não precisamos de Devoções e nem de Movimentos! É Suficiente celebrar e viver a Liturgia da Igreja e a Palavra de Deus proposta ao longo do Ano Litúrgico! Ela é CELEBRAÇÃO e ESCOLA. Ela é ROTEIRO sábio para vivenciar o Mistério de Jesus esperado, perseguido, morto, ressuscitado e glorificado. Portanto, não perca tempo com Devoções, Movimentos e promessas!
A celebração do Advento significa descobrir e celebrar a esperança que Deus mesmo semeou no coração do ser humano. Deus não desiste nunca de seu projeto. Não desiste nunca do ser humano. Ele o criou à sua imagem e semelhança, tendo Jesus Cristo como Primogênito. Jesus veio restituir-nos a dignidade de “filhos de Deus” e despertar a esperança que habita em todo o coração humano. Por isso é que o Apóstolo Paulo nos afirma ser “Hora de despertar”! Não vivamos adormecidos nas trevas do pecado e nos prazeres da carne. Acordemos para a proposta divina de sermos semelhantes ao próprio Deus! “Somos da raça divina!”, diziam os antigos.
O Evangelho faz referência à destruição do Templo e da Cidade de Jerusalém. O Povo não pode mais viver de saudades. O Antigo testamento esgotou sua missão; agora, está chegando a “Nova Aliança”, proposta por Jesus. O Povo no tempo de Noé, vivia, festava, casava, fornicava… Mas sobreveio o Dilúvio e afogou todo mundo! Não podemos repetir a História daquele Povo! Haveria significativas semelhanças entre a vida daquele povo e o nosso modo de viver? Estamos dormindo nas trevas do pecado (e como há pecados neste nosso mundo atual!). Vivemos num mundo que julga não precisar de Deus! Pior ainda, Deus não existe para ele! Qual seria o dilúvio que virá de surpresa para nós todos!

Frei Carlos Zagonel
Fonte: http://www.paroquiansacoxipo.com.br/conteudo.php?sid=44&cid=4187

Você pode Gostar de:

Liturgia da Festa de São Pedro e São Paulo 04.07.2021

“TU ÉS PEDRO E SOBRE ESTA PEDRA,CONSTRUIREI A MINHA IGREJA”. 1.Acolhida A Igreja católica celebra …