Página Inicial / Animação Litúrgica / 2º Domingo do Tempo Comum (14.01)

2º Domingo do Tempo Comum (14.01)

SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM – ANO B
ANO NACIONAL DO LAICATO – Cor Litúrgica: Verde
A.: Meus irmãos, a vocação é sempre uma iniciativa de Deus que, por ser amor, nos chama a cumprirmos
uma missão e nos confia o dever de sermos testemunhas e anunciadores do Seu projeto salvífico.
Iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: BEM CONTENTES VIEMOS, SENHOR, PARA CANTAR, JUBILOSOS, LOUVOR,
NOSSA VIDA ESTÁ CHEIA DE GRAÇA, A MOSTRAR TUA AMÁVEL PRESENÇA. / 1. Por meus olhos que veem
eu te canto louvor, eu te vejo em meu ser, como és bom, meu Senhor!/ 2. Tudo vem só de Ti, que és fonte
do ser, toda glória a Ti, toda honra e poder.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A
vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo! TODOS: BENDITO SEJA
DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL -P.: Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os
santos mistérios. (Pausa). Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós.
TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados, tende
piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que intercedeis por nós, junto a
Deus Pai que nos perdoa, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus de
bondade e misericórdia tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Deus eterno e todo-poderoso, que governais o céu e a terra,
escutai com bondade as preces do vosso povo e dai ao nosso tempo a vossa paz. Por nosso Senhor Jesus
Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos amados, por meio de Sua Palavra, Cristo nos chama a colaborar no anúncio da Boa Nova da
salvação. Escutemos com atenção a Palavra que nos salva.
6. 1ª LEITURA (1Sm 3,3b-10.19) – Leitura do Primeiro Livro de Samuel.
Naqueles dias, 3bSamuel estava dormindo no templo do Senhor, onde se encontrava a arca de Deus. 4Então
o Senhor chamou: Samuel, Samuel!” Ele respondeu: “Estou aqui”. 5E correu para junto de Eli e disse: “Tu
me chamaste, aqui estou”. Eli respondeu: “Eu não te chamei. Volta a dormir!” E ele foi deitar-se. 6O Senhor
chamou de novo: “Samuel, Samuel!” E Samuel levantou-se, foi ter com Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui
estou”. Ele respondeu: “Não te chamei, meu filho. Volta a dormir!” 7Samuel ainda não conhecia o Senhor,
pois, até então, a palavra do Senhor não se lhe tinha manifestado. 😯 Senhor chamou pela terceira vez:
“Samuel, Samuel!” Ele levantou-se, foi para junto de Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui estou”. Eli
compreendeu que era o Senhor que estava chamando o menino. 9Então disse a Samuel: “Volta a deitar-te
e, se alguém te chamar, responderás: ‘Senhor, fala, que teu servo escuta!’” E Samuel voltou ao seu lugar
para dormir. 10O Senhor veio, pôs-se junto dele e chamou-o como das outras vezes: “Samuel! Samuel!” E
ele respondeu: “Fala, que teu servo escuta”. 19Samuel crescia, e o Senhor estava com ele. E não deixava
cair por terra nenhuma de suas palavras. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 39/40)
R.: EU DISSE: “EIS QUE VENHO SENHOR! COM PRAZER FAÇO A VOSSA VONTADE!” / 1. Esperando, esperei
no Senhor e inclinando-se, ouviu meu clamor. Canto novo ele pôs em meus lábios, um poema em louvor
ao Senhor./ 2. Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas
nem vítimas, holocaustos por nossos pecados./ 3. E então eu vos disse: “Eis que venho!“ Sobre mim está
escrito no Livro: “Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa Lei!”/ 4. Boas novas de
vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei os meus lábios!
8. 2ª LEITURA (1 Cor 6,13c-15a.17-20) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos: 13cO corpo não é para a imoralidade, mas para o Senhor, e o Senhor é para o corpo; 14e Deus, que
ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará também a nós pelo seu poder. 15aPorventura ignorais que vossos
corpos são membros de Cristo? 17Quem adere ao Senhor torna-se com ele um só espírito. 18Fugi da
imoralidade. Em geral, qualquer pecado que uma pessoa venha a cometer fica fora do seu corpo. Mas o
fornicador peca contra o seu próprio corpo. 19Ou ignorais que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo,
que mora em vós e que vos é dado por Deus? E, portanto, ignorais também que vós não pertenceis a vós
mesmos? 20De fato, fostes comprados, e por preço muito alto. Então, glorificai a Deus com o vosso corpo.
Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ Encontramos o Messias, Jesus Cristo,
de graça e verdade ele é pleno; de sua imensa riqueza, graças sem fim recebemos.
10. EVANGELHO – (Jo 1,35-42) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo: 35João estava de novo com dois de seus discípulos 36e, vendo Jesus passar, disse: “Eis o
Cordeiro de Deus!” 37Ouvindo essas palavras, os dois discípulos seguiram Jesus. 38Voltando-se para eles e
vendo que o estavam seguindo, Jesus perguntou: “O que estais procurando? ” Eles disseram: “Rabi (que
quer dizer: Mestre), onde moras?” 39Jesus respondeu: “Vinde ver”. Foram, pois, ver onde ele morava e,
nesse dia, permaneceram com ele. Era por volta das quatro da tarde. 40André, irmão de Simão Pedro, era
um dos dois que ouviram as palavras de João e seguiram Jesus. 41Ele foi encontrar primeiro seu irmão
Simão e lhe disse: “Encontramos o Messias” (que quer dizer: Cristo) 42Então André conduziu Simão a Jesus.
Jesus olhou bem para ele e disse: “Tu és Simão, Filho de João; tu serás chamado Cefas” (que quer dizer:
Pedra). Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem
Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos,
ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de
vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos,
na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, supliquemos a Deus que ouça as nossas súplicas e nos ensine a
colaborar, com generosidade, em Seu plano de salvação. Digamos, com fervor: Senhor, atendei-nos!
TODOS: SENHOR, ATENDEI-NOS!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que tenha a força e a graça necessárias para o bom
desempenho de sua missão na Igreja e no mundo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI-NOS!
2) Pelos dirigentes de todas as Nações, para que, no exercício de suas responsabilidades, promovam a
justiça e os direitos dos cidadãos, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI-NOS!
3) Pelos jovens do nosso país que sentem o chamado à vocação sacerdotal, para que sejam encorajados
em seu processo de discernimento e respondam com generosidade ao convite de Cristo, rezemos ao
Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI-NOS!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que, a exemplo dos primeiros discípulos, sejamos capazes de
conduzir outras pessoas no caminho do seguimento ao Cristo, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ATENDEI-NOS!
(Preces Espontâneas):
P.: Senhor, Pai misericordioso e fiel, cuidai com carinho dos que chamastes para o Vosso serviço e
fortalecei com Vosso amor os que vacilam no caminho. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM!
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS –1. Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir, ao me criar
tu me destes, um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater, ansioso por entender as coisas que tu
disseste!/ R.: EIS O QUE EU VENHO TE DAR, EIS O QUE EU PONHO NO ALTAR, TOMA SENHOR QUE ELE É
TEU, MEU CORAÇÃO NÃO É MEU.(BIS)/ 2.Quero que o meu coração seja tão cheio de paz que não se sinta
capaz de sentir ódio ou rancor, quero que a minha oração possa me amadurecer, leve-me a compreender
as consequências do amor!
15.P.:Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Concedei-nos, ó Deus, a graça de participar constantemente da
Eucaristia, pois todas as vezes que celebramos este sacrifício, torna-se presente a nossa redenção. Por
Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA IV – MR (p. 488) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. É bom estarmos juntos à mesa do Senhor e, unidos na alegria, partir o Pão
do Amor!/ R.: NA VIDA CAMINHA QUEM COME DESTE PÃO. NÃO ANDA SOZINHO QUEM VIVE EM
COMUNHÃO./ 2. Embora sendo muitos, é um o nosso Deus; com Ele, vamos juntos, seguindo os passos
seus!/ 3. Formamos a Igreja, o Corpo do Senhor; que em nós o mundo veja a luz do seu amor!/ 4. Foi Deus
quem deu outrora ao povo o pão do céu, porém, nos dá agora o próprio Filho seu!/ 5. Será bem mais
profundo o encontro: a comunhão, se formos para o mundo sinal de salvação!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Penetrai-nos, ó Deus, com o vosso Espírito de
caridade, para que vivam unidos no vosso amor os que alimentais com o mesmo pão. Por Cristo, nosso
Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO PARA O ANO NACIONAL DO LAICATO
Ó Trindade Santa, Amor pleno e eterno, que estabelecestes a Igreja como Vossa “imagem terrena”: Nós
Vos agradecemos pelos dons, carismas, vocações, ministérios e serviços que todos os membros de Vosso
povo realizam como “Igreja em saída”, para o bem comum, a missão evangelizadora e a transformação
social, no caminho de Vosso Reino. Nós Vos louvamos pela presença e organização dos cristãos leigos e
leigas no Brasil, sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, santidade e ação transformadora. Nós Vos pedimos
que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, no trabalho, na política e na
economia, nas ciências e nas artes, na educação, na cultura e nos meios de comunicação; na cidade, no
campo e em todo o planeta, nossa “casa comum”. Nós Vos rogamos que todos contribuam para que os
cristãos leigos e leigas compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, e atuem de
forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Isto Vos
suplicamos pela intercessão da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, modelos para todos os cristãos.
Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL
Preparando a Partilha da Palavra

A Liturgia de hoje nos coloca diante do chamado de Deus, do encontro com Jesus e da consequência deste mistério em nossa vida. Deus chama Samuel várias vezes. Ele não reconhece a voz do Senhor. Não pode ouvir o que Deus deseja dele, enquanto não souber que é o Senhor. Eli aponta-lhe o caminho e Samuel coloca-se diante do Senhor. A Palavra de Deus, dirigida a Samuel, aos discípulos e aos cristãos de Corinto, nos convida a uma resposta. Uma resposta que consiste em seguimento, em discipulado. O seguimento de Jesus supõe permanecer nele: “Constituiu doze para que ficassem com Ele. (Jo 1,39) para enviá-los a pregar. Trata-se, na verdade, de conviver com Ele, em um relacionamento muito próximo, entrar na insegurança de seus caminhos, compartilhar suas condições de vida, fazer com ele a experiência de carregar a cruz e dar a vida no dia a dia. A união mútua entre Jesus e o discípulo é a condição básica para produzir frutos: “Aquele que permanece em mim e eu nele produz muitos frutos” (Jo 15,5) A amizade do discípulo com Jesus deve ir além da mútua contemplação; deve chegar ao anúncio da Boa-Nova do Reino que está acontecendo no meio das pessoas. Ela significa partilhar o mesmo destino do Mestre. De forma que acreditar em Jesus é entrar em um processo de caminho na luz e comunhão de vida com ele. Hoje, somos convidados a olhar agora o Cordeiro, segui-lo, descobrir sua morada e ficar em Ele. Nós o encontramos na oração pessoal e comunitária, na Sagrada Escritura, assim como no irmão que necessita de nosso auxílio e afeto,
seja qual for o motivo. Firmemos nosso caminhar nas pegadas de Jesus e formemos comunidade
com ele no mundo!

LEITURAS DA SEMANA
Seg.:I Sm 15, 16-23; Sl 49(50); Mc2,18-22.
Ter.: I Sm 16, 1-13; Sl 88(89); Mc2,23-28.
Qua.:Sto Antão Ab, memória. I Sm 17, 32-33.37.40-51 Sl 143(144); Mc 3,1-6 ou Mc 19, 16-26
Qui.: I Sm 18, 6-9; 19, Sl 55(56); Mc 3,7-12.
Sex.: I Sm 24, 3-21; Sl 56(57); Mc3,13-19.
Sáb.: S. FabianoPp Mt, MFac; S. Sebastião Mt, MFac. 2 Sm 1, 1-4.11-12.19.23-27; Sl 79 (80); Mc 3, 20-21.
Segunda Semana do Saltério
Segundo Domingo do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

19º Domingo do Tempo Comum(12.08)

EU SOU O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU, PARA A SALVAÇÃO DO MUNDO Dia …