Página Inicial / Animação Litúrgica / 6º Domingo de Páscoa(26.05)

6º Domingo de Páscoa(26.05)

A CREDIBILIDADE DA IGREJA PASSA PELO CAMINHO DO AMOR MISERICORDIOSO E COMPASSIVO

26 de maio de 2019 – Nº 32
SEXTO DOMINGO DA PÁSCOA
ANO JUBILAR ARQUIDIOCESANO – ANO C
Cor Litúrgica: Branco
A.: Meus irmãos, nós não estamos sozinhos em nossa caminhada cristã, pois Deus nos acompanha
cotidianamente com a presença e a força do Espírito Santo. Iniciemos a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – (Hinário da CNBB, fasc. 2, p. 79)
R.: NA VERDADE O CRISTO RESSUSCITOU, ALELUIA! A ELE O PODER E A GLÓRIA PELOS SÉCULOS
ETERNOS!/ 1. Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto./ 2. Percebeis
quando me deito e quando eu ando. Os meus caminhos vos são todos conhecidos./ 3. Por detrás e pela
frente me envolveis, pusestes sobre mim a vossa mão./ 4. Esta verdade é por demais maravilhosa, é tão
sublime que não posso compreendê-la.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.:
Irmãos eleitos segundo a presciência de Deus Pai, pela santificação do Espírito, para obedecer a Jesus
Cristo e participar da bênção da aspersão do seu sangue, graça e paz vos sejam concedidas
abundantemente. TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – (Pode ser substituído pelo Rito da aspersão – MR p. 1002.)
P.: O Senhor Jesus que nos convida à mesa da Palavra e da Eucaristia, nos chama à conversão.
Reconheçamos ser pecadores e invoquemos com confiança a misericórdia do Pai. (pausa). P.: Senhor,
nossa paz, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, nossa Páscoa,
tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, nossa vida, tende piedade de
nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe
os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei
dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Deus todo-poderoso, dai-nos celebrar com fervor estes dias de
júbilo em honra do Cristo ressuscitado, para que nossa vida corresponda sempre aos mistérios que
recordamos. Por nosso Senhor Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Caros irmãos, o Espírito Santo conduz e assiste a Igreja na sua caminhada pela história. Atentos ao amor
de Deus, ouçamos as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (At 15, 1-2.22-29) – Leitura dos Atos dos Apóstolos.
Naqueles dias, 1
Chegaram alguns da Judeia e ensinavam aos irmãos de Antioquia, dizendo: “Vós não
podereis salvar-vos, se não fordes circuncidados, como ordena a Lei de Moisés”. 2
Isto provocou muita
confusão, e houve uma grande discussão de Paulo e Barnabé com eles. Finalmente, decidiram que Paulo,
Barnabé e alguns outros fossem a Jerusalém, para tratar dessa questão com os apóstolos e os anciãos.
22Então os apóstolos e os anciãos, de acordo com toda a comunidade de Jerusalém, resolveram escolher
alguns da comunidade para mandá-los a Antioquia, com Paulo e Barnabé. Escolheram Judas, chamado
Bársabas, e Silas, que eram muito respeitados pelos irmãos. 23Através deles enviaram a seguinte carta:
“Nós, os apóstolos e os anciãos, vossos irmãos, saudamos os irmãos vindos do paganismo e que estão em
Antioquia e nas regiões da Síria e da Cilícia. 24Ficamos sabendo que alguns dos nossos causaram
perturbações com palavras que transtornaram vosso espírito. Eles não foram enviados por nós. 25Então
decidimos, de comum acordo, escolher alguns representantes e mandá-los até vós, junto com nossos
queridos irmãos Barnabé e Paulo, 26homens que arriscaram suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus
Cristo. 27Por isso, estamos enviando Judas e Silas, que pessoalmente vos transmitirão a mesma mensagem.
28Porque decidimos, o Espírito Santo e nós, não vos impor nenhum fardo, além destas coisas
indispensáveis: 29abster-se de carnes sacrificadas aos ídolos, do sangue, das carnes de animais sufocados e
das uniões ilegítimas. Vós fareis bem se evitardes essas coisas. Saudações!” Palavra do Senhor. TODOS:
GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 66/67) R.: QUE AS NAÇÕES VOS GLORIFIQUEM, Ó SENHOR, QUE
TODAS AS NAÇÕES VOS GLORIFIQUEM!/ 1. Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção e sua face
resplandeça sobre nós! Que na terra se conheça o seu caminho e a sua salvação por entre os povos./ 2.
Exulte de alegria a terra inteira, pois julgais o universo com justiça; os povos governais com retidão, e
guiais, em toda a terra, as nações./ 3. Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos
glorifiquem! Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe, e o respeitem os confins de toda a terra!
8. 2ª LEITURA (Ap 21, 10-14.22-23) – Leitura do Livro do Apocalipse de São João.
10Um anjo me levou em espírito a uma montanha grande e alta. Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém,
descendo do céu, de junto de Deus, 11brilhando com a glória de Deus. Seu brilho era como o de uma pedra
preciosíssima, como o brilho de jaspe cristalino. 12Estava cercada por uma muralha maciça e alta, com doze
portas. Sobre as portas estavam doze anjos, e nas portas estavam escritos os nomes das doze tribos de
Israel. 13Havia três portas do lado do oriente, três portas do lado norte, três portas do lado sul e três portas
do lado do ocidente. 14A muralha da cidade tinha doze alicerces, e sobre eles estavam escritos os nomes
dos doze apóstolos do Cordeiro. 22Não vi templo na cidade, pois o seu Templo é o próprio Senhor, o Deus
Todo-poderoso, e o Cordeiro. 23A cidade não precisa de sol, nem de lua que a iluminem, pois a glória de
Deus é a sua luz e a sua lâmpada é o Cordeiro. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! (BIS) / 1. Quem me ama realmente
guardará minha palavra, e meu Pai o amará, e a ele nós viremos.
10. EVANGELHO – (Jo 14, 23-29) – P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo João. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 23“Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e o meu
Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. 24Quem não me ama, não guarda a minha
palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me enviou. 25Isso é o que vos disse enquanto
estava convosco. 26Mas o Defensor, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará
tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito. 27Deixo-vos a paz, e minha paz vos dou; mas não a dou
como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. 28Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou, mas
voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu.
29Disse-vos isto, agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis”. Palavra da
Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único
Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio
Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus,
está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito
Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne,
na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, oremos a Deus, nosso Pai, para que nos envie a Sua paz e o Seu
Espírito e nos ensine a permanecer no Seu amor. Digamos com fé: Ouvi, Senhor, o Vosso povo!
TODOS: OUVI, SENHOR, O VOSSO POVO!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que, fortalecido pelo Espírito Santo, continue guiando a Igreja
com sabedoria e fortaleza, conduzindo os fiéis na construção do Reino de Deus, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, O VOSSO POVO!
2) Pelos governantes de todas as nações, para que, por meio do serviço aos cidadãos, promovam sempre
a justiça, a paz e o bem comum, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, O VOSSO POVO!
3) Para que, neste nosso Ano Jubilar, o Espírito Santo nos ajude a fazer memória da nossa caminhada
arquidiocesana e nos fortaleça na missão de lançar as sementes do Evangelho nas periferias.  rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, O VOSSO POVO!
4) Por todos nós, para que, escutando a voz de Jesus, deixemos que o Espírito Santo ilumine todas as
realidades e situações de nossas vidas, rezemos ao Senhor.
TODOS: OUVI, SENHOR, O VOSSO POVO!
(Preces Espontâneas)
P.: Deus de amor e nosso Pai, ouvi hoje a oração dos Vossos filhos que celebram a ressurreição de Jesus
Cristo, e fazei que o dom do Vosso Espírito guarde em nós a memória sempre viva do que Ele disse e
ensinou aos Seus discípulos. Por Cristo nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – HINÁRIO LITÚRGICO DA CNBB, FASC 2, P. 184
R.: ALELUIA, ALELUIA! ALELUIA! ALELUIA, ALELUIA! ALELUIA!/1. Nós ofertamos, irmãos, ao Senhor, uma
hóstia pura em Seu louvor. E cantaremos com muito amor. Aleluia!/ 2. Do mundo inteiro todos os cristãos
ao sacrifício que por nossas mãos ao Pai se oferta, unidos estão. Aleluia!/ 3. Recebe, ó Pai, esta nossa
oblação; de nossas faltas concede o perdão por Jesus Cristo, que é nosso irmão. Aleluia!/ 4. As nossas
penas, o nosso labor, nossa alegria e nosso amor, por Jesus Cristo, recebe, Senhor. Aleluia!/ 5. As nossas
almas santificarás, os nossos corpos ressuscitarás, por Jesus Cristo nos transformarás. Aleluia!
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Subam até vós, ó Deus, as nossas preces com estas oferendas
para o sacrifício, a fim de que, purificados por vossa bondade, correspondamos cada vez melhor aos
sacramentos do vosso amor. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 478) – Prefácio da Páscoa II: A vida nova em Cristo – MR (p. 422) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – HINÁRIO LITÚRGICO DA CNBB, FASC 2, P.78
R.: RESSUSCITEI, SENHOR, CONTIGO ESTOU, SENHOR, TEU GRANDE AMOR, SENHOR, DE MIM SE
RECORDOU, TUA MÃO SE LEVANTOU, ME LIBERTOU! / 1. Meu coração penetras e lês meus pensamentos,
se luto ou se descanso, tu vês meus movimentos, de todas minhas palavras tu tens conhecimento./ 2.
Quisesse eu me esconder do teu imenso olhar, subir até o céu, na terra me entranhar, atrás do horizonte,
lá, iria te encontrar!/ 3. Por trás e pela frente teu ser me envolve e cerca, o teu saber me encanta, me
excede e me supera, tua mão me acompanha, me guia e me acoberta!/ 4. Se a luz do sol se fosse, que
escuridão seria! Se as trevas me envolvessem, o que adiantaria? Pra ti, Senhor, a noite é clara como o dia!/
5. As fibras do meu corpo teceste e entraçaste; No seio de minha mãe bem cedo me formaste; Melhor do
que ninguém me conheceste e amaste!
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Deus eterno e todo-poderoso, que, pela
ressurreição de Cristo, nos renovais para a vida eterna, fazei frutificar em nós o sacramento pascal, e
infundi em nossos corações a força desse alimento salutar. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO DO ANO JUBILAR ARQUIDIOCESANO
Ó Trindade Santa, nós vos louvamos pelos 60 anos da Arquidiocese de Brasília! Por tudo, nós vos damos
graças! Pelo vosso infinito amor manifestado em nossa história. Pelos que se dedicaram generosamente a
edificar a Igreja, no coração do Brasil, desde os inícios da nova capital, erguida à sombra da Santa Cruz e
sob o manto protetor da Mãe Aparecida. Nós vos damos graças pela fé professada, celebrada e vivida, ao
longo destes 60 anos de evangelização. A vós confiamos o amanhã da nossa Igreja arquidiocesana, com a
esperança que brota da fé. Renovamos, hoje, o compromisso de caminhar unidos e de evangelizar a todos,
com novo ardor missionário, nos diversos espaços do Distrito Federal. Confiantes no amor de Cristo que
nos impele, nós suplicamos as vossas bênçãos, neste Ano Jubilar, pela intercessão de Nossa Senhora
Aparecida! Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL – (MR. p. 523)
P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS! – P.: Deus, que pela ressurreição do seu
Filho único vos deu a graça da redenção e vos adotou como filhos e filhas, vos conceda a alegria da bênção.
TODOS: AMÉM. P.: Aquele que, por sua morte, vos deu a eterna liberdade, vos conceda, por sua graça, a
herança eterna. TODOS: AMÉM. P.: E vivendo agora retamente, possais no céu unir-vos a Deus, para o
qual, pela fé, já ressuscitastes no batismo. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho
e Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz e o Senhor vos acompanhe! TODOS: GRAÇAS A DEUS!

Preparando a Partilha da Palavra
A liturgia de hoje nos desafia a um olhar atento sobre três dimensões da vida comunitária: fé, testemunho e missão, unidas e alimentadas pelo amor. No Evangelho, é evidente o apelo a viver a Palavra. Nesse sentido, podemos nos perguntar: o que significa viver a Palavra como Comunidade? O Evangelho lança luzes sobre esta questão, afirma  que a vivência da Palavra se expressa na vivência do amor: amor a Deus e aos irmãos. Ele se faz presente na Comunidade e em cada um de nós através do seu amor misericordioso. “A viga que suporta a vida da Igreja é a misericórdia. Toda a sua ação pastoral deveria estar envolvida pela ternura com que se dirige às pessoas; no anúncio e no testemunho que oferece ao mundo. Nada pode ser desprovido de misericórdia. A credibilidade da Igreja passa pelo caminho do amor misericordioso e compassivo”. É em nome deste amor que aguardamos, confiantes, a vinda do Senhor. Por seu Espírito, Ele continua no meio de nós, fazendo-nos entender e testemunhar seu projeto. Como Comunidade, somos chamados a construir nosso caminho, guiados pelo Espírito de Deus. É Ele que nos ajuda a continuar a missão na construção do Reino. O Reino de Deus é um Reino de paz. Uma paz que brota da busca da justiça. Por muitas vezes marcada pelo martírio, pelo sofrimento e pela dor, mas que nos conduz à transformação do mundo, em conformidade com o plano de Deus. Deus não nos quer conformados com as estruturas de pecado do mundo, por isso envia seu Espírito para nos fortalecer e animar nesta caminhada. Viver em Comunidade e aceitar o desafio de seguir Jesus, é libertar-se do jugo da lei que por vezes acaba tornando-se entrave para a vida comunitária. Ao tomarmos a lei como critério de ação, corremos o risco de rejeitar e de excluir o diferente, impedindo a verdadeira evangelização, fundamentada na fé e no amor ao próximo. A BoaNova de Jesus nos convoca a romper com tudo aquilo que nos impede de viver a liberdade que brota de Cristo. Aqueles que resistirem diante das dificuldades e das perseguições provarão a glória de Deus, manifesta nas palavras, testemunho e martírio de Jesus. Por meio da ressurreição, deu-nos sua luz e sua paz. Coloquemo-nos, pois, a caminho, confiantes de que o Ressuscitado permanece conosco na força do seu Espírito Santo! Não precisamos ter medo, não precisamos nos sentir sozinhos, confusos, abandonados: no dom do Espírito, o Cristo estará sempre conosco. Aleluia!

LEITURAS DA SEMANA
Seg.: Sto Agostinho de Cantuária B, MFac. At 16, 11 -15; Sl 149, 1-2.3-4.5-6a e 9b (R/.4a); Jo 15, 26-16,4a
Ter.: At 16, 22-34; Sl 137 (138); Jo 16,5-11
Qua.: At 17, 15.22-18,1; Sl 148; Jo 16, 12-15.
Qui.: At 18, 1-8; Sl 97 (98); Jo 16, 16-20
Sex.: Visitação de Nossa Senhora, festa – Sf 3, 14-18 ou Rm 12, 9-16b; Cânt.: Is 12, 2-3. 4bcd. 5-6 (R/. 6b) ; Lc 1, 39-56
Sáb.: São Justino Mt, memória. At 18, 23-28; Sl 46 (47); Jo 16, 23b-28.
Segunda Semana do Saltério
Sexto Domingo da Páscoa

Você pode Gostar de:

Solenidade da Assunção de Nossa Senhora(18.08)

A EXEMPLO DE MARIA, DEVEMOS ANUNCIAR AS MARAVILHAS DE DEUS 18 de agosto de 2019 …