Página Inicial / Animação Litúrgia / 4º Domingo do tempo Comum

4º Domingo do tempo Comum

SOMOS CHAMADOS A COLOCAR EM PRÁTICA
AS BEM-AVENTURANÇAS
29 de Janeiro de 2017
QUARTO DOMINGO DO TEMPO COMUM
ANO A COR LITÚRGICA: VERDE A.: Meus irmãos, o fiel cristão é chamado a viver integralmente a novidade do Reino: fazer-se humilde e misericordioso para que possa viver a felicidade plena em união com Deus. Fiquemos de pé e iniciemos a nossa celebração.
1. CANTO DE ENTRADA –R.: SÊ A ROCHA QUE ME ABRIGA,CASA FORTE QUE ME SALVA; PARA HONRA DO TEU NOME ÉS O GUIA QUE ME AMPARA!/ 1. Ponho em Deus minha esperança, que eu não seja envergonhado.Já que és justo, me defende: sei que vou ser libertado.Vem ouvir minha voz, eu estou angustiado./ 2. Sê pra mim uma rocha firme,Sê pra mim seguro abrigo,Sê pra mim a fortaleza.Me orienta e eu vou contigo, eu te entrego o meu espírito desde agora, eu te bendigo./ 3. Confiando em tua face,quem é justo segue adiante.Recebido em tu tenda, proteção terá constante.Sê bendito, meu Senhor,Sê bendito em todo instante./ 4. Eu dizia na afiliação:”Deus não quer saber de mim”. Vejo agora que me ouviu, quando eu reclamei assim.Santos todos, amem, louvem o senhor, até o fim!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. TODOS:AMÉM. P.:A graça e a paz de Deus, nosso Pai, e de Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam convosco! TODOS:BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO. 3. ATO PENITENCIAL -P.: No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer para o pecado e a ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai (pausa).P.:Cantemos: 1. Eu confesso a Deus e a vós, irmãos, tantas vezes pequei, não fui fiel: pensamentos e palavras, atitudes, omissões… Por minha culpa, tão grande culpa. SENHOR, PIEDADE! CRISTO, PIEDADE! TEM PIEDADE, Ó SENHOR! (bis) / 2. Peço à Virgem Maria, nossa Mãe, e a vós, meus irmãos, rogueis por mim a Deus Pai que nos perdoa e nos sustenta em sua mão. Por seu amor, tão grande amor. P.:Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glóriaa Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) -Concedei-nos, Senhor nosso Deus, adorar-vos de todo o coração, e amar todas as pessoas com verdadeira caridade. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. 2
6.LITURGIA DA PALAVRA
A.:Irmãos, a Palavra de Deus nos indica as condições fundamentais para que possamos ser bons discípulos de Cristo, aprendizes de santidade. Ouçamos, com reverência, as leituras de hoje. 6. 1ª LEITURA (Sf 2, 3; 3, 12-13) – Leitura da Profecia de Sofonias. 3Buscai o Senhor, humildes da terra, que pondes em prática seus preceitos; praticai a justiça, procurai a humildade; achareis talvez um refúgio no dia da cólera do Senhor. 3,12E deixarei entre vós um punhado de homens humildes e pobres. E no nome do Senhor porá sua esperança o resto de Israel. 13Eles não cometerão iniquidades nem falarão mentiras; não se encontrará em sua boca uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 145)R.:FELIZES OS POBRES EM ESPÍRITO, PORQUE DELES É O REINO DOS CÉUS / 1. O Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos. / 2. O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído o Senhor ama aquele que é justo, é o Senhor que protege o estrangeiro./ 3. Ele ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre, ó Sião, o teu Deus reinarápara sempre e por todos os séculos!
8. 2ª LEITURA (1Cor 1, 26-31) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios. 26Considerai vós mesmos, irmãos, como fostes chamados por Deus. Pois entre vós não há muitos sábios de sabedoria humana nem muitos poderosos nem muitos nobres. 27Na verdade, Deus escolheu o que o mundo considera como estúpido, para assim confundir os sábios; Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é forte; 28Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem nenhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante, 29para que ninguém possa gloriar-se diante dele. 30É graças a ele que vós estais em Cristo Jesus, o qual se tornou para nós, da parte de Deus: sabedoria, justiça, santificação e libertação, 31para que, como está escrito, “quem se gloria, glorie-se no Senhor”. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! (BIS) / 1. Meus discípulos, alegrai-vos, exultai de alegria, pois bem grande é a recompensa que nos céus tereis, um dia!
10.EVANGELHO (Mt 5, 1-12a)– P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR! P.: Naquele tempo: 1Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, 2e Jesus começou a ensiná-los: 3“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. 4Bem- aventurados os aflitos, porque serão consolados. 5Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. 6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.7Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. 8Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. 9Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. 10Bem-aventurados os que são perseguidos por causa de justiça, porque deles é o Reino dos Céus. 11Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. 12aAlegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR! 3
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, como membros do Corpo Místico de Cristo que nos chama a viver as Bem-aventuranças, peçamos com confiança: Senhor, escutai a nossa prece! TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que seja no mundo o sinal do amor gratuito de Cristo e fonte de esperança para todas as pessoas, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
2) Pelos nossos governantes, para que trabalhem com integridade e aprendam a servir o nosso povo colaborando para a construção do bem comum, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
3) Pelos cristãos, que em tantas partes do mundo são perseguidos por causa do Evangelho, para que, sustentados pela força do Espírito Santo, continuem testemunhando a Palavra de Deus com coragem, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que saibamos nos desprender do orgulho, da avareza e do apego aos prazeres mundanos, colocando sempre em Deus a nossa segurança, rezemos ao Senhor.
TODOS: SENHOR, ESCUTAI A NOSSA PRECE! (Preces Espontâneas)
P.: Senhor, nosso refúgio e fortaleza, escutai benignamente as orações do Vosso povo, e concedei-nos, em abundância, o que Vos pedimos com fé. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. Muito alegre eu te pedi o que era meu. Partir, um sonho tão normal. Dissipei meus bens e o coração também,no fim meu mundo era irreal! / R.: CONFIEI NO TEU AMOR E VOLTEI,SIM AQUI É MEU LUGAR, EU GASTEI TEUS BENS, Ó PAI, E TE DOU ESTE PRANTO EM MINHAS MÃOS./ 2. Mil amigos conheci, disseram adeus, caiu a solidão em mim. Um patrão cruel levou-me a refletir: meu pai não trata um servo assim! / 3. Nem deixaste-me falar da ingratidão, morreu no abraço o mal que eu fiz. Festa, roupa nova, anel, sandália aos pés. Voltei à vida, sou feliz! 4
15.P.:Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.:Para vos servir, ó Deus, depositamos nossas oferendas em vosso altar; acolhei-as com bondade, a fim de que se tornem o sacramento da nossa salvação. Por Cristo, nosso Senhor.TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – Prefácio dos Domingos do Tempo Comum II
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – R.:ÉS JESUS, O CORDEIRO DE DEUS QUE TE OFERTAS PRA SER IMOLADO. VEM NOS DAR O ALIMENTO DA VIDA E TIRAR DESTE MUNDO O PECADO./ 1. Bendito o Deus de Israel que a seu povo visitou e deu-nos libertação, enviando um Salvador,da casa do rei Davi, seu ungido servidor./ 2. Cumpriu a voz dos profetas,desde os tempos mais antigos, quis libertar o seu povo do poder dos inimigos, lembrando-se da aliança de Abraão e dos antigos./ 3. Fez a seu povo, a promessa de viver na liberdade,sem medos e sem pavores dos que agem com maldade e sempre a ele servir,na justiça e santidade./ 4. Menino, serás profeta do Altíssimo Senhor,pra ir à frente aplainando os caminhos do Senhor, anunciando o perdão a um povo pecador./ 5. É Ele o Sol Oriente que nos veio visitar. Da morte da escuridão, vem a todos libertar.A nós seu povo remido,para a paz faz caminhar./ 6. Ao nosso Pai demos glória e a Jesus, louvor, também. Louvor e glória, igualmente ao Espírito que vem. Que nosso louvor se estenda hoje, agora e sempre. Amém.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Renovados pelo sacramento da nossa redenção, nós vos pedimos, ó Deus, que este alimento da salvação eterna nos faça progredir na verdadeira fé. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO JUBILAR300 ANOS DE BÊNÇÃOS: Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem, há 300 anos aparecestes nas redes dos três benditos pescadores no Rio Paraíba do Sul. Como sinal vindo do céu, em vossa cor, vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos, apenas filhos muito amados. Diante de vós, embaixadora de Deus, rompem-se as correntes da escravidão! Assim, daquelas redes, passastes para o coração e a vida de milhões de outros filhos e filhas vossos. Para todos tende sido bênção: peixes em abundância, famílias recuperadas, saúde alcançada, corações reconciliados, vida cristã reassumida. Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado! Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina, nós vos acolhemos como mãe, e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós: o vosso Filho Jesus, nosso Salvador. Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece! Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e felicidade! Fazei de nós vossos filhos e filhas, irmãos e irmãs de nosso irmão Primogênito, Jesus Cristo. Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL

Preparando a Partilha da Palavra
As leituras deste domingo são viva esperança para os cristãos. Deus mostra-se aliado dos empobrecidos e com eles constrói, desde já, uma sociedade alternativa, da qual, justiça, partilha e fraternidade são características. O profeta Sofonias, pertencente à burguesia de Jerusalém, volta-se contra os altos poderes e afirma que o castigo de Deus está por vir. Diz que há uma só saída: conversão ao Senhor. Ele vê nos humildes e pobres a capacidade de buscar o Senhor e de continuar a obra da salvação, sendo o povo santo de Deus. O Salmo Responsorial 145 é um hino de louvor, celebrando o projeto de Deus e o que ele produz em oposição aos projetos dos poderosos e injustos. Está profundamente afinado com a vida e a missão de Jesus que teve carinho com os estrangeiros, viúvas e órfãos, ensinando que não se deve confiar nos poderosos. Paulo, na segunda leitura, fala aos pobres que formavam a comunidade de Corinto. São sempre os pequenos, os pobres, os que o mundo despreza que são grandes no Reino dos Céus. Ninguém deve gloriar-se diante de Deus. Se alguém quiser gloriar-se, torne-se pequeno, para se gloriar naquilo que Deus realiza, conforme sua justiça. Bem-aventurança é felicitar o outro e desejar-lhe felicidade. As bem-aventuranças são a introdução do chamado “Sermão da Montanha”. Elas resumem o espírito do Reino de Deus. Jesus subindo à montanha aparece como o Novo Moisés e promulga nova Lei. Os caminhos de Deus são diferentes dos nossos. Nós achamos que o grande e o forte hão de vencer. Deus prefere trabalhar com um povo pequeno e humilhado. Os poderosos são autossuficientes e não querem entender o que Deus deseja. Deus os atrapalha. Jesus proclama felizes os pobres, os que choram, os que têm fome e sede de justiça, os que trabalham pela paz, os perseguidos por causa da justiça. Para viver as bem-aventuranças, o cristão precisa fazer uma inversão de valores. É um ideal elevado que o ser humano não consegue atingir sem a graça de Deus. Jesus, ao escolher preferencialmente os pobres, não exclui os ricos. Os pobres são os preferidos, pois sua situação de pobreza material, de opressão e de perseguição ajuda a abrir o espírito para Deus, em quem confiam mais facilmente. Mas também “felizes os pobres em espírito”, os bem-aventurados que, possuindo bens, têm o coração desprendido da riqueza, compartilham com os outros o que possuem, confiam em Deus mais que em seu dinheiro e se fazem solidários com o próximo. Somente quem pratica as bem-aventuranças as entende. Uma vez assumidas, elas dão coragem para nos empenharmos e lutarmos por um mundo mais justo e igualitário. Um mundo não mais apoiado nas riquezas, mas no plano de amor de Deus. Celebremos a Páscoa de Jesus Cristo que se manifesta e se realiza em nossas ações solidárias e nas lutas das pessoas comprometidas com as bem-aventuranças e imbuídas do espírito do Evangelho. Que a vivência das bem-aventuranças, como projeto de vida e felicidade, nos ajude a revermos nossas ações perante os que mais precisam.

LEITURAS DA SEMANA
Seg.:Hb 11,32-40; Sl 30(31); Mc 5,1-20 Ter.: S. JoãoBosco, Presb..Memória.Hb 12,1-4; Sl 21(22); Mc 5,21-43 Qua.:Hb 12,4-7.11-15; Sl 102(103); Mc 6,1-6 Qui.:Apresentação do Senhor, festa. Ml 3,1-4 ouHb 2,14-18; Sl 23(24). 10b); Lc 2,22-40 maisbreve: 2,22-32 Sex.: S. BrazBMt. MFac; Sto Oscar B MFac. Hb 13,1-8; Sl 26(27);Mc 6,14-29 Sab.:Hb 13,15-17.20-21; Sl 22(23); Mc 6,30-34 Quarto Domingo do Tempo Comum Quarta Semana do Saltério

Você pode Gostar de:

6º DOMINGO DO TEMPO COMUM

O ESSENCIAL DA LEI É A PRÁTICA DA JUSTIÇA E DA MISERICÓRDIA 12 de fevereiro …