Página Inicial / Animação Litúrgica / 3º Domingo de Páscoa

3º Domingo de Páscoa

A COMUNIDADE REUNIDA É TESTEMUNHA DA RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO
15 de abril de 2018
TERCEIRO DOMINGO DA PÁSCOA – ANO B
Cor Litúrgica: Branco
A.: Meus irmãos, nós celebramos a Páscoa de Jesus, que se manifesta ressuscitado em nossa caminhada de
discípulos missionários, na Fração do Pão e em todas as pessoas e comunidades que promovem a partilha, criando laços de comunhão. Iniciemos, com alegria, a nossa celebração.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – 1. Vencendo o pecado, vem, Senhor glorioso, vem. És nosso consolador, Tu és
nossa vida; se nós somos alegres, devemos a ti./ R.: ALEGRES CANTAMOS: JESUS RESSURGIU, JESUS
RESSSURGIU! A IGREJA REVESTE A VESTE DA GLÓRIA, DA VIDA, DO AMOR./ 2. O povo aclamando, vem
para a liturgia, vem. É ressureição do amor, é vida pra todos nós. É canto, é festa, é celebração./ 3. Com
roupas festivas, vem, sorriso nos lábios, vem. O fraco fortalecido, feridas cicatrizadas. Num rosto tristonho
a alegria voltou.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
P.: A vós, irmãos, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo. TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. ATO PENITENCIAL – Pode ser substituído pelo Rito da aspersão (MR p. 1002).
P.: Irmãos e irmãs, reconheçamos as nossas culpas para celebrarmos dignamente os santos mistérios.
(Pausa). Senhor, que sois o eterno sacerdote da nova Aliança, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR,
TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que nos edificais como pedras vivas no templo santo de Deus, tende
piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que nos tornais concidadãos dos
santos no reino dos céus, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus de
bondade e misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus,
Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos
glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de
nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória
de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação
espiritual, para que, tendo recuperado agora com alegria a condição de filhos de Deus, espere com plena
confiança o dia da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, por meio do Espírito Santo, o Cristo ressuscitado nos concede sabedoria para compreender a
Sua Palavra e força para o testemunho da fé. Ouçamos atentamente a Palavra de hoje.
6. 1ª LEITURA (At 3, 13-15.17-19) – Leitura dos Atos dos Apóstolos.
Naqueles dias, Pedro se dirigiu ao povo, dizendo: 13“O Deus de Abraão, de Isaac, de Jacó, o Deus de nossos
antepassados glorificou o seu servo Jesus. Vós o entregastes e o rejeitastes diante de Pilatos, que estava
decidido a soltá-lo. 14Vós rejeitastes o Santo e o Justo, e pedistes a libertação para um assassino. 15Vós
matastes o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos, e disso nós somos testemunhas. 17E agora,
meus irmãos, eu sei que vós agistes por ignorância, assim como vossos chefes. 18Deus, porém, cumpriu
desse modo o que havia anunciado pela boca de todos os profetas: que o seu Cristo haveria de sofrer.
19Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados”. Palavra do
Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS!
7. SALMO RESPONSORIAL – (Do Salmo 4/5) R.: SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA
FACE!/ 1. Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça! Vós que soubestes aliviar-me nos
momentos de aflição, atendei-me por piedade e escutai minha oração!/ 2. Compreendei que nosso Deus
faz maravilhas por seu servo e que o Senhor me ouvirá quando lhe faço minha prece./ 3. Muitos há que se
perguntam: “Quem nos dá felicidade?” Sobre nós fazei brilhar o esplendor de vossa face!/ 4. Eu, tranquilo,
vou deitar-me e na paz logo adormeço, pois só vós, ó Senhor Deus, dais segurança à minha vida!
8. 2ª LEITURA (1 Jo 2, 1-5a) – Leitura da Primeira Carta de São João.
1Meus filhinhos, escrevo isto para que não pequeis. No entanto, se alguém pecar, temos junto do Pai um
defensor: Jesus Cristo, o Justo. 2Ele é a vítima de expiação pelos nossos pecados, e não só pelos nossos,
mas também pelos pecados do mundo inteiro. 3Para saber que o conhecemos, vejamos se guardamos os
seus mandamentos. 4Quem diz: “Eu conheço a Deus”, mas não guarda os seus mandamentos é mentiroso,
e a verdade não está nele. 5aNaquele, porém, que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente
realizado”. Palavra do Senhor.
TODOS: GRAÇAS A DEUS!
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!/ Senhor Jesus, revelai-nos o sentido
da Escritura, fazei o nosso coração arder, quando nos falardes.
10. EVANGELHO – (Lc 24, 35-48) – P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.:
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: Naquele tempo, 35os dois discípulos contaram o que tinha acontecido no caminho, e como tinham
reconhecido Jesus ao partir o pão. 36Ainda estavam falando, quando o próprio Jesus apareceu no meio
deles e lhes disse: “A paz esteja convosco!” 37Eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que
estavam vendo um fantasma. 38Mas Jesus disse: “Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no
coração? 39Vede minhas mãos e meus pés: sou eu mesmo! Tocai em mim e vede! Um fantasma não tem
carne, nem ossos, como estais vendo que eu tenho”. 40E dizendo isso, Jesus mostrou-lhes as mãos e os pés.
41Mas eles ainda não podiam acreditar, porque estavam muito alegres e surpresos. Então Jesus disse:
“Tendes aqui alguma coisa para comer?” 42Deram-lhe um pedaço de peixe assado. 43Ele o tomou e comeu
diante deles. 44Depois disse-lhes: “São essas as coisas que vos falei quando ainda estava convosco: era
preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos”.
45Então Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras, e 46lhes disse: “Assim está
escrito: ‘O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, 47e no seu nome serão anunciados a
conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém’. 48Vós sereis testemunhas
de tudo isso”. Palavra da Salvação.
TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu
único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria,
padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou
ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar
os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na
remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos caríssimos, Jesus vem ao nosso encontro e nos dá a Sua paz. Peçamos
por nossas necessidades, dizendo: Cristo ressuscitado, ouvi a nossa oração!
TODOS: CRISTO RESSUSCITADO, OUVI A NOSSA ORAÇÃO!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, para que conduza o povo de Deus à vida nova em Cristo
ressuscitado, rezemos ao Senhor.
TODOS: CRISTO RESSUSCITADO, OUVI A NOSSA ORAÇÃO!
2) Pelos nossos governantes, para que aprendam a servir o povo com justiça, buscando sempre o bem
comum e a defesa dos direitos humanos, rezemos ao Senhor.
TODOS: CRISTO RESSUSCITADO, OUVI A NOSSA ORAÇÃO!
3) Por todos nós aqui reunidos, para que na alegria da presença de Cristo, cresçamos na fé e no
testemunho do Ressuscitado, rezemos ao Senhor.
TODOS: CRISTO RESSUSCITADO, OUVI A NOSSA ORAÇÃO!
(Preces Espontâneas)
P.: Senhor Jesus, fazei com que também nós, seguindo o Vosso exemplo, sigamos corajosamente o
caminho da vontade do Pai, e por Ele sejamos atendidos em nossas necessidades. Vós que sois Deus com o
Pai e o Espírito Santo.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – 1. Bendito sejas, ó Rei da glória! Ressuscitado, Senhor da Igreja! Aqui trazemos
as nossas ofertas./ R.: VÊ COM BONS OLHOS NOSSAS HUMILDES OFERTAS. TUDO O QUE TEMOS, SEJA
PRA TI, Ó SENHOR!/ 2. Vidas se encontram no altar de Deus, gente se doa, dom que se imola. Aqui
trazemos as nossas ofertas./ 3. Irmãos da terra, irmãos do céu, juntos cantemos glória ao Senhor. Aqui
trazemos as nossas ofertas.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Acolhei, ó Deus, as oferendas da vossa Igreja em festa. Vós que
sois a causa de tão grande júbilo, concedei-lhe também a eterna alegria. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS:
AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA III – MR (P. 482) – Prefácio da Páscoa III – O Cristo vivo, nosso intercessor –
(MR. P. 423)
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Este é o hino do povo de Deus, que caminha para a união. Venham todos
à comunhão, com Jesus e com nosso irmão./ R.: CRISTO RESSUSCITOU, CRISTO RESSUSCITOU, VIVE EM
NOSSO MEIO, ALELUIA!/ 2. Meus irmãos, venham todos cear, é a ceia da ressurreição. O cordeiro está
imolado, celebremos a salvação./ 3. Quem comer deste pão viverá, é o pão vivo que vem do céu.
Esperemos a salvação, novos céus, nova terra./ 4. No Senhor fomos redimidos, no seu sangue lavados
fomos. Sua cruz é libertação. Jesus Cristo é nosso irmão./ 5. Quem nos vir sempre reunidos vai dizer: como
são unidos. Nossos sonhos se realizaram. Quem tem fé vive a eternidade.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Ó Deus, olhai com bondade o vosso povo e
concedei aos que renovastes pelos vossos sacramentos a graça de chegar um dia à glória da ressurreição
da carne. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO PARA O ANO NACIONAL DO LAICATO
Ó Trindade Santa, Amor pleno e eterno, que estabelecestes a Igreja como Vossa “imagem terrena”: Nós
Vos agradecemos pelos dons, carismas, vocações, ministérios e serviços que todos os membros de Vosso
povo realizam como “Igreja em saída”, para o bem comum, a missão evangelizadora e a transformação
social, no caminho de Vosso Reino. Nós Vos louvamos pela presença e organização dos cristãos leigos e
leigas no Brasil, sujeitos eclesiais, testemunhas de fé, santidade e ação transformadora. Nós Vos pedimos
que todos os batizados atuem como sal da terra e luz do mundo: na família, no trabalho, na política e na
economia, nas ciências e nas artes, na educação, na cultura e nos meios de comunicação; na cidade, no
campo e em todo o planeta, nossa “casa comum”. Nós Vos rogamos que todos contribuam para que os
cristãos leigos e leigas compreendam sua vocação e identidade, espiritualidade e missão, e atuem de
forma organizada na Igreja e na sociedade à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres. Isto Vos
suplicamos pela intercessão da Sagrada Família, Jesus, Maria e José, modelos para todos os cristãos.
Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL – (MR. p. 523)
P.: O Senhor esteja convosco! TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS! – P.: Deus, que pela ressurreição do seu
Filho único vos deu a graça da redenção e vos adotou como filhos e filhas, vos conceda a alegria da bênção.
TODOS: AMÉM. P.: Aquele que, por sua morte, vos deu a eterna liberdade, vos conceda, por sua graça, a
herança eterna. TODOS: AMÉM. P.: E vivendo agora retamente, possais no céu unir-vos a Deus, para o
qual, pela fé, já ressuscitastes no batismo. TODOS: AMÉM. P.: Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e
Filho e Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. TODOS: GRAÇAS A
DEUS.

Preparando a Partilha da Palavra
A Ressurreição suscita sentimentos de medo, de surpresa, de dúvida e de alegria. Há quem afirme que o medo inibe, a surpresa rejuvenesce, a dúvida é o meio caminho andado em direção à verdade, a alegria é consequência da certeza do encontro. Mas, observando atentamente os relatos das aparições de Jesus ressuscitado, todos re?etem as dificuldades que os discípulos encontraram para acreditar e reconhecer Jesus ressuscitado. Os discípulos iniciaram o caminho da fé e do testemunho da Ressurreição com dúvidas e incertezas, mas fizeram a experiência do encontro com o Cristo vivo e chegaram à certeza: “Ele está vivo!”, “Realmente o Senhor ressuscitou!”, “Nós o reconhecemos ao partir o pão”. Observemos que esta experiência e a certeza da presença de Jesus vivo e ressuscitado efetuam-se na comunidade reunida, lugar primordial da acolhida, do encontro com o Senhor ressuscitado e da partilha da vida de fé. O Ressuscitado vem, hoje, ao encontro das pessoas e oferece-lhes a salvação através dos gestos de acolhida, de partilha solidária, de serviço gratuito em favor e em defesa da vida, do amor sem limites. São gestos que testemunham, diante da sociedade, que Cristo está vivo e que continua, por meio de sua Igreja, a obra de libertação da humanidade (cf. DAp, n. 98). Anunciando, em seu nome, o arrependimento e o perdão dos pecados a todas as nações, a comunidade dá continuidade à missão de libertar as pessoas de tudo o que as oprime e de propor a todos uma dinâmica nova de vida. Ser testemunha do Cristo é proclamar com ardor renovado sua Ressurreição. A Boa Nova da ressurreição do Senhor e nossa com Ele é precisa: somos destinados à VIDA e não à morte. No amor fraterno de nossas comunidades cristãs, o mundo enxergará o Ressuscitado, o Cristo vivo. Esta é a nossa certeza e esse deve ser o nosso compromisso: sermos testemunhas do Ressuscitado, oferecendo aos povos o maior tesouro que possuímos: Jesus Cristo ressuscitado, nosso Salvador. Aleluia!
(Roteiros Homilétcos do Tempo Pascal – Ano B – 2009 – CNBB

Leituras da Semana
Seg.: At 6, 8-15; Sl 118 (119); Jo 6, 22-29.
Ter.: At 7, 51-8, 1a; Sl 30 (31); Jo 6, 30-35.
Qua.: At 8, 1b-8; Sl 65 (66); Jo 6, 35-40.
Qui.: At 8, 26-40; Sl 65 (66); Jo 6, 44-51.
Sex.: At 9, 1-20; Sl 116 (117); Jo 6, 52-59.
Sáb.: Sto Anselmo, BDr, MFac. At 9, 31-42; Sl 115 (116B); Jo 6, 60-69.
Terceira Semana do Saltério
Terceiro Domingo da Páscoa

Você pode Gostar de:

19º Domingo do Tempo Comum(12.08)

EU SOU O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU, PARA A SALVAÇÃO DO MUNDO Dia …