Página Inicial / Animação Litúrgia / 8º Domingo do tempo Comum

8º Domingo do tempo Comum

“BUSCAI EM PRIMEIRO LUGAR O REINO DE DEUS E A SUA JUSTIÇA.” (Mt 6, 33)
26 de fevereiro de 2017
OITAVO DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO A
Cor Litúrgica: Verde
A.: Irmãos caríssimos, a Providência divina é uma atividade permanente de Deus, um especial cuidado que Ele tem por todos nós. A fé nos faz perceber que Deus não está longe de nós. Fiquemos de pé e recebamos o celebrante, cantando.
RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – R.: JUNTOS, COMO IRMÃOS, MEMBROS DA IGREJA, VAMOS CAMINHANDO, VAMOS CAMINHANDO, JUNTOS, COMO IRMÃOS, AO ENCONTRO DO SENHOR./ 1. Somos povo que caminha num deserto, como outrora, lado a lado, sempre unido, para a terra prometida./ 2. Na unidade caminhemos, foi Jesus quem nos uniu; nosso Deus hoje louvemos, seu amor nos reuniu./ 3. A igreja está em marcha, a um mundo novo vamos nós, onde reinará a paz, onde reinará o amor.
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco! TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3.ATO PENITENCIAL – P.: Em Jesus Cristo, o justo, que intercede por nós e nos reconcilia com o Pai, abramos o nosso espírito ao arrependimento para sermos menos indignos de aproximar-nos da mesa do Senhor. Senhor, que vistes salvar os corações arrependidos, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que viestes chamar os pecadores, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que intercedeis por nós junto do Pai, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
4. HINO DE LOUVOR – Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados! Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória! Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós! Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica! Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós! Só Vós sois o Santo, só Vós o Senhor, só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Fazei, ó Deus, que os acontecimentos deste mundo decorram na paz que desejais, e vossa Igreja vos possa servir, alegre e tranquila. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A.: Irmãos, temos que nos abandonar, confiantemente, nas mãos de Deus, pois Ele conhece as nossas necessidades. Ouçamos com amor e respeito o que o Senhor tem a nos falar.
6. 1ª LEITURA (Is 49, 14-15) – Leitura do Livro do Profeta Isaías.
Disse Sião: 14“O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-se de mim! 15Acaso pode a mulher esquecer-se do filho pequeno, a ponto de não ter pena do fruto de seu ventre? Se ela se esquecer, eu, porém, não me esquecerei de ti. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
7. SALMO RESPONSORIAL – (Salmo 61/62)
R.: SÓ EM DEUS A MINHA ALMA TEM REPOUSO, SÓ ELE É MEU ROCHEDO E SALVAÇÃO. / 1 Só em Deus a minha alma tem repouso, porque dele é que me vem a salvação! Só Ele é meu rochedo e salvação, a fortaleza, onde encontro segurança!/ 2. Só em Deus a minha alma tem repouso, porque dele é que me vem a salvação! Só Ele é meu rochedo e salvação, a fortaleza, onde encontro segurança!/ 3. A minha glória e salvação estão em Deus; o meu refúgio e rocha firme é o Senhor! Povo todo, esperai sempre no Senhor e abri diante dele o coração!
8. 2ª LEITURA (1Cor 4, 1-5) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.
Irmãos: 1Que todo o mundo nos considere como servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus. 2A este respeito, o que se exige dos administradores é que sejam fiéis. 3Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vós ou por algum tribunal humano. Nem eu me julgo a mim mesmo. 4É verdade que a minha consciência não me acusa de nada. Mas não é por isso que eu posso ser considerado justo. 5Quem me julga é o Senhor. Portanto, não queirais julgar antes do tempo. Aguardai que o Senhor venha. Ele iluminará o que estiver escondido nas trevas e manifestará os projetos dos corações. Então, cada um receberá de Deus o louvor que tiver merecido. Palavra do Senhor. TODOS: GRAÇAS A DEUS.
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – R.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! A palavra do Senhor é viva e eficaz: ela julga os pensamentos e as intenções do coração.
10. EVANGELHO – (Mt 6, 24-34)-P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
P.: “Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 24Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. 25Por isso eu vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com o vosso corpo, com o que havereis de vestir. Afinal, a vida não vale mais do que o alimento, e o corpo, mais do que a roupa? 26Olhai os pássaros dos céus: eles não semeiam, não colhem, nem ajuntam em armazéns. No entanto, vosso Pai que está nos céus os alimenta. Vós não valeis mais do que os pássaros? 27Quem de vós pode prolongar a duração da própria vida, só pelo fato de se preocupar com isso? 28E por que ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam. 29Porém, eu vos digo: nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. 30Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada no forno, não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé? 31Portanto, não vos preocupeis, dizendo: O que vamos comer? O que vamos beber? Como vamos nos vestir? 32Os pagãos é que procuram essas coisas. Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso. 33Pelo contrário, buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo. 34Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações! Para cada dia bastam seus próprios problemas.” Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO DOS FIÉIS – P.: Irmãos e irmãs, a Palavra convoca ao serviço de Deus e à confiança na Sua providência. Por isto, peçamos ao Pai, dizendo: Pai, cheio de bondade, ouvi-nos!
TODOS: PAI, CHEIO DE BONDADE, OUVI-NOS!
1) Pela Santa Igreja de Deus, para que continue denunciando os males das guerras e seja sempre mais sinal de esperança para todos os povos, rezemos ao Senhor.
TODOS: PAI, CHEIO DE BONDADE, OUVI-NOS!
2) Pelos pobres e por todas as pessoas que sofrem as consequências das injustiças sociais, para que suas necessidades sejam atendidas, rezemos ao Senhor.
TODOS: PAI, CHEIO DE BONDADE, OUVI-NOS!
3) Pelas famílias do mundo inteiro, para que não confundam o acúmulo de bens materiais com felicidade e saibam edificar suas vidas nos sólidos valores humanos e cristãos, rezemos ao Senhor.
TODOS: PAI, CHEIO DE BONDADE, OUVI-NOS!
4) Por todos nós aqui reunidos, para que a nossa atenção e ajuda solidária possa levar alívio e solução para as necessidades do nosso próximo, rezemos ao Senhor.
TODOS: PAI, CHEIO DE BONDADE, OUVI-NOS!
(Preces Espontâneas)
P.: Atendei, ó Pai, as preces do Vosso povo, e concedei-nos a graça de jamais nos afastarmos de Vossa vontade. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – R.: NÃO SE DEVE DIZER: NADA POSSO OFERTAR; POIS AS MÃOS MAIS POBRES SÃO AS QUE MAIS SE ABREM PARA TUDO DAR./ 1. O Senhor só deseja que em nós tudo seja constante servir. Quando nada se tem só resta dizer: Senhor, eis-me aqui./ 2. Com as mãos bem abertas, trazendo as ofertas do vinho e do pão, surge o nosso dever de tudo fazer com mais doação./ 3. Alegrias da vida, momentos da lida eu posso ofertar, pois nas mãos do Senhor, um gesto de amor não se perderá.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – P.: Ó Deus, que nos dais o que oferecemos, e aceitais nossa oferta como um gesto de amor, fazei que os vossos dons, nossa única riqueza, frutifiquem para nós em prêmio eterno. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA V – MR (p. 495) –
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Quando te domina o cansaço e já não puderes dar um passo, quando o bem ao mal ceder e tua vida não quiser ver um novo amanhecer./ R.: LEVANTA-TE E COME, LEVANTA-TE E COME, QUE O CAMINHO É LONGO, CAMINHO LONGO. EU SOU TEU ALIMENTO, Ó CAMINHEIRO, EU SOU O PÃO DA VIDA VERDADEIRO. TE FAÇO CAMINHAR, VALE E MONTE ATRAVESSAR PELA EUCARISTIA, EUCARISTIA./ 2. Quando te perderes no deserto e a morte então sentires perto, sem mais força pra subir, sem coragem de assumir o que Deus de ti pedir./ 3. Quando a dor, o medo, a incerteza tentam apagar tua chama acesa e tirar do coração a alegria e a paixão de lutar, não ser em vão. / 4. Quando não achares o caminho, triste e abatido vais sozinho, o olhar sem brilho e sem luz sob o peso de tua cruz que a lugar nenhum conduz./ 5. Quando a voz do anjo então ouvires e o coração de Deus sentires, te acordando para o amor, renovando teu vigor, água e pão, o bem maior.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Tendo recebido o pão que nos salva, nós vos pedimos, ó Deus, que este sacramento, alimentando-nos na terra, nos faça participar da vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
21. ORAÇÃO JUBILAR 300 ANOS DE BÊNÇÃOS:
Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem, há 300 anos aparecestes nas redes dos três benditos pescadores no Rio Paraíba do Sul. Como sinal vindo do céu, em vossa cor, vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos, apenas filhos muito amados. Diante de vós, embaixadora de Deus, rompem-se as correntes da escravidão! Assim, daquelas redes, passastes para o coração e a vida de milhões de outros filhos e filhas vossos. Para todos tende sido bênção: peixes em abundância, famílias recuperadas, saúde alcançada, corações reconciliados, vida cristã reassumida. Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado! Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina, nós vos acolhemos como mãe, e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós: o vosso Filho Jesus, nosso Salvador. Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece! Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e felicidade! Fazei de nós vossos filhos e filhas, irmãos e irmãs de nosso irmão Primogênito, Jesus Cristo. Amém!
RITOS FINAIS
22. BREVES AVISOS
23. BÊNÇÃO FINAL

Preparando a Partilha da Palavra
Vivemos em uma sociedade em que, cada vez mais, consumir é a meta fundamental para ser feliz e aparecer na mídia, a glória maior. As pessoas ficam divididas entre seu desejo mais profundo de felicidade e as coisas que o mercado oferece. Jesus nos ensina a mudar o objeto da preocupação e colocar o Reino como valor absoluto. Esse ensinamento de Jesus nem sempre é aceito e tantas vezes, mal entendido. Se em nossas celebrações convivem ricos e miseráveis, famintos e saciados, maltrapilhos e luxo ostensivo, é porque ainda não fizemos a opção pelo Reino e sua justiça, permitindo que a ganância nos possua e domine. Como viver e traduzir a fé e o projeto de Deus na comunidade em que vivemos? Quais as exigências de ser cristão hoje? Essas perguntas merecem uma reflexão profunda e um discernimento lúcido. Jesus convida à confiança na Providência Divina. O Profeta Isaías recorda que Deus ama com terna afeição seus filhos, por isso, não há motivos para tantas e banais preocupações. “Não fiquem preocupados com a vida.” Ao convidar à contemplação dos “pássaros do céu que não semeiam; olham como crescem os lírios do campo: eles não trabalham e nem fiam”, ele, porém, não está sugerindo a preguiça, o desinteresse e a acomodação diante dos problemas da vida; não está abolindo o trabalho, o sacrifício, o estudo ou o empenho na busca dos objetivos a que nos propomos; não está menosprezando a criatividade e o investimento. Ele quer realçar a ação e o protagonismo do Pai Celestial: “O Pai do céu os alimenta”; “Deus assim veste a erva do campo (…)”. Quer mostrar que o empenho na busca de soluções para os problemas da vida não deve turvar a alegria e a paz de viver. Pelo contrário, as dificuldades que causam ansiedade devem fortalecer a confiança de que a vida está nas mãos de Deus. Como mãe que não abandona seu filho, Deus jamais abandona seu povo, acompanha-o sempre, abençoa seus esforços e seus compromissos em vista de uma vida melhor. A justiça do Reino emana da busca sincera e revela-se no modo de proceder daqueles cuja vida está centrada na realização dos projetos de Deus. Nesse sentido, justiça torna-se sinônimo de amor misericordioso, de solidariedade fraterna, de perdão reconciliador, de igualdade respeitosa e de empenho na construção da paz.
(Roteiros Homiléticos do Tempo do Advento – Ano A – 2011)
LEITURAS DA SEMANA
2ª feira- Eclo 17, 20-28 (gr. 24-29); Sl 31 (32); Mc 10, 17-27
3ª feira- Eclo 35, 1-15 (gr. 1-12) Sl 49 (50); Mc 10, 28-31
4ª feira- Cinzas –
5ª feira-
6ª feira-
Sábado-
Quarta Semana do Saltério
Oitavo Domingo do Tempo Comum

Você pode Gostar de:

5º Domingo do tempo Comum

A VOCAÇÃO CRISTÃ É: SER SAL DA TERRA E LUZ DO MUNDO. 5 de fevereiro …