Página Inicial / Animação Litúrgica / 6º Domingo da Páscoa (22.05)

6º Domingo da Páscoa (22.05)

Ano C – cor branca – 22/05/2022

1. Saudação Presidente – Amados irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos! É Deus que nos reúne pela força do Espírito Santo para celebrarmos a nossa fé no Cristo Ressuscitado e a nossa vida de Comunidade. Iniciemos com alegria o nosso encontro, com o sinal que nos identifica como filhos e filhas do mesmo Pai. Em nome do Pai…
Presidente – A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus…
Presidente – O fato central desta celebração é a promessa que Jesus faz a seus discípulos, de enviar o Espírito Santo para dar continuidade à caminhada do povo de Deus na história da salvação. O Cristo Ressuscitado continua caminhando conosco e nos guiando na missão em nossas famílias, na comunidade e na sociedade. Trazemos presente alguns fatos marcantes da nossa história atual que aconteceram nessa semana que passou.
2. Deus nos perdoa Presidente – A Boa-Nova de Jesus nos convoca a romper com tudo aquilo que nos impede de viver a liberdade que brota de Cristo. Abramos nosso coração ao arrependimento e peçamos perdão pelas vezes em que não acolhemos os seus ensinamentos (silêncio). Cantemos.
3. Hino do Glória Presidente – Glorifiquemos ao Senhor nosso Deus, que manifestou a Sua glória ressuscitando Seu Filho Jesus Cristo para nossa salvação.
4. Oração Presidente – Oremos – (silêncio) – Senhor Deus que tudo podeis, ajudai-nos, nestes dias, a celebrar com fervor o Cristo ressuscitado. E fazei que o mundo veja que esta fé e esta esperança põem mais luz na caminhada e transformam a nossa vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
5. Leitura dos Atos dos Apóstolos (15, 1-2.22-29)
6. Salmo Responsorial (66) (CD Cantando os Salmos – Ano C – Vol 1) Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem! (bis)
7. Leitura do Livro do Apocalipse de São João (21, 10-14.22-23)
8. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João (14, 23-29)
Partilha da Palavra
Nossa resposta
9. Profissão de Fé Presidente – No Deus que pela força do Espírito Santo nos ajuda continuar a missão na construção do Reino de Justiça amor e paz, professemos a nossa fé. Creio em Deus Pai…
10. Preces da Comunidade Presidente – Confiantes no amor misericordioso do Pai, elevemos a Ele nossas súplicas. Após cada prece cantemos: Escutai nossa prece Senhor, sobre nós derramai vosso amor. (D.R.)
11. Apresentação dos Dons
Presidente – Jesus diz aos discípulos como deverão manter-se em comunhão com Ele e reafirma sua presença e assistência por intermédio de seu auxiliador, o Espírito Santo. A liturgia de hoje nos desafia sobre três dimensões da vida comunitária: Fé, testemunho e missão. Apresentemos ao Altar do Senhor nossas vidas com o compromisso de nos mantermos firmes na fé, no testemunho ao Cristo Ressuscitado e na missão que nos fora confiada pelo Batismo.
Coleta Fraterna
Ação de Graças
12. Louvação Presidente – Louvemos ao Senhor nosso Deus por todas as pessoas de nossas comunidades que conduzidas pelo Espírito Santo assumem com fé, coragem e muita dedicação a missão que o Senhor Jesus lhes confiou.
Deus nos faz irmãos
13. Pai Nosso Presidente – “Quem me ama guardará a minha Palavra e meu Pai o amará”. Confiantes na promessa de Jesus rezemos como Ele nos ensinou. Pai Nosso…
14. Momento da Paz Presidente – O Reino de Deus é um Reino de Paz. Paz muitas vezes marcada pelo martírio, pelo sofrimento e pela dor, mas que nos conduz à transformação do mundo, em conformidade com o plano de Deus. No compromisso de sermos construtores da paz, rezemos em silêncio.
15. Oração Presidente – Oremos – (silêncio) – Deus eterno e amoroso, em Jesus Ressuscitado, vós nos dais modelo de vida eterna e feliz. Que a Páscoa de Cristo, na Força da Palavra e da Comunhão entre nós, nos faça também passar de todo tipo de morte para a vida e para o amor. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Deus nos envia
16. Breves Avisos
17. Bênção
Presidente – Deus, que pela ressurreição do seu Filho único vos deu a graça da redenção e vos adotou como filhos e filhas, vos conceda a alegria de sua bênção. Amém.
– Abençoe-vos o Deus de amor e misericórdia: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– Amar Jesus é assumir com Ele e n’Ele a herança que o Pai nos confia de anunciar e testemunhar o Evangelho, a fim de transformar a sociedade. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

Meditando a Palavra de Deus
A liturgia de hoje nos desafia a um olhar atento sobre três dimensões da vida comunitária: fé, testemunho e missão, unidas e alimentadas pelo amor. No Evangelho, é evidente o apelo a viver a Palavra. Nesse sentido, podemos nos perguntar: o que significa viver a Palavra como Comunidade? O Evangelho lança luzes sobre esta questão, afirma que a vivência da Palavra se expressa na vivência do amor: amor a Deus e aos irmãos. Ele se faz presente na Comunidade e em cada um de nós através do seu amor misericordioso. “A viga que suporta a vida da Igreja é a misericórdia. Toda a sua ação pastoral deveria estar envolvida pela ternura com que se dirige às pessoas; no anúncio e no testemunho que oferece ao mundo. Nada pode ser desprovido de misericórdia. A credibilidade da Igreja passa pelo caminho do amor misericordioso e compassivo”. É em nome deste amor que aguardamos, confiantes, a vinda do Senhor. Por seu Espírito, Ele continua no meio de nós, fazendo-nos entender e testemunhar seu projeto. Como comunidade, somos chamados a construir nosso caminho, guiados pelo Espírito de Deus. É Ele que nos ajuda a continuar a missão na construção do Reino. O Reino de Deus é um Reino de paz. Uma paz que brota da busca da justiça. Por muitas vezes marcada pelo martírio, pelo sofrimento e pela dor, mas que nos conduz à transformação do mundo, em conformidade com o plano de Deus. Viver em comunidade e aceitar o desafio de seguir Jesus, é libertar-se do jugo da lei que por vezes acaba tornando-se entrave para a vida comunitária. Ao tomarmos a lei como critério de ação, corremos o risco de rejeitar e de excluir o diferente, impedindo a verdadeira evangelização, fundamentada na fé e no amor ao próximo. A BoaNova de Jesus nos convoca a romper com tudo aquilo que nos impede de viver a liberdade que brota de Cristo. Aqueles que resistirem diante das dificuldades e das perseguições provarão a glória de Deus, manifesta nas palavras, testemunho e martírio de Jesus. Por meio da ressurreição, deu-nos sua luz e sua paz. Coloquemo-nos, pois, a caminho, confiantes de que o Ressuscitado permanece conosco na força do seu Espírito Santo! Não precisamos ter medo, não precisamos nos sentir sozinhos, confusos, abandonados: no dom do Espírito, o Cristo estará sempre conosco. Aleluia! (Roteiros Homiléticos para o Tríduo e o Tempo Pascal – 2016)

Leituras da Semana
2ª feira: At 16,11-15; Sl 149; Jo 15,26-16,4a
3ª feira: At 16,22-34; Sl 137; Jo 16,5-11
4ª feira: At 17,15.22-18,1; Sl 148; Jo 16,12-15
5ª feira: At 18,1-8; Sl 97; Jo 16,16-20
6ª feira: At 18,9-18; Sl 46; Jo 16,20-23a
Sábado: At 18,23-28; Sl 46; Jo 16,23b-28
Domingo: At 1,1-11; Sl 46; Ef 1,17-23; Lc 24,46-5

Você pode Gostar de:

4º Domingo da Quaresma (27.03)

Ano C – cor roxa ou rósea – 27/03/2022 1. Saudação Presidente – Paz e …