Página Inicial / Animação Litúrgica / 33º Domingo do Tempo Comum

33º Domingo do Tempo Comum

Ano C – XXIII – Nº 1421 – 33º Domingo do Tempo Comum – cor verde – 17/11/2013
É PELA PERSEVERANÇA QUE NOS VEM A SALVAÇÃO
Preparar a recordação da vida de acordo com os fatos da comunidade e da Paróquia. Antes de iniciar a celebração, cantar de forma orante.
Desde a manhã preparo uma oferenda, (2x) e fico, Senhor, à espera do teu sinal. (2x)
01. ACOLHIDA
Animador(a) – Queridos irmãos e irmãs, sejam bem-vindos. Celebrando a Páscoa de Jesus, o Senhor nos convida a uma atitude de perseverança e compromisso com as ações concretas da chegada do seu Reino. Vamos trazer presente os fatos que marcaram nossa vida nesta semana. Neste dia, rezemos também por todos os que lutam contra o preconceito racial, lembrando Zumbi dos Palmares, grande líder dessa luta e por todas as pessoas e comunidades que se preparam para celebrar a festa de Nossa Senhora da Saúde, em Ibiraçu, padroeira de nossa Diocese. Alegres, cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
Somos um povo que alegre vai, marchando dia a dia ao encontro do Pai. Aqui reunidos nós participamos desta Igreja Santa que pro céu vai caminhando.
1 – Todos congregados pelo amor do Senhor, nossa voz unida cantará seu louvor.
2 – Todos peregrinos pela terra passamos. Nossa fé ardente vai o mundo iluminando.
3 – Temos alegria de viver como irmãos. Entre nós começa a unidade dos cristãos.
4 – A esperança fala de um mundo melhor onde não existe mais tristeza nem dor.
Presidente – Reunidos como família de Deus para este encontro de oração, façamos o sinal de nossa fé. Em nome do Pai…
Presidente – O Deus que ressuscitou Jesus Cristo dentre os mortos e que nos mantêm perseverantes na fé, pela força do Espírito Santo, esteja convosco. Bendito seja Deus…
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente – Para bem celebrarmos o mistério de nossa fé, peçamos a conversão do coração. (pausa) Confiantes na misericórdia do Pai, confessemos os nossos pecados. Confesso a Deus Pai…
Presidente – Deus rico em misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
– Senhor, tende piedade de nós. Senhor…
– Cristo, tende piedade de nós. Cristo…
– Senhor, tende piedade de nós. Senhor…
HINO DE LOUVOR
04. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus, princípio e fim de todas as coisas, Vós reunis a humanidade no templo vivo que é Cristo Jesus. Concedei-nos a força de dar testemunho do Vosso filho e que os acontecimentos alegres e tristes, não nos façam perder a esperança no Vosso Reino. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Sem nenhum comentário a assembleia senta-se e em seguida o(a) leitor(a) proclama a leitura.
05. LEITURA DA PROFECIA DE MALAQUIAS (3, 19-20a)
06. SALMO RESPONSORIAL (97)
O Senhor virá julgar a terra inteira; com justiça julgará.
– Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa e da cítara suave! Aclamai, com os clarins e as trombetas, ao Senhor, o nosso Rei!
– Aplauda o mar com todo ser que nele vive, o mundo inteiro e toda gente! As montanhas e os rios batam palmas e exultem de alegria.
– Exultem na presença do Senhor, pois ele vem, vem julgar a terra inteira. Julgará o universo com justiça e as nações com equidade.
07. LEITURA DA SEGUNDA CARTA DE SÃO PAULO AOS TESSALONICENSES (3, 7-12)
08. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, Aleluia! Aleluia, Aleluia! (bis)
1 – Levantai vossa cabeça e olhai, pois, a vossa redenção se aproxima!
09. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (21, 5-19)
10. PARTILHA DA PALAVRA
11. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – A exemplo dos apóstolos que acreditaram nas palavras de Jesus e o seguiram, professemos a nossa fé. Creio em Deus Pai…
12. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – No Deus que em seu amor sempre acolhe e atende os nossos pedidos, elevemos as nossas preces.
– Senhor, abençoai a vossa Igreja sob a orientação do Papa Francisco, dos Bispos e dos Padres para que continue a ser sinal do Vosso Reino, anunciando a esperança de uma vida plena para todos. Nós vos pedimos.
– Senhor, encorajai-nos na luta do dia a dia, especialmente contra o preconceito racial, para que o Vosso Reino de amor, respeito e igualdade se concretize em nosso meio. Nós vos pedimos.
– Senhor, fortalecei todas as pessoas que participam da novena em preparação à festa de Nossa Senhora da Saúde, para que a exemplo de Maria sejam perseverantes aos ensinamentos do vosso Filho, construindo um mundo melhor. Nós vos pedimos.
(A equipe prepara outras preces conforme a realidade da comunidade e Paróquia).
Presidente – Ó Pai, acolhei as preces que vossa família aqui reunida vos apresenta. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.
13. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) – A esperança pela vitória do Reino de Deus deve ser ativa. Precisamos agir neste mundo dando testemunho de Cristo e construindo o Reino, em meio aos desafios da realidade. Nossa fé na vitória final vem, porém, da certeza de que Cristo está conosco, agindo na nossa vida. Apresentemos ao altar do Senhor sinais do Reino de Deus que motivaram e motivam nossa caminhada de fé.
Preparar faixas bem legíveis com as frases abaixo:
– Testemunho da fé cristã de nossos avós, pais, professores, catequistas…
– Celebração do Mistério Pascal (Missas)
– Celebração da Palavra de Deus.
– Trabalho das Pastorais, Movimentos e Ministérios.
– Círculos Bíblicos.
– Grupos de Oração.
– Adoração ao Santíssimo.
– Ações Sociais… Campanhas da Fraternidade.
Proclamá-las em alta voz, concluir com o canto.
1 – Nossa vida de comunidade Senhor, nós queremos com fé ofertar. Alegrias, fracassos, vitórias são frutos da vida para o teu altar.
Aceita estas nossas ofertas que fazemos com todo fervor. (bis)
14. CANTO DAS OFERENDAS
(onde houver Celebração da Palavra)
Eu creio num mundo novo, pois Cristo ressuscitou! Eu vejo sua luz no povo, por isso alegre sou.
1 – Em toda pequena oferta, na força da união, no pobre que se liberta, eu vejo ressurreição!
2 – O pão e o vinho são hoje memória do novo Cordeiro na sua vitória, sinais da aliança da terra e dos céus. No Corpo e no Sangue do Filho de Deus.
3 – Ao Pai ofertamos também nossa vida, o chão que pisamos, a relva florida, os frutos da terra, por nós cultivados se tornem o Corpo do Ressuscitado.
PAI NOSSO
Presidente – Com amor e confiança, rezemos a oração que Jesus nos ensinou. Pai Nosso…
17. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) – Paz é estar a serviço do bem e da vida plena para todos. Saudemo-nos desejando que a paz de Cristo reine em nossos corações. (canto à escolha)
18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
1 – O meu Reino tem muito a dizer não se faz como quem procurou aumentar os celeiros bem mais e sorriu. Insensato, que vale tais bens, se hoje mesmo terás o teu fim? Que tesouros tu tens pra levar além?
Sim, Senhor, nossas mãos vão plantar o teu Reino! O teu pão vai nos dar teu vigor, tua paz!
2 – O meu Reino se faz bem assim se uma ceia quiseres propor, não convides amigos, irmãos e outros mais. Sai à rua a procura de quem não puder recompensa te dar, que o teu gesto lembrado será por Deus.
3 – O meu Reino quem vai compreender? Não se perde na pressa que têm sacerdote e levita que vão sem cuidar. Mas se mostra em quem não se contêm se aproxima e procura o melhor para o irmão agredido que viu no chão.
4 – O meu Reino não pode aceitar quem se julga maior que os demais por cumprir os preceitos da lei, um a um. A humildade de quem vai além e se empenha e procura o perdão é o terreno onde pode brotar a paz.
19. ORAÇÃO
Presidente – Senhor, nosso Pai, alimentados pela vossa Palavra (e pela Comunhão) nós vos pedimos a graça de perseverarmos no vosso caminho e vivermos plenamente como filhos da luz, hoje e sempre. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
20. NOTÍCIAS E AVISOS
Dia 21/11 – Festa de Nossa Senhora da Saúde, nossa Padroeira Diocesana, em Ibiraçu.
21. BÊNÇÃO
Presidente – O Senhor vos abençoe e vos guarde. Amém.
– O Senhor faça brilhar sobre vós a sua face e vos seja favorável. Amém.
– O Senhor dirija para vós o seu rosto e vos dê a paz. Amém.
– Abençoe-vos o Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– Aguardai com esperança e lutai pela vitória do Reino.
-Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.
22. CANTO FINAL
1 – Senhora da Saúde faz de nós homens e mulheres, padres e leigos, cristãos conscientes, de juntos participarmos ativamente nas comunidades, contribuindo para a formação do Reino.
Dai saúde aos doentes, força e ânimo aos que sofrem, a paixão de Jesus hoje.
PARTILHA DA PALAVRA
Ao concluir o Ano Litúrgico, a Igreja nos propõe a celebração sobre as últimas realidades da história. Com estes fatos apocalípticos Jesus quer os discípulos, e cada um de nós, firmes na esperança, perseverantes no testemunho e confiantes na sabedoria de sua palavra salvadora. O profeta Malaquias, fala de um tempo em que o povo de Israel, oprimido e dominado pelo estrangeiro, verá a libertação. Compara esse dia como o surgimento do sol, cujo fogo queima os opressores como palha, enquanto ilumina e cura com seus raios aqueles que temem o nome de Deus. Paulo nos lembra em sua carta aos Tessalonicenses que devemos nos esforçar para alcançar a vitória com Cristo. Não podemos ficar parados, pois toda conquista tem seu preço. Quanto mais longe está a nossa meta, mais longo será o caminho e maiores os desafios e os riscos. Nossa meta é o Reino de Deus. Este caminho é difícil e exige luta e renúncia, pois a vida cristã é uma constante batalha contra o império do mal, cujas estruturas se enraízam na sociedade e precisam ser destruídas para estarmos cada vez mais próximos do próprio reinado de Deus. Ser Cristão é anunciar Jesus Cristo, buscar a santidade e irradiar essa santidade ao mundo. “Aquele que perseverar até o fim será salvo.” Esta é a palavra final de Cristo diante do espanto dos discípulos ao ouvirem que imensas dificuldades estão por vir. Mas quem decide seguir Jesus não se intimida, nem foge da luta, pois a vitória será do bem, será de Deus. No final deste Ano Litúrgico, cabem aqui algumas perguntas: somos perseverantes em nosso trabalho comunitário? Seguimos Jesus constantemente? Mediante a algum conflito ou perseguição, ficamos firmes, cheios de esperança e de coragem, “pacientes” e fortes como o Senhor Jesus?

LEITURAS DA SEMANA
2ª feira: 1Mc1,10-15.41-43.54-57.62-64; Sl 118; Lc 18,35-43
3ª feira: 2Mc 6,18-31; Sl 3; Lc 19,1-10
4ª feira: 2Mc 7,1.20-31; Sl 16; Lc 19,11-28
5ª feira: 1Mc 2,15-29; Sl 49; Lc 19,41-44
6ª feira: 1Mc 4,36-37.52-59; 1Cr 29,10-12; Lc 19,45-48
Sábado: 1Mc 6,1-13; Sl 9; Lc 20,27-40
Domingo: 2Sm 5,1-3; Sl 121; Cl 1,12-20; Lc 23,35-43

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …