Página Inicial / Animação Litúrgica / 5o Domingo da Páscoa

5o Domingo da Páscoa

(Cor branca ou dourada) – ANO C – 02/05/2010 – 5º DOMINGO DA PÁSCOA
“EU VOS DOU UM NOVO MANDAMENTO: AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI” (Jo 13,34)

01. ACOLHIDA
O espaço celebrativo deve ser preparado conforme as orientações do Domingo de Páscoa, podendo acrescentar algum símbolo que lembre o Dia do Trabalho, o mês de Maria e o Cartaz ou o Texto Base do XVI Congresso Eucarístico Nacional que será realizado em Brasília do dia 13 a 16 de maio de 2010. Para dar início à celebração, cantar de forma orante o refrão abaixo.
ONDE REINA O AMOR, FRATERNO AMOR. ONDE REINA O AMOR, DEUS AÍ ESTÁ. (3x)
Animador(a) – Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos para celebrar nossa fé no Mistério Pascal de Cristo. Nesta celebração o Senhor nos convida a viver e praticar o verdadeiro amor que é acolhimento, serviço, respeito à dignidade do outro, que não discrimina nem marginaliza, e se faz dom total para que o outro tenha mais vida.
Animador(a) – Neste mês dedicado a Maria, nossa Igreja se alegra com acontecimentos que marcarão nossa caminhada eclesial: a Assembléia Geral da CNBB, o Congresso Eucarístico Nacional, as festas dos(as) padroeiros(as) e os encontros de formação de nossas lideranças. Em comunhão com todos que hoje se reúnem para celebrar o dia do Senhor, cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
1. Amanheceu, novo dia, nova esperança, nova alegria. Comunidade, oração, nosso encontro, celebração.
É DIA DE FESTA, DA PALAVRA E DA PARTILHA, ENCONTRO DE IRMÃOS. NOSSA FAMÍLIA, DIA DO SENHOR, DIA DE ALEGRIA, ENCONTRO DE IRMÃOS, EUCARISTIA. (bis)
2. Vamos felizes, vamos cantando, um sonho bom vamos sonhando. Comunidade, pra ser irmãos, nosso encontro, nossa união.
3. Nossa missão anunciar, gritar ao mundo é melhor amar. Comunidade, é o lugar de ser feliz, de caminhar.
Presidente – Reunidos no amor do Deus Uno e Trino, façamos o sinal de nossa fé. EM NOME DO PAI…
Presidente – O Deus da esperança que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja conosco. BENDITO SEJA DEUS…
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente – De coração arrependido e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que tenha piedade de nós pecadores. (pausa) Confessemos os nossos pecados, cantando.
1. Eu confesso a Deus e a vós irmãos, tantas vezes pequei, não fui fiel: pensamentos e palavras, atitudes, omissões… Por minha culpa, tão grande culpa.
SENHOR, PIEDADE! CRISTO, PIEDADE! TEM PIEDADE, Ó SENHOR! (bis)
2. Peço à Virgem Maria, nossa Mãe, e a vós, meus irmãos, rogueis por mim a Deus Pai que nos perdoa e nos sustenta em sua mão por seu amor, tão grande amor.
Presidente – Deus todo-poderoso, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. AMÉM.
04. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus, Pai de misericórdia, dai-nos o dom do amor que destes ao vosso Filho Jesus, para que assim como Ele, possamos, com nossas ações, vos glorificar realizando vosso projeto de amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.
 
Animador(a) – A liturgia de hoje nos revela a missão corajosa dos apóstolos na luta em fazer novas todas as coisas. Atentos ao mandamento de Jesus que diz: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”, ouçamos.
05. LEITURA DOS ATOS DOS APÓSTOLOS (14,21b-27)
06. SALMO RESPONSORIAL (144)
BENDIREI O VOSSO NOME, Ó MEU DEUS, MEU SENHOR E MEU REI PARA SEMPRE. (bis)
– Misericórdia e piedade é o Senhor, Ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura.
– Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!
– Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.
07. LEITURA DO LIVRO DO APOCALIPSE DE SÃO JOÃO (21,1-5a)
08. CANTO DE ACLAMAÇÃO
ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA.
1. Eu vos dou novo preceito: que uns aos outros vos ameis, como eu vos tenho amado.
09. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO JOÃO
(13,31-33a.34-35)
10. PARTILHA DA PALAVRA
 
11. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – No Deus que nos ensina um novo mandamento, professemos a nossa fé. CREIO EM DEUS PAI…
12. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – A oração fortalece nossa vida na luta pela construção do Reino de Deus. Confiantes, supliquemos ao Pai por nossas necessidades.
– Senhor, iluminai a vossa santa Igreja e seus pastores: o papa, os bispos e os padres, para que sejam fieis ao mandamento do amor deixado por Cristo. Nós vos pedimos.
– Senhor, fortalecei todos aqueles que, como Paulo e Barnabé, deixam suas famílias e vão pelo mundo levando a Boa Nova da Libertação. Nós vos pedimos.
– Senhor, derramai vossas bênçãos sobre a Paróquia São José de João Neiva e sobre todas as comunidades que celebram a festa de seus padroeiros, para que este momento de oração fortaleça a fé, a esperança e a união dos seus membros. Nós vos pedimos.
Presidente – Rezemos a Oração do XVI Congresso Eucarístico Nacional.
Lado A – Senhor Jesus, Tu és o Caminho! Em meio a sombras e luzes, alegrias e esperanças, tristezas e angústias, Tu nos levas ao Pai. Não nos deixes caminhar sozinhos. Fica conosco, Senhor!
Lado B – Tu és a Verdade! Desperta nossas mentes e faze arder nossos corações com a tua Palavra. Que ela ilumine e aqueça os corações sedentos de justiça e santidade. Ajuda-nos a sentir a beleza de crer em Ti! Fica conosco, Senhor!
Lado A – Tu és a Vida! Abre nossos olhos para te reconhecermos no “partir o Pão”, sublime Sacramento da Eucaristia! Alimenta-nos com o Pão da Unidade. Sustenta-nos em nossa fragilidade. Consola-nos em nossos sofrimentos, faze-nos solidários com os pobres, os oprimidos e excluídos. Fica conosco, Senhor!
Lado B – Jesus Cristo: Caminho, Verdade e Vida, no vigor do Espírito Santo, faze-nos teus discípulos missionários! Com a humilde serva do Senhor, nossa Mãe Aparecida, queremos ser: alegres no caminho para a Terra Prometida! Corajosas testemunhas da verdade libertadora! Promotores da vida em plenitude! Fica conosco, Senhor! Amém!
13. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) – O amor é feito de gestos concretos. É na vivência da partilha, do perdão, da fraternidade e da solidariedade, que demonstramos nossa fidelidade a Deus e amor aos irmãos. Apresentemos ao altar do Senhor nossa disposição e o nosso compromisso em ser sinal do amor de Cristo na família, nos conselhos e equipes, pastorais e movimentos na comunidade.
Entra uma família, um(a) conselheiro(a), um representante das pastorais e um de movimentos existentes na comunidade. Um deles apresenta um belo coração e os outros ficam ao redor, enquanto se canta.
1. Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir Ao me criar tu me deste. Um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater. Ansioso por entender as coisas que tu disseste.
EIS O QUE EU VENHO TE DAR, EIS O QUE EU PONHO NO ALTAR. TOMA SENHOR QUE ELE É TEU, MEU CORAÇÃO NÃO É MEU. (bis)
14. CANTO DAS OFERENDAS
(Onde houver Celebração da Palavra)
EU CREIO NUM MUNDO NOVO, POIS CRISTO RESSUSCITOU! EU VEJO SUA LUZ NO POVO, POR ISSO ALEGRE SOU.
1. Em toda pequena oferta, na força da união, no pobre que se liberta, eu vejo ressurreição!
2. Na mão que foi estendida, no dom da libertação, nascendo uma nova vida, eu vejo ressurreição!
3. Nas flores oferecidas e quando se dá perdão, nas dores compadecidas, eu vejo ressurreição!
4. Nos homens que estão unidos com outros partindo o pão, nos fracos fortalecidos, eu vejo ressurreição!
5. Na fé dos que estão sofrendo, no riso do meu irmão, na hora em que está morrendo, eu vejo ressurreição!
(Onde houver Celebração Eucarística)
1. Ofertas singelas, pão e vinho sobre a mesa colocamos, sinal do trabalho que fizemos e aqui depositamos.
É TEU TAMBÉM NOSSO CORAÇÃO. ACEITA, SENHOR, A NOSSA OFERTA, QUE SERÁ DEPOIS, NA CERTA, O TEU PRÓPRIO SER. (bis)
2. Recebe, Senhor, da natureza todo o fruto que colhemos. Recebe o louvor de nossas obras e o progresso que fizemos.
3. Sabemos que tudo tem valor depois que a terra visitaste. Embora tivéssemos pecado, foi bem mais o que pagaste.
15. MOMENTO DE LOUVOR
Animador(a) – Louvemos ao Senhor nosso Deus pelos gestos de amor e doação que existem entre nós.
Este canto é somente para Celebração da Palavra.
1. Ao Senhor dos senhores cantai! Ao Senhor, Deus dos deuses, louvai! Maravilhas só Ele é quem faz! Bom é Deus: ao Senhor pois amai! Com saber Ele fez terra e céu. Sobre as águas a terra firmou, para o dia reger fez o sol e as estrelas pra noite criou.
PORQUE ETERNO É O SEU AMOR POR NÓS, ETERNO É O SEU AMOR! (bis)
2. Primogênitos todos feriu, do Egito um povo opressor e dali Israel fez sair, o poder de sua mão o salvou! No mar bravo Ele fez perecer os soldados do rei Faraó. Aliança Ele fez com Israel, no deserto seu povo guiou!
3. Poderosos sem dó abateu, a famosos reis desbaratou, sua terra Israel recebeu, como herança a seu povo entregou! Se lembrou de nós na humilhação! Ao Senhor Salvado proclamai! Dele nós recebemos o pão! Ao Senhor, Deus dos céus, celebrai!
 
16. PAI NOSSO
Presidente – Rezemos com amor e confiança a oração que nos ensina a viver em comunhão com Deus e com os irmãos. PAI NOSSO…
17. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) – Só a experiência do mandamento do amor leva cada um de nós, a comunidade e a sociedade à vivência da fraternidade, justiça e paz. Motivados pelo convite de Jesus: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”, saudemo-nos com um gesto de comunhão fraterna. (canto à escolha)
18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
1. Na comunhão recebemos teu Corpo e Sangue, Senhor, e tua vida divina, dons do teu grande amor. São nossa força na luta, fazem vencer todo mal e nos conduzem ao Pai, glória ao Deus imortal.
SENHOR JESUS, SENHOR JESUS, DEUS VIVO E VENCEDOR! (bis)
2. Entre as angústias da vida não cairemos jamais, pois tua força nos leva a caminhar sempre mais. Na comunhão nos deixastes força e motivo de amar, todo o caminho da vida nos traga sempre ao altar.
3. Ao comungar caminhamos para o altar com o irmão. O teu amor nos atrai, centro da nossa união. Em cada esforço que pedes, vamos sentir tua mão, vamos sentir que nos dás força de ressurreição.
19. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus de bondade, permanecei junto ao vosso povo e fazei passar da antiga à nova vida aqueles a quem concedestes a comunhão nos vossos mistérios. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.
 
20. NOTÍCIAS E AVISOS
21. BÊNÇÃO
Presidente – Deus, que pela ressurreição do seu Filho único nos deu a graça da redenção e nos adotou como filhos e filhas, nos conceda a alegria de sua benção. AMÉM.
– Aquele que, por sua morte, nos deu a eterna liberdade, nos conceda, por sua graça, a herança eterna. AMÉM.
– E, vivendo agora retamente, possamos no céu unir-nos a Deus, para quem, pela fé, já ressuscitamos no batismo. AMÉM.
– Abençoe-nos Deus todo-poderoso: PAI E FILHO E ESPÍRITO SANTO. AMÉM.
– Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe. GRAÇAS A DEUS.
22. CANTO FINAL
1. Não sei se descobriste a encantadora luz no olhar da mãe feliz que embala o novo ser. Nos braços leva alguém, em forma de outro eu, vivendo agora em dois, se sente renascer.
A MÃE SERÁ CAPAZ DE SE ESQUECER OU DEIXAR DE AMAR ALGUM DOS FILHOS QUE GEROU. E SE EXISTIR ACASO TAL MULHER, DEUS SE LEMBRARÁ DE NÓS EM SEU AMOR.
2. O amor de mãe recorda o amor de nosso Deus: tomou seu povo ao colo, quis nos atrair. Até a ingratidão inflama seu amor, um Deus apaixonado busca a mim e a ti.
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
A primeira leitura nos mostra os discípulos anunciando a Boa Nova em diversas cidades da Síria. Aí eles conquistam muita gente, fazem novos discípulos, que vão entrando na vivência do amor fraterno. A solidariedade dos primeiros cristãos era a nota mais forte das comunidades do primeiro século, segundo os Atos. A segunda leitura nos descreve a nova cidade, recriada pelo amor, onde Deus habita com a gente. Nesta cidade reina o amor e por isso não há mais morte, luto, grito nem dor. “Estas coisas antigas passaram. Eis que faço novas todas as coisas”. A civilização do amor é a nova sociedade transformada pelo amor, pela solidariedade de Deus conosco e de nós com os outros. No Evangelho de hoje, Jesus faz seu “testamento”, a declaração de sua última vontade. Como um pai amoroso que pressente o momento de deixar esta vida, Jesus faz suas últimas recomendações aos seus “filhinhos”. A “herança” que Ele deixa é aquilo que Ele construiu durante toda a sua vida: o amor solidário. Jesus ensinou este amor com a vida e com as palavras. Agora quer que seus discípulos guardem como herança preciosa este seu exemplo. Este amor solidário e servidor será a marca distintiva, a identidade própria dos seguidores de Jesus: “Nisto todos reconhecerão que sois os meus discípulos: se vos amardes uns aos outros”. Pela solidariedade fraterna somos reconhecidos como verdadeiros cristãos. Ninguém ama apenas com palavras. O amor se mostra com gestos concretos. Ao nos deixar como único mandamento o amor fraterno, Jesus nos pede para servirmos os irmãos. Para Jesus, amar é servir: “ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”. (Jo 15,13) Para viver este amor sem reservas é necessário
ter o Espírito de Cristo. Com a força deste Espírito levamos “a Boa Nova aos pobres e libertamos os oprimidos”. (cf. Lc 4,18) O Espírito derrama sobre cada um os seus dons para que possamos servir aos outros e edificar a comunidade. Estamos vivendo o amor ao próximo? De que maneira?

LEITURAS DA SEMANA:
2ª feira: 1Cor 15,1-8; Sl 18; Jo 14,6-14
3ª feira: At 14,19-28; Sl 144; Jo 14,27-31
4ª feira: At 15,1-6; Sl 121; Jo 15,1-8
5ª feira: At 15,7-21; Sl 95; Jo 15,9-11
6ª feira: At 15,22-31; Sl 56; Jo 15,12-17
Sábado: At 16,1-10; Sl 99; Jo 15,18-21
Domingo: At 15,1-2.22-29; Sl 66; Ap 21,10-14.22-23; Jo 14,23-29

5º DOMINGO DA PÁSCOA             COR BRANCO              CICLO C                   ANO IMPAR   02 de Maio de 2010.   “O NOVO MANDAMENTO”
 Irmãos e irmãs, bem vindos para celebrar o Quinto Domingo da Páscoa. Coloquemos em nossas orações uma  especial intenção pela 48º Assembléia da CNBB, a ser iniciada amanhã em  Itaici, e peçamos à Virgem Maria que proteja a Igreja no Brasil. Iniciemos nossa celebração  cantando.
Ato Penitencial: De coração arrependido e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que tenha piedade de nós pecadores. (pausa) Confessemos os nossos pecados, cantando.
Glória: Nossa vida seja um canto de alegria e de glorificação, porque Deus vem fazer morada entre nós. Cantemos o hino de Louvor.
Entrada da Bíblia:   A liturgia de hoje nos revela a missão corajosa dos apóstolos na luta em fazer novas todas as coisas. Atentos aos mandamentos de Jesus acolhamos a sua Palavra. Cantando.
Liturgia da Palavra:1ª Leitura: (At 14, 21-27)  É esse projeto que motiva Paulo e Barnabé. E é essa proposta que eles levam, com a generosidade de quem ama, aos confins da Ásia Menor. (in Dehonianos)   
Salmo: Sl  145(144)   Bendirei o vosso nome, ó meu Deus, meu Senhor e meu rei para sempre.
2ª Leitura:  (AP 21, 1-5)  São João apresenta-nos a meta final para onde caminhamos: o novo céu e a nova terra, a realização da utopia, o rosto final dessa comunidade de chamados a viver no amor.
Evangelho: (Jo 13, 31-35)  É nessa entrega radical da vida que se cumpre a vocação cristã e que se dá testemunho no mundo do amor materno e paterno de Deus.
Aclamação ao Evangelho:  Aclamemos a boa nova cantando….  
Preces da Comunidade:
Ofertório: – O amor é feito de gestos concretos. É na vivência da partilha, do perdão, da fraternidade e da solidariedade, que demonstramos nossa fidelidade a Deus e amor aos irmãos. Apresentemos ao altar do Senhor nossa disposição e o nosso compromisso em ser sinal do amor de Cristo na família, nos conselhos e equipes, pastorais e movimentos na comunidade. (motivar a oferta)  Cantando.
Comunhão:  O caminho que nos conduz até o altar, para comungar a glória divina presente no pão e no vinho, é um caminho feito na alegria de quem glorifica Deus para participar da glória divina.  Cantemos.
Mensagem Final:  O amor se mostra com gestos concretos. Ao nos deixar como único mandamento o amor fraterno, Jesus nos pede para servirmos os irmãos. Para Jesus, amar é servir: “ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos”. (Jo 15,13) Para viver este amor sem reservas é necessário  ter o Espírito de Cristo. Com a força deste Espírito levamos “a Boa Nova aos pobres e libertamos os oprimidos”. (cf. Lc 4,18) O Espírito derrama sobre cada um os seus dons para que possamos servir aos outros e edificar a comunidade. Estamos vivendo o amor ao próximo? De que maneira?

Você pode Gostar de:

27º Domingo do Tempo Comum (02.10)

Ano C – cor verde – 02/10/2022 1. Saudação Presidente – Sejam bem-vindos, todos que …