Página Inicial / Animação Litúrgica / Domingo dia 10 de outubro

Domingo dia 10 de outubro

28° DOMINGO DO TEMPO COMUM – ACLAMAI O SENHOR DEUS, Ó TERRA INTEIRA, ALEGRAI-VOS E EXULTAI!
Queridos irmãos e irmãs é com grande alegria que nos reunimos em comunidade para celebrar a nossa fé no Cristo ressuscitado, recordando o amor generoso do Deus que em Jesus assume o sofrimento da humanidade, restituindo a vida plena a todos.Lembremos, dos doentes e de tantas pessoas excluídas da convivência e de participação social e também dos que atuam na área de saúde. Que o Senhor nos ilumine com seu espírito e nos faça solidários e comprometidos com a vida e a dignidade humana.

ANO XX – Nº 1229 (cor verde) – ANO C – 10/10/2010
28° DOMINGO DO TEMPO COMUM
ACLAMAI O SENHOR DEUS, Ó TERRA INTEIRA, ALEGRAI-VOS E EXULTAI!
01. ACOLHIDA
Preparar o espaço celebrativo com simplicidade, mas que expresse alegria e acolhimento. Durante o mês de outubro pode-se colocar em destaque o cartaz do mês missionário e símbolos relacionados à missão. Antes deiniciar a celebração, cantar de forma orante o refrão abaixo.
AMOR NÃO TEM FRONTEIRAS A VIDA É UMA MISSÃO. AMOR É PARA TODOS DEUS QUER UM MUNDO IRMÃO.
Animador(a) – Queridos irmãos e irmãs é com grande alegria que nos reunimos em comunidade para celebrar a nossa fé no Cristo ressuscitado, recordando o amor generoso do Deus que em Jesus assume o sofrimento da humanidade, restituindo a vida plena a todos.
Animador(a) – Lembremos, hoje, dos doentes e de tantas pessoas excluídas da convivência e de participação social e também dos que atuam na área de saúde. Que o Senhor nos ilumine com seu espírito e nos faça solidários e comprometidos com a vida e a dignidade humana. Alegre cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
1. “Venham trabalhar na minha vinha”, dilatar meu reino entre as nações. Convidar meu povo ao banquete. Quero habitar nos corações.
UNIDOS PELA FORÇA DA ORAÇÃO, UNGIDOS PELO ESPÍRITO DA MISSÃO, VAMOS JUNTOS CONSTRUIR UMA IGREJA EM AÇÃO.
2. “Venham trabalhar na minha vinha”, espalhar na terra o meu amor. Muitos não conhecem a Boa Nova, vivem como ovelhas sem pastor.
3. “Venham trabalhar na minha vinha”, com fervor meu nome proclamar. Que ninguém se queixe ao fim do dia: “Ninguém me chamou a trabalhar…”
Presidente – Irmãos e irmãs, reunidos como família de Deus, façamos o sinal da nossa fé.
EM NOME DO PAI…
Presidente – O Deus de esperança, que nos acumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo esteja convosco. BENDITO SEJA DEUS…
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente – De coração humilde e arrependido supliquemos a Deus o perdão dos nossos pecados. (pausa) Confiantes na misericórdia do Pai, cantemos.
MISERICÓRDIA, SENHOR, MISERICÓRDIA! MISERICÓRDIA!
1. Senhor, escuta o lamento e tem de nós compaixão. Ao povo dá novo alento, a tua graça e perdão. Presidente – Deus da vida e do amor, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. AMÉM.
– Senhor tende piedade de nós. Senhor…
– Cristo tende piedade de nós. Cristo…
– Senhor tende piedade de nós. Senhor…
04. ORAÇÃO
Presidente – Deus nosso Pai, que enviastes o vosso Filho muito amado para nos curar de todo mal, dai-nos um coração agradecido que saiba dar-vos glória e louvor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.
Animador(a) – A Palavra de Deus nos convida a fazer a experiência de gratidão. Em silêncio ouçamos atentos o que nos diz o Senhor.
05. LEITURA DO SEGUNDO LIVRO DOS REIS (5,14-17)
06. SALMO RESPONSORIAL (97)
O SENHOR FEZ CONHECER A SALVAÇÃO E ÀS NAÇÕES REVELOU SUA JUSTIÇA. (bis)
– Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque Ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.
– O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.
– Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!
07. LEITURA DA SEGUNDA CARTA DE SÃO PAULO A TIMÓTEO (2,8-13)
08. CANTO DE ACLAMAÇÃO
ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA.
1. Em tudo dai graças, pois, esta é a vontade de Deus convosco em Cristo Jesus.
09. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (17,11-19)
10. PARTILHA DA PALAVRA
11. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – Iluminados pela Palavra de Deus professemos nossa fé. CREIO EM DEUS…
12. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – Ao Deus da vida que cura as nossas enfermidades elevemos as nossas preces.
– Senhor, concedei a vossa Santa Igreja ser no mundo um sinal de vosso amor generoso e dai aos seus pastores força e coragem nos momentos difíceis da caminhada. Nós vos pedimos.
– Senhor, iluminai os enfermos, dependentes químicos, idosos, menores abandonados, portadores de necessidades especiais, para que encontrem em vós força e libertação de todos os seus males. Nós vos pedimos.
– Senhor, olhai por todos os missionários e missionárias que doam suas vidas no anúncio da Boa Nova do evangelho, ajudando-os nos desafios desta missão. Nós vos pedimos.
– Senhor, abençoai a paróquia de Santa Tereza que celebra a festa de sua padroeira, para que este momento celebrativo fortaleça a fé e a união de seus membros. Nós vos pedimos.
– Senhor, acompanhai os professores e a Pastoral da Educação e Universitária para que, na missão de ensinar e evangelizar, recebam vossa força divina para superar as dificuldades do dia-a-dia. Nós vos pedimos.
Presidente – Senhor nosso Deus, ouvi e atendei os pedidos dos vossos filhos aqui reunidos. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.
13. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) – Neste domingo o Senhor cura os doentes e sofredores. Todos nós somos convidados a sermos solidários indo ao encontro dos nossos irmãos e irmãs que sofrem, como fazer a Pastoral da Saúde, da Esperança, dos Vicentinos, ministros da administração, da Comunicação, outros grupos e pessoas que visitam e se compadecem dos doentes ou enfermos.
Animador(a) – A exemplo de Naamã e o Samaritano que voltara para agradecer, apresentemos ao altar do Senhor nossa gratidão por todos os gestos de amor, partilha e solidariedade, que são realizados em nossas comunidades.
Onde houver Pastoral da Saúde, da Criança, da Esperança, dos Vicentinos e outros, apresentam-se diante do altar com vestes próprias, enquanto se canta.
A VÓS, Ó DEUS DA VIDA, O NOSSO SINCERO LOUVOR. QUE NOSSO VIVER MISSIONÁRIO TRANSFORME ESTE MUNDO NO AMOR. (bis)
14. CANTO DAS OFERENDAS
(onde houver Celebração da Palavra)
1. Estamos aqui, Senhor, viemos de todo lugar, trazendo um pouco do que somos pra nossa fé partilhar; trazendo o nosso louvor, um canto de alegria, trazendo a nossa vontade de ver raiar um novo dia.
2. Estamos aqui, Senhor, cercando esta mesa comum, trazendo ideias diferentes, mas em Cristo somos um. E quando sairmos daqui, nós vamos para voltar na força da esperança e na coragem de lutar.
(onde houver Celebração Eucarística)
1. A fé é compromisso que é preciso repartir em terra bem distantes ou em nosso próprio lar. Nós somos missionários: eis a nossa vocação. Jesus convida a todos, ai de mim se eu me calar.
NESTA MESA, Ó SENHOR, APRESENTAMOS PÃO E VINHO, DONS DA TERRA E DO TRABALHO. PELA IGREJA MISSIONÁRIA VOS LOUVAMOS. VEDE A MESSE QUE PRECISA DE OPERÁRIOS.
2. Há muitos consagrados anunciando sem temer, e tantos perseguidos dando a vida pela fé. Mas quem faz de sua vida um sinal de comunhão também dá testemunho, nos convida à conversão.
15. MOMENTO DE LOUVOR
Presidente – Irmãos, com o coração repleto de alegria, louvemos ao Senhor por todas as graças que Ele nos concede a cada dia.
– Pela graça da vida maior bem que possuímos, da saúde, da moradia.
– Pela graça de ter uma família e poder dialogar, compreender, perdoar, acolher, amar e ser amado.
– Pela graça do trabalho pelo qual tiramos o sustento da nossa vida.
– Pela graça do respeito e preservação da natureza, criatura vossa.
– Pela graça de viver em comunidade servindo nas equipes, pastorais, movimentos e ministérios.
– Pela graça da doação de muitos bispos, padres, diáconos, religiosos (as) leigos (as) no anúncio da Boa Nova do Reino.
– Pela graça da dedicação da Pastoral da Saúde, da Pastoral da Esperança, dos ministros da Eucaristia que visitam os doentes, levando esperança aos que sofrem e às suas famílias.
– Pela graça de Projeto Diocesano de Evangelização que tem como missão evangelizar e formar discípulos missionários de Jesus Cristo a serviço da vida, a partir da opção pelos pobres e CEBs. No final, todos cantam.
LOUVAI AO SENHOR PORQUE ELE É BOM! (bis)
16. PAI NOSSO
Presidente – De mãos dadas, rezemos a oração que Jesus nos ensinou. PAI NOSSO…
17. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) – Como filhos e filhas do Deus da paz saudemos-nos com um gesto de comunhão fraterna.
18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
1. “Ide ao mundo inteiro anunciar a toda criatura a Boa Nova”. Ide ser missionário ide evangelizar. Um mundo sedento e faminto, que espera esse vinho esse pão.
O PÃO DA VIDA, O PÃO DO AMOR, O PÃO DA UNIDADE, O PÃO VIVO DESCIDO DO CÉU.
2. Que todos os povos celebrem nessa refeição o amor, a alegria de sermos irmão. Ide ser missionário ide evangelizar. Um mundo sedento e faminto, que espera esse vinho esse pão.
3. Que todas as culturas se encontrem na fé e proclamem o que ensinou Jesus de Nazaré. Ide ser missionário ide evangelizar. Um mundo sedento e faminto, que espera esse vinho esse pão.
19. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus, Pai de bondade, fortalecidos por vossa Palavra (e pela Comunhão), nós vos pedimos: iluminai nosso coração para que possamos reconhecê-lo como nosso Deus único e seguilo como fez vosso Filho Jesus. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.
20. NOTÍCIAS E AVISOS
21. BÊNÇÃO
Presidente – Que Deus vosso Pai vos conceda a vossa alegria e a vossa paz. AMÉM.
– Que Ele vos dê força, esperança e paciência para vivermos os momentos de sofrimento em nossa vida. AMÉM.
– Abençoe-vos o Deus todo poderoso: PAI E FILHO E ESPÍRITO SANTO. AMÉM.
– Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. GRAÇAS A DEUS.
22. CANTO FINAL
IDE PELO MUNDO, IDE PELO MUNDO E ANUNCIAI, ANUNCIAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA.
1. Eu vos envio servidores do Reino, onde estiverdes eu convosco estarei. Eu vos envio despojados de tudo, só levareis a bagagem do amor.
2. Eu vos envio promotores da paz, ministros sois da reconciliação. Eu vos envio mensageiros alegres, quem encontrardes tratareis com amor.
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
Naamã, o oficial sírio, é curado nas águas do rio Jordão e reconhece o Deus verdadeiro do povo de Israel. Consciente do benefício da cura, busca, por todas as maneiras, retribuir a graça com um presente. Em face da recusa do profeta, Naamã, em sinal de gratidão, pede para levar a sua casa um pouco de terra, a fim de reconhecer e cultuar o Deus verdadeiro no seu próprio chão. A segunda leitura nos mostra Paulo na prisão, animando os companheiros que estão livres, nas comunidades. É que Paulo tem claro o objetivo de sua vida e está firme na fé. Os grandes motivos de tal esperança: confiança no ressuscitado, vencedor até na morte; fé na Palavra de Deus que não se deixa acorrentar; certeza de que Deus será sempre fiel às suas promessas. Os dez leprosos confiantes na Palavra do Mestre, no caminho, encontraram a cura. Todavia, somente um retorna a Jesus para agradecer e glorificar o autor da graça: Deus Pai. O leproso samaritano reconhece na ordem deJesus a ação salvadora de Deus, prostar-se a seus pés confessando sua fé. Observemos que, tanto em Naamã quanto no samaritano, a fé manifesta-se no reconhecimento do beneficio recebido e no louvor a Deus, fonte de toda a graça e bênção. Para agradecer a Deus não é suficiente a execução de  ritos sagrados, por mais importantes e belos que sejam. O que move a atitude da gratidão é a “experiência da graça”. Só quem discernir no caminho da vida os inúmeros sinais da graça de Deus, é capaz de voltar para trás e agradecer. Se soubéssemos ler os sinais da graça de Deus, perceberíamos quantas vezes sua presença forte se reveste da fragilidade de nossos irmãos. A gratidão é a atitude que brota do coração de quem se sente amado e querido pelo amor de Deus. É costume agradecer por algo bom que recebemos. Agradecer ao Deus da vida, do amor, da paz e da justiça, até que é fácil. Mas é muito difícil quando o sofrimento, a incompreensão, a perseguição desafiam nossa fé no Deus da vida e da graça. À luz do mistério da paixão de Jesus, podemos entender que as provações da vida nos tornam resistentes e perseverantes. Então, por que não agradecer ao Pai pelos sofrimentos que passamos? Agradecer-lhe pela força e certeza que nos dá, à luz da ressurreição de Cristo, de que lutar não é em vão.
CAMPANHA MISSIONÁRIA 2010
O Tema Missa e Partilha remete à Campanha da Fraternidade deste ano, a qual todo ano buscamos resgatar, com enfoque e dimensão missionário. O lema “Ouvir o Clamor do Meu Povo” remete ao Êxodo do povo de Israel, e aos muitos “êxodos” dos povos atuais. Também nos remete ao tema da migração, mobilidade humana, do ser peregrinos, lembrando-nos permanentemente que horizonte da Missão é o mundo, a humanidade no seu todo. O cartaz traz um fundo verde, sinal de esperança. A Missão alimenta, fortalece nossa fé, esperança e caridade, mantêm-nos no caminho da fidelidade a Deus e à humanidade, Povo de Deus. A água remete ao valor e à dignidade da vida como elemento vital para o planeta, onde vive a humanidade. Aqui, especificamente, remete-nos à realidade amazônica, com sua rica biodiversidade. Lembramos que a última semana de outubro, dedicada à Amazônia. Vem inserida no contexto do Mês das Missões. O barco remete à figura bíblica da Igreja peregrina que “navega” pelos mares da história da humanidade. Nela se destaca a figura de Jesus Cristo. É Ele quem dá segurança: “Não tenham medo… Avancem para águas mais profundas!” (Lc 5,4) Ao mesmo tempo, aponta para o horizonte amplo e universal da Missão, que é o mundo, a humanidade. A Missão não tem fronteiras! Destaca-se ainda a figura dos índios, etnias vivas e presentes na realidade amazônica, do Brasil e de outros países. Povo que acolheram, abrindo-se à Boa Nova do Evangelho, e que precisam ser respeitados e valorizados como portadores de valores evangélicos já presentes, quais “sementes do Verbo Encarnado” que estabeleceu morada definitiva entre os seres humanos, mas que desde sempre havia marcado sua presença em toda parte, e que, portanto, chegara lá muito antes que o missionário. Contudo, este poderá, sim, ajudar no processo de explicitação da Verdade e Pessoa de Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador, já atuante, portanto, e presente na história salvífica da humanidade. (Novena Missionária Missão e Partilha 2010)
LEITURAS DA SEMANA:
2ª feira: Gl 4,22-24.26-27.31–5,1; Sl 112; Lc 11,29-32
3ª feira: Est 5,1b-2. 7,2b-3; Sl 144; Ap 12,1.5.13a.15-16a; Jo 2,1-11
4ª feira: Gl 5,18-25; Sl 1; Lc 11,42-46
5ª feira: Ef 1,1-10; Sl 97; Lc 11,47-54
6ª feira: Ef 1,11-14; Sl 32; Lc 12,1-7
Sábado:Ef 1,15-23; Sl 8; Lc 12,8-12
Domingo: Ex 17,8-13; Sl 120; 2Tm 3,14–4,2; Lc 18,1-8

XXVIII  DOMINGO DO TEMPO COMUM    COR VERDE   CICLO C     ANO IMPAR   10 de Outubro de 2010. 
 “JESUS CURA OS DOENTES”
Irmãos e irmãs, Eucaristia é ação de graças, reconhecimento do agir curativo de Deus em favor de cada um de nós. A exemplo do doente samaritano, reconhecemos que nossa vida é tecida pelo desígnio amoroso de Deus, nosso Pai. Unidos com toda a Igreja do Brasil, queremos ter bem presente a vida e a dor dos hansenianos, que sofrem também com o preconceito.  
Ato Penitencial: De coração humilde e arrependido supliquemos a Deus o perdão dos nossos pecados.  (pausa) Confiantes na misericórdia do Pai, cantemos.
Glória:  Louvemos ao Senhor pelos corações libertos da riqueza e generosos na partilha. Louvemos pela presença da Mãe: exemplo de disponibilidade, amor e doação. Cantemos….
Entrada da Bíblia: 
Liturgia da Palavra:  1ª Leitura: (2ªRs 5,14-17) O sírio Naamã  depois de ter sido curado da lepra, reconhece Deus como único salvador e manifesta-lhe gratidão. (in Dehonianos)   
Salmo:  Sl 98(97)  “O Senhor fez conhecer a salvação e às nações revelou sua justiça!”                                                
2ª Leitura: (2ªTm 2, 8-13)  Quem acolhe o dom de Deus, torna-se discípulo: identifica-se com Cristo, vive no amor e na gratidão.  
Evangelho: (Lc 17, 11-19)  O Evangelho apresenta-nos um grupo de leprosos que se encontram com Jesus, e que através de Jesus descobrem a misericórdia e o amor de Deus. 
Aclamação ao Evangelho:  Aclamemos a boa nova cantando….  
Preces da Comunidade:
Ofertório: – A exemplo de Naamã e o Samaritano que voltara para agradecer, apresentemos ao altar do Senhor nossa gratidão por todos os gestos de amor, partilha e solidariedade, que são realizados em nossas comunidades.  (motivar a oferta) Cantando….
Comunhão:   Que o nosso encontro com Jesus, na Eucaristia, nos ajude a sermos mais generosos e disponíveis para servir os irmãos. Cantando.
Mensagem Final:  O que move a atitude da gratidão é a “experiência da graça”. Só quem discernir no caminho da vida os inúmeros sinais da graça de Deus, é capaz de voltar para trás e agradecer. Se soubéssemos ler os sinais da graça de Deus, perceberíamos quantas vezes sua presença forte se reveste da fragilidade de nossos irmãos. A gratidão é a atitude que brota do coração de quem se sente amado e querido pelo amor de Deus. É costume agradecer por algo bom que recebemos. Agradecer ao Deus da vida, do amor, da paz e da justiça, até que é fácil. Mas é muito difícil quando o sofrimento, a incompreensão, a perseguição desafiam nossa fé no Deus da vida e da graça.

Você pode Gostar de:

17º Domingo do Tempo Comum (24.07)

Ano C – cor verde – 24/07/2022 1. Saudação Presidente – Irmãos e irmãs, sejam …