Dia de Finados

COMEMORAÇÃO DE TODOS OS FIÉIS FALECIDOS
Ano A – cor roxa – 02/11/2020

1. Saudação
Presidente – Irmãos e irmãs, é Deus quem nos reúne para celebrarmos o Memorial da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo. É com carinho que os acolhemos, especialmente, aqueles que nos visitam. A fé em Cristo nos permite celebrar com serenidade, paz e esperança a memória de todos os fiéis falecidos. Na certeza de que nos tornamos, pelo Batismo, membros do Cristo crucificado-ressuscitado e passamos por meio da morte, à vida eterna, confiantes, façamos o sinal da nossa fé. Em nome do Pai…
Presidente – O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco. Bendito seja Deus…
Animador(a) – Para os que creem em Cristo a morte transforma-se em um despertar para a VIDA eterna em Deus. Hoje, fazemos memória de todos os fiéis falecidos, recordemos de nossos parentes e amigos que já partiram deste mundo (silêncio), e lembremos dos fatos que marcaram nossas vidas nestes dias.
2. Deus nos perdoa
Presidente – No dia em que celebramos a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, também nós somos convidados a morrer para o pecado e ressurgir para uma vida nova. Reconheçamo-nos necessitados da misericórdia do Pai (silêncio). Imploremos o perdão do Senhor, cantando.
3. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Ó Deus, escutai as preces que hoje Vossa Igreja em todo o mundo faz em favor daqueles que partiram desta vida. Vós que ressuscitastes Jesus, que está a Vossa direita, fortalecei nossa esperança e dai-nos crer firmemente na ressurreição dos mortos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
Deus nos fala
4. Leitura do Livro de Jó (19, 1.23-27a)
5. Salmo Responsorial (26)(CD Cantando os Salmos) O Senhor é minha luz e salvação.
6. Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos (5, 5-11)
7. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João (6, 37- 40)
Partilha da Palavra
Nossa resposta
8. Profissão de Fé
Presidente – Elevemos as nossas mãos em direção à cruz, sinal da vitória de Cristo sobre a morte e professemos a nossa fé. Creio em Deus Pai…
9. Preces da Comunidade
Presidente – Irmãos e irmãs, na confiança e no recolhimento, oremos por todos os fiéis falecidos e por nossas necessidades. Digamos com fé e humildade: Senhor dos vivos e dos mortos, ouvi-nos.
Presidente – Rezemos a oração pelos fiéis falecidos.
Ó Deus, que pela morte e ressurreição do Vosso Filho Jesus Cristo nos revelastes o mistério da morte, acalmastes nossa angústia e fizestes florescer a semente da eternidade que Vós mesmo plantastes em nós. Concedei aos vossos filhos já falecidos, a paz definitiva da Vossa presença. Enxugai as lágrimas de nossos olhos e dai-nos a todos a alegria da esperança na ressurreição prometida. Que todos aqueles que buscaram o Senhor com o coração sincero e que morreram na esperança da ressurreição descansem em paz. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
10. Apresentação dos Dons
Animador(a) – O Cristo Ressuscitado nos garante que, após a morte alcançaremos uma vida feliz se cumprirmos fielmente a vontade do Pai que nos criou. Apresentemos ao Altar do Senhor, nosso compromisso em viver no seguimento de Jesus, na esperança de um dia alcançarmos a plenitude eterna.
Coleta Fraterna
Ação de Graças
11. Louvação
Presidente – Louvemos a Deus que pela certeza da ressurreição nos mantém a esperança de voltarmos a nos encontrarmos face a face, com Ele.
Deus nos faz irmãos
12. Pai Nosso
Presidente – Obedientes à Palavra do Salvador e formados por seu divino ensinamento, ousamos dizer. Pai Nosso… 13. Momento da Paz
Animador(a) – Paz também é estender as mãos para servir e ajudar. Neste espírito, rezemos em silêncio pela paz.
14. Oração
Presidente – Oremos – (silêncio) – Deus eterno e Todo-Poderoso, que nos criastes para a felicidade eterna, dai a luz e a paz da Vossa presença àqueles que já partiram deste mundo e concedei-lhes a glória a que nos chamais e a esperança de encontrá-los no céu. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
Presidente – Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno (3 vezes). Todos – E a luz perpétua os ilumine.
Deus nos envia
15. Breves Avisos
16. Bênção
Presidente – Confirmai, ó Deus, os corações dos vossos filhos e filhas e fortalecei-vos com a vossa graça, para que sejam fiéis na oração e sinceros no amor fraterno. Por Cristo, nosso Senhor. Amém. – Abençoe-vos Deus Todo-Poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. – Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

Meditando a Palavra de Deus
A vida é o dom mais precioso que Deus oferece a suas criaturas. Ao ser humano, de modo especial, foi concedida a faculdade de ter consciência desse grande dom. Sendo Deus a fonte da vida, uma vez criados, é n’Ele que somos e existimos. Tudo o que Deus criou pertence a Ele e voltará para Ele. Portanto, um dia toda criatura voltará para o seu Criador. No horizonte final do ser humano não está a morte, o fracasso, o nada, mas está a comunhão com Deus, a realização plena do ser humano, a felicidade definitiva, a vida eterna. Essa liturgia nos convida também a pensarmos, com carinho, este momento de nossas vidas. O cristão é aquele que compreende, aprende e vive a morte em uma perspectiva diferente da perspectiva do mundo, porque a vive com a certeza da ressurreição, pela confiança na bondade e misericórdia do Pai, revelada a nós por Jesus. O cristão vive a morte sem o medo comumente presente nas experiências atuais, porque sua força e esperança estão em Deus, pois em Cristo e por causa de Cristo, a morte não tem mais poder sobre nós. Como afirma o salmista, também nós somos chamados a afirmar: “O Senhor é minha luz e minha salvação; de quem terei medo? O Senhor é quem defende a minha vida; a quem temerei? (Sl 27(26),1). Para nós cristãos, a visita ao cemitério expressa um gesto de esperança e de fé na ressurreição. A oração pelos mortos que fazemos é sinal da nossa entrega de cada um deles à infinita misericórdia Divina. A dor da saudade que se convertem em lágrimas, não é sinal de desespero, mas de amor. Encarar a vida como dom Divino ajuda-nos a viver intensamente cada instante e cada experiência segundo o amor de Deus e a fazer a oferta serena dos que já partiram desta vida. Quem ama entrega de coração o dom precioso da vida de seus entes queridos nas mãos daquele de quem a recebemos. Peçamos ao Senhor da vida o repouso de todos os falecidos, pois Jesus mesmo disse: “A vontade daquele que me enviou é que Eu não deixe perecer nenhum daquele que me deu, mas que os ressuscite no último dia”. A nós, roguemos o conforto e a força para sermos testemunhas da ressurreição, cuja força se assemelha ao mar, que atrai para si todos os riachos; assim também o Senhor nos atrai todos a si, não para perdermos a vida, mas para torná-la plena em seu amor. Nesse sentido, a vigilância pela chegado do Senhor não é fruto do medo, mas do cuidado e do esmero em levar uma vida em conformidade com o amor de Deus, que foi derramado abundantemente sobre nós. Para falar da morte, não podemos dizer “se eu morrer”, mas “quando eu morrer”. O dia e a hora não nos compete saber. O que cabe a nós é o testemunho fiel, prudente e cheio de amor.

 

Você pode Gostar de:

29º Domingo do Tempo Comum(18.10)

29º Domingo do Tempo Comum Ano A – – cor verde – 18/10/2020 Ritos Iniciais …