Página Inicial / Animação Litúrgica / Festa da Sagrada Família

Festa da Sagrada Família

ANO C – XXII – Nº 1367 – cor branca ou dourada – 30/12/2012
FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA: JESUS, MARIA E JOSÉ
DEUS ESCOLHE A FAMÍLIA HUMANA COMO SUA FAMÍLIA
01. ACOLHIDA
Na entrada da Igreja, preparar um local com o quadro (ou imagem) da Sagrada Família, velas e flores. A equipe, juntamente com alguns membros da Pastoral Familiar, acolhe a todos com alegria. Convidar com antecedência famílias para participar dos momentos de celebração. Enquanto se canta o refrão abaixo, a família conduz o quadro (ou imagem) até o Presbitério colocando-o em lugar de destaque.
1 – No princípio era o Verbo e o Verbo se fez homem, habitando entre nós, para a nossa salvação. Nasceu para nós um menino, um filho nós ganhamos, o filho da Virgem Maria, que em Deus é nosso irmão.
Deus nasceu entre nós como criança e com Ele nasceu uma nova esperança. (bis)
Animador(a) – Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos! Como família de Deus nos reunimos para celebrar o mistério da nossa fé. Nesta celebração, o Pai nos convida a entrar no mistério sempre atual da encarnação de seu Filho, na realidade de uma família. Maria e José assumiram esta missão e foram fiéis a Deus, mesmo dentro das contradições e dificuldades da vida. Cheios do espírito natalino, cantemos.
Procissão de entrada com famílias levando velas, flores, cruz processional (ou crucifixo) e o Lecionário (ou
a Bíblia), leitores, ministros e presidente.
02. CANTO INICIAL
1 – Como é bonito viver em uma família, como é bonito viver a vida no amor: o pai, a mãe, os irmãos, a família; é um projeto de Deus Pai, o Criador.
Família, arquitetura divina. Família, um projeto de Deus. (bis)
2 – Vem Senhor abençoar a nossa família, vem Senhor fortificar a nossa união, que não falte em
nosso lar, o pão de cada dia, que nunca falte a esperança, a paz, o perdão.
3 – Que a pureza do amor e a firmeza da fé, conserve a fidelidade: marido e mulher, no alicerce divino dessa construção, na base firme e segura os filhos crescerão.
Presidente – Como família de Deus reunida, façamos o sinal de nossa fé, cantando. (à escolha)
Presidente – O Deus da esperança, que nos cumula de toda a alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, estejam conosco. Bendito seja Deus…
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente – No início desta celebração, peçamos a conversão do coração, fonte de reconciliação e comunhão com Deus e com os irmãos. (pausa)
– Senhor, Filho de Deus, que, nascendo da Virgem Maria, vos fizestes nosso irmão, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
– Cristo, Filho do Homem, que conheceis e compreendeis nossa fraqueza, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
– Senhor, Filho Primogênito do Pai, que fazeis de nós uma só família, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Presidente – Deus de bondade, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
HINO DO GLÓRIA
04. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus de bondade, que nos destes a Sagrada Família como exemplo, concedei-nos imitar em nossos lares as suas virtudes para que, unidos pelos laços do amor, possamos chegar um dia às alegrias da vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
05. APRESENTAÇÃO DO LIVRO DA PALAVRA
Uma família ergue o Lecionário (ou a Bíblia), enquanto se canta o refrão abaixo.
A Palavra de Deus veio quando Jesus nasceu. Força do Espírito Santo e do amor do Pai.  (bis)
06. LEITURA DO LIVRO DO ECLESIÁSTICO (3, 3-7.14-17a)
07. SALMO RESPONSORIAL (127)
Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos! (bis)
– Feliz és tu se temes o Senhor e trilhas seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos hás de viver, serás feliz, tudo irá bem!
– A tua esposa é uma videira bem fecunda no coração da tua casa; os teus filhos são rebentos de
oliveira ao redor de tua mesa.
– Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião, cada dia de tua vida.
08. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS COLOSSENSES (3, 12-21)
09. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)
1 – Que a paz de Cristo reine em vossos corações e ricamente habite em vós sua Palavra!
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (2, 41-52)
11. PARTILHA DA PALAVRA
12. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – Professemos nossa fé no Deus que santificou a Família de Nazaré. Creio em Deus
Pai…
13. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – No Deus que nos guia no caminho que conduz à vida e à liberdade, elevemos, confiantes, nossos pedidos, cantando: Ó Senhor escutai nossa prece!
– Senhor, iluminai a vossa Igreja, conduzida pelo Papa Bento XVI, os Bispos e padres para que
oriente as famílias a vivenciarem os verdadeiros valores cristãos na comunidade e na sociedade.
Nós vos pedimos.
– Senhor, fortalecei os jovens que se preparam para construir uma família, para que assumam com responsabilidade e muito amor o sacramento do matrimônio. Nós vos pedimos.
– Senhor, dai sabedoria aos pais e mães para que eduquem seus filhos em uma convivência tranquila, onde reine o diálogo, o perdão, o amor e a paz. Nós vos pedimos.
Presidente – Rezemos juntos a Oração da Família.
Nós vos bendizemos, Senhor nosso Deus, pois quisestes que o vosso Filho feito homem participasse da família humana e crescesse em estreita intimidade familiar para conhecer as aflições e provar as alegrias de uma família. Senhor, nós vos rogamos humildemente por nossas famílias: protegei-as e guardai-as, para que, confortadas com o dom de vossa graça, gozem prosperidade, paz e harmonia, e deem no mundo testemunho de vossa glória, comportando-se como verdadeiras Igrejas domésticas. Amém.
14. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a) – O Concílio Vaticano II diz que a família é comunidade de vida e amor. É na família que se deve desenvolver o conhecimento de Deus, fonte de verdadeira liberdade e da felicidade perfeita. Apresentemos ao altar do Senhor o compromisso das nossas famílias em educar os filhos na fé e nos valores cristãos.
Uma família com pessoas de várias gerações apresenta terço, material de catequese, círculos bíblicos, enquanto se canta.
Nós somos uma família, este altar assim nos faz: e a gente vai repartir o amor, o pão e a paz!
15. CANTO DAS OFERENDAS
1 – No templo santo, a te ofertar um dom sublime, ó Deus de amor. Teu Filho infante, a nos salvar
da vida escrava, Libertador!
Natal! Festa de harmonia, o amor veio nos libertar! E Deus, na feliz liturgia, nos faz também
dons neste altar.
2 – Mãe oferente, Mãe tão feliz, que tudo guarda no coração. Assim, por todos o céu bendiz e dá seu Filho em oblação.
PAI NOSSO
Presidente – Como família de Deus reunida, rezemos a oração que nos torna irmãos. Pai Nosso…
18. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) – A família verdadeira se constrói com valores cristãos. Como filhos e filhas do Deus
da paz, saudemo-nos com um abraço de comunhão fraterna.
Deus nos abençoe, Deus nos dê a paz! A paz que só o amor é que nos traz! (bis)
1 – A paz na nossa vida, no nosso coração e a bênção para toda criação! (bis)
2 – A paz na nossa casa, nas ruas, no país e a bênção da justiça que Deus quis! (bis)
19. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
No presépio pequenino, Deus é hoje nosso irmão. E nos dá seu Corpo e Sangue nesta santa comunhão.
1 – Para os homens que erravam nas trevas, lá do céu resplandece uma luz. Hoje Deus visitou nossa terra e nos deu o seu Filho Jesus.
2 – Durma flor germinada na terra, fecundada por sopro de Deus, hoje um novo começo desponta e se abraçam a terra e os céus.
3 – Boas-Novas de grande alegria mensageiros do céu vêm cantar, e aos pastores um anjo anuncia: “Deus nasceu em Belém de Judá”.
4 – Para nós nasceu hoje um Menino, do seu povo Ele é Salvador. Glória a Deus no mais alto dos
céus, paz aos homens aos quais tanto amou.
5 – Para os pobres e fracos da terra, em Belém nasceu hoje um irmão: Ele humilha os soberbos e
fortes e se faz dos pequenos o Pão.
6 – Poderosos e grandes da terra nem souberam da grande alegria; mas pastores e pobres vieram adorar o Senhor, com Maria.
20. ORAÇÃO
Presidente – Concedei-nos, ó Pai, a vossa bondade que, refeitos com a vossa Palavra (e a Comunhão), imitemos continuamente a Sagrada Família e, após as dificuldades desta vida, convivamos com ela no céu. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
21. NOTÍCIAS E AVISOS
– Para a celebração do dia 1º de janeiro de 2013, motivar a comunidade a usar roupas brancas, como símbolo de paz.
22. GESTO CONCRETO
Neste dia, onde for possível, o conselho organiza uma confraternização, ou sorteios de alguns brindes para as famílias.
23. BENÇÃO
Presidente – O Senhor esteja convosco. Ele está no meio de nós.
– Abençoe-vos Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– A alegria do Senhor seja vossa força. Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.
24. CANTO FINAL
Erguei as mãos pedindo a Deus a proteção e união pela família. (bis)
1 – Não há gesto mais bonito do que esse. Quando um filho pede a bênção a seus pais e acredita
fielmente que essa bênção vem de Deus, que o fará seguir em paz.
2 – A família é o caminho da esperança, a certeza que se tem pra onde voltar, não há nada mais
divino e é por isso que a presença de Jesus nela está.
3 – Deus abençoe a mim e abençoada está, com seu amor cada pessoa que se encontra aqui, Deus abençoe a mim. E abençoada está cada família que celebra a vida em Ti.

PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
A Palavra de Deus que ouvimos hoje, mergulha-nos no mistério da Família de Nazaré. Com a Sagrada Família, somos convidados a venerar e imitar o verdadeiro modelo de vida que Deus nos
dá, para que em nossas famílias floresçam as mesmas virtudes e o mesmo amor. A primeira leitura recorda aos pais que os filhos são dons de Deus e que devem ser instruídos no conhecimento de Deus. A transmissão da fé é um dos deveres mais sagrados dos pais. Amar, obedecer e respeitar a fonte da vida que são os pais é amar, respeitar e obedecer a Deus, origem de toda a vida. Este texto nos chama a atenção para o respeito devido aos pais idosos, que já não são “produtivos” do ponto de vista do nosso sistema socioeconômico. Eles devem ser amados e cuidados quando lhes faltam as forças e quando já não raciocinam mais com agilidade e clareza. O texto de São Paulo também fala de relações familiares, onde deve reinar a lei do amor entre os membros da família cristã. Também são indicados alguns meios indispensáveis para conseguir o entendimento entre todos os familiares: a oração em comum, o diálogo, a compreensão, o amor, a paciência e o perdão. São Paulo nos ensina que para o bom andamento das coisas na família, todos têm deveres recíprocos fundados no amor, o laço da perfeição. As relações familiares podem ser resumidas, como está no texto: “Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, triunfe em vossos corações a paz de Cristo”. O Evangelho de hoje não é apenas um relato de fatos corriqueiros da infância de Jesus, mas é mensagem que nos é passada por Lucas à luz da experiência do Mistério Pascal. Jesus está no Templo e, nesse espaço sagrado, ele faz a pergunta: “Não sabíeis que devo estar na casa de meu Pai?” Diz o Evangelho que Maria conservava no coração todas essas coisas, como deve acontecer com os verdadeiros discípulos missionários de Jesus: apesar de não entender plenamente, vai assimilando o seu projeto sem pôr obstáculos. Nós também devemos segui-lo, sermos obedientes, alimentando-nos com sua Palavra e crescendo em sabedoria, para sermos portadores de seu Evangelho. A partir desta Palavra, somos chamados a construir nossas relações em comunidade e, sobretudo, na família, baseadas na sincera misericórdia, bondade, humildade e mansidão. A paz de Cristo reinando em nossos corações, a Palavra de Cristo habitando em nós, é que nos leva a sermos amorosos e agradecidos ao Deus revelado em Cristo.

LEITURAS DA SEMANA
2ª feira: 1Jo 2,18-21; Sl 95; Jo 1,1-18
3ª feira: Nm 6,22-27; Sl 66; Gl 4,4-7; Lc 2,16-21
4ª feira: 1Jo 2,22-28; Sl 97; Jo 1,19-28
5ª feira: 1Jo 2,29–3,6; Sl 97; Jo 1,29-34
6ª feira: 1Jo 3,7-10; Sl 97; Jo 1,35-42
Sábado: 1 Jo 3,11-21; Sl 99; Jo 1,43-51
Domingo: Is 60,1-6; Sl 71; Ef 3,2-3a.5-6; Mt 2,1-12

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …