Página Inicial / Animação Litúrgica / SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS

SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS

ANO C – XXIII – Nº 1368 – cor branca – 01/01/2013
SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS
DEUS ENVIOU O SEU FILHO, NASCIDO DE UMA MULHER (Gl 4,4)
Dia mundial da Paz
Preparar o espaço celebrativo de maneira simples e acolhedora lembrando que a comunidade está reunida por diversas razões. É oitava de Natal, Solenidade da Mãe de Deus, abertura de um novo ano civil e Dia Mundial de Orações pela Paz. A equipe de acolhida recebe as pessoas que chegam entregando o folheto e desejando um “Feliz Ano Novo”. Para dar início à celebração, cantar de forma orante o refrão meditativo.
1 – No princípio era o Verbo e o Verbo se fez homem, habitando entre nós, para a nossa salvação. Nasceu para nós um menino, um filho nós ganhamos, o filho da Virgem Maria, que em Deus é nosso irmão.
Deus nasceu entre nós como criança e com Ele nasceu uma nova esperança. (bis)
01. ACOLHIDA
Animador(a) – Queridos irmãos e irmãs em Cristo, é com imensa alegria que nos reunimos para celebrar o mistério de nossa fé nesta Solenidade da Santa Mãe de Deus Maria. Hoje também damos início a um novo ano civil e os cristãos do mundo inteiro são convocados a rezarem e promoverem a paz. Reunidos pelo amor de Deus, cantemos.
Procissão de entrada como de costume.
02. CANTO INICIAL
1 – Maria, Mãe da vida, Maria, Mãe do amor.
Nossa Senhora da luz Maria, Mãe de Jesus. (bis)
2 – Maria, Mãe do mundo, Maria, Mãe da luz.
3 – Maria, Mãe da terra, Maria, Mãe do céu.
4 – Maria, Mãe da Igreja, Maria, Mãe da fé.
5 – Maria, Mãe do povo, Maria, nossa Mãe.
Presidente – Neste dia de festa e alegria, façamos o sinal que nos reúne, cantando.
Todos: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo! Amém!
Pres.: Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo
estejam convosco.
Todos: Bendito, bendito, seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.
03. DEUS NOS PERDOA
Presidente – De coração arrependido e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo e peçamos perdão de nossas faltas e omissões. (pausa) Confessemos os nossos pecados.
Confesso a Deus todo poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes, por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa, e peço à Virgem Maria, aos anjos e santos, e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus nosso Senhor.
Presidente – Deus de bondade, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
Solo: Senhor, Senhor, piedade de nós!
Ass.: Senhor, Senhor, piedade de nós!
Solo: Cristo Jesus, piedade de nós!
Ass.: Cristo Jesus, piedade de nós!
Solo: Senhor, Senhor, piedade de nós!
Ass.: Senhor, Senhor, piedade de nós!
04. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus, que pela virgindade fecunda de Maria destes à humanidade a salvação eterna, dai-nos contar sempre com a sua intercessão, para que sejamos agraciados com a vossa bênção e com a vossa paz. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
HINO DO GLÓRIA
Sem nenhum comentário todos se sentam e cantam o refrão abaixo. Em seguida, o leitor(a) proclama a leitura.
Luz do Universo, ó Deus da vida, escutaremos tua Palavra, seja hoje bênção pra toda a terra, e a nós confirme a graça.
05. LEITURA DO LIVRO DOS NÚMEROS (6, 22-27)
06. SALMO RESPONSORIAL (66)
O Salmo Responsorial deve ser cantado ou proclamado do Lecionário.
Que Deus nos dê a sua graça e a sua bênção. (bis)
– Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção, e sua face resplandeça sobre nós! Que na terra se
conheça o seu caminho e a sua salvação por entre os povos.
– Exulte de alegria a terra inteira, pois julgais o universo com justiça; os povos governais com retidão, e guiais, em toda a terra, as nações.
– Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem! Que o Senhor e
nosso Deus nos abençoe, e o respeitem os confins de toda a terra!
07. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS GÁLATAS (4, 4-7)
08. CANTO DE ACLAMAÇÃO
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia!
1 – De muitos modos, Deus outrora nos falou pelos profetas; nestes tempos derradeiros, nos falou
pelo seu Filho.
09. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS
(2, 16-21)
10. PARTILHA DA PALAVRA
11. PROFISSÃO DE FÉ
Presidente – No Deus que nos enviou seu Filho como luz para o mundo, professemos nossa fé.
Creio em Deus Pai…
12. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente – Ao Pai que nos acolhe em seu grande amor, façamos os nossos pedidos, cantando após cada prece: Ó Senhor, escutai a nossa prece.
– Senhor, abençoai a vossa Igreja para que seja cada vez mais um lugar onde se vive a fraternidade, a justiça e a paz. Nós vos pedimos.
– Senhor, fortalecei a fé e a esperança de todos os que, a exemplo de Maria meditam em seu coração a vossa Palavra para continuarem doando seu tempo em favor do vosso Reino. Nós vos pedimos.
– Senhor, concedei-nos a mesma bênção derramada sobre Maria, para que as nossas ações possam tornar nossos lares, nossa comunidade e nossa sociedade um lugar de convivência fraterna. Nós vos pedimos.
– Senhor, iluminai todos os prefeitos e vereadores que hoje estão tomando posse em nossos
municípios para que façam um governo voltado para o bem estar de toda a população, lembrando
especialmente dos necessitados. Nós vos pedimos.
(preces espontâneas)
Presidente – Pai Santo, acolhei com bondade a oração de nossa comunidade aqui reunida. Por
Cristo, Nosso Senhor. Amém.
13. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Este momento é próprio para Celebração da Palavra.
Animador(a) – Hoje tem início um novo ano e como cristãos, somos chamados a olhar o passado, viver o presente e projetar o futuro. Apresentemos ao altar do Senhor o que nossa Paróquia e comunidade refletiu, avaliou e planejou nas pastorais, equipes, movimentos e ministérios para realizar no decorrer de 2013.
O coordenador do conselho apresenta o livro de atas e os conselheiros apresentam o que a comunidade irá realizar neste ano (encontros, formações, comemorações, sacramentos…) enquanto se canta.
Toma Senhor, nossa vida em ação para mudá-la em fruto e missão. Toma Senhor, nossa vida em ação para mudá-la em missão.
14. CANTO DAS OFERENDAS
1 – No templo santo, a te ofertar um dom sublime, ó Deus de amor. Teu Filho infante, a nos salvar, da vida escrava Libertador!
Natal! Festa de harmonia, o amor veio nos libertar! E Deus, na feliz liturgia, nos faz também
dons neste altar.
2 – Repica o sino lá em Belém, e gente simples vem adorar! É o Deus-Menino, salvar-nos vem! Do mal, da morte, vem nos livrar!
3 – Mãe oferente, Mãe tão feliz, que tudo guarda no coração! Assim, por todos, o céu bendiz e dá
seu Filho em oblação!
PAI NOSSO
Presidente – Com amor e confiança rezemos a oração que Jesus, o Príncipe da Paz, nos ensinou. Pai Nosso…
17. ABRAÇO DA PAZ
Animador(a) – Neste dia mundial da paz, saudemo-nos com um abraço fraterno.
1 – Cristo, quero ser instrumento de tua paz e do teu infinito amor. Onde houver ódio e rancor, que
eu leve a concórdia, que eu leve o amor!
Onde há ofensa que dói, que eu leve o perdão; onde houver a discórdia, que eu leve a união e tua paz!
2 – Mestre, que eu saiba amar, compreender, consolar e dar sem receber, quero sempre mais
perdoar, trabalhar na conquista e vitória da paz!
18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
No presépio pequenino, Deus é hoje nosso irmão. E nos dá seu Corpo e Sangue nesta santa comunhão.
1 – Para os homens que erravam nas trevas, lá do céu resplandece uma luz. Hoje Deus visitou nossa terra e nos deu o seu Filho Jesus.
2 – Durma flor germinada na terra, fecundada por sopro de Deus, hoje um novo começo desponta e se abraçam a terra e os céus.
3 – Boas-Novas de grande alegria mensageiros do céu vêm cantar, e aos pastores um anjo anuncia: “Deus nasceu em Belém de Judá”.
4 – Para nós nasceu hoje um Menino, do seu povo Ele é Salvador. Glória a Deus no mais alto dos
céus, paz aos homens aos quais tanto amou.
5 – Para os pobres e fracos da terra, em Belém nasceu hoje um irmão: Ele humilha os soberbos e
fortes e se faz dos pequenos o Pão.
6 – Poderosos e grandes da terra nem souberam da grande alegria; mas pastores e pobres vieram adorar o Senhor, com Maria.
19. ORAÇÃO
Presidente – Ó Deus, fonte de toda bênção, fizestes de Maria a Mãe de vosso Filho Jesus, o Senhor da Paz. Alimentados pela vossa Palavra (e pela Comunhão), concedei-nos viver cada dia do novo ano em santidade e justiça, celebrando o vosso louvor, pelo nome bendito de Jesus, que vive e reina para sempre. Amém.
20. NOTÍCIAS E AVISOS
21. HOMENAGEM À MARIA
A equipe prepara com criatividade este momento.
1 – Ó Virgem Maria, mostrai-nos a luz. Sois nossa alegria, Ó Mãe de Jesus. Vós sois a Rainha, do
Pai o esplendor, na vida semeais a paz e o amor.
Virgem Maria, rogai por nós. Virgem Maria, rogai por nós. Virgem Maria, rogai por nós. Rogai por nós, rogai por nós.
2 – Fostes escolhida pra mãe do Senhor. Vosso Filho acolhestes com sincero amor. Agora e sempre mostrai-nos a luz, pois somos Vossos filhos, seguimos Jesus.
3 – Fiel companheira, de amor sem igual, sois a mensageira, livrai-nos do mal. Seguistes vosso
Filho até a morte na cruz. Sentistes suas dores Ó Mãe de Jesus.
22. BENÇÃO
Presidente – Deus vos abençoe e vos guarde. Amém.
– Ele vos mostre a sua face e se compadeça de vós. Amém.
– Volva para vós o seu olhar e vós dê a sua paz. Amém.
– Abençoe-vos Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
– Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.
23. CANTO FINAL
1 – Salve, Maria Mãe de Deus! És senhora, nossa mãe, tu és bendita entre as mulheres, doce Virgem Maria.
2 – Nós a ti saudamos, Virgem pequenina, deste a luz ao Cristo, luz do universo.
3 – És feliz pois confiastes, na Palavra do Senhor, meditavas no silêncio o que Deus te reservou.
4 – Salve, Maria Mãe de Deus! Companheira no caminho, ó Mãe clemente, Mãe piedosa, doce Virgem Maria!
PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
O Senhor ordena a Moisés que ensine Aarão a abençoar. É o próprio Deus que se preocupa com a vida das pessoas e está sempre pronto para ser o seu companheiro de caminhada e por isso, não só nos mostra que pode e deve ser invocado como, generosamente, atende a cada invocação. É a lógica do amor que vai contra os princípios deste mundo, pois o próprio Deus, nosso Senhor e Criador, que quer o nosso bem, inclina-se dos altos céus e faz-se nosso servidor por meio da sua bênção, para que tenhamos proteção, a paz e os seus favores. A carta aos Gálatas nos diz que o Filho de Maria resgata-nos da Lei e nos torna filhos. A maior bênção de Deus Pai é seu filho Jesus, nascido de Maria, na plenitude do tempo messiânico, coroamento da esperança longamente guardada pelo povo. Nasceu submisso à Lei, como sua Mãe, para que nos tornássemos filhos do mesmo Pai. No Evangelho de hoje vemos Maria prestando atenção no que acontece, cumprindo as tradições de sua religião judaica e meditando no coração para acolher o recado de Deus em cada momento de sua vida. Saber contemplar a vida com o coração é arte fundamental para os que querem ser construtores de paz. É preciso pacificar o coração, educar o olhar para ver solidariamente o outro e os fatos da história, dar tempo e espaço para Deus se comunicar. Maria estava continuamente diante da face de Deus. Por isso o Senhor pode realizar nela as maravilhas que seu coração de Pai pedia. Ele também quer realizar algo muito bom em cada um de nós. Condição essencial: coração e olhos abertos para nossas próprias possibilidades, para as necessidades do próximo e para o projeto do Reino na realidade concreta de cada dia.

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …