Página Inicial / Animação Litúrgica / 3º Domingo do Advento

3º Domingo do Advento

Ano B  3º Domingo do Advento – cor rósea – 14/12/2014
JOÃO BATISTA VEIO PARA DAR TESTEMUNHO DA LUZ
Dia da Campanha Nacional para a Evangelização
Ano L – Brasília, 14 de dezembro de 2014 – Nº 3
TERCEIRO DOMINGO DO ADVENTO – ANO B
Cor Litúrgica: roxo ou róseo
Animador: Meus irmãos, o período litúrgico do Advento é um tempo de alegre espera porque incrementa em nossas almas a feliz expectativa da Encarnação do Filho de Deus. Fiquemos de pé e iniciemos a nossa celebração.

RITOS INICIAIS
1. CANTO DE ENTRADA – REFR.: COMO O SOL NASCE DA AURORA DE MARIA NASCERÁ AQUELE QUE A TERRA SECA EM JARDIM CONVERTERÁ. Ó BELÉM, ABRE TEUS BRAÇOS AO PASTOR QUE A TI VIRÁ. EMANUEL, DEUS-CONOSCO, VEM AO NOSSO MUNDO, VEM! / 1. Ouve, ó pastor do teu povo, vem do alto céu onde estás! / 2. Vem teu rebanho salvar, mostra o amor que lhe tens! / 3. Salva e protege esta vinha, foi tua mão que a plantou!
2. SAUDAÇÃO DO CELEBRANTE – P.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. TODOS: AMÉM. P.: A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. TODOS: BENDITO SEJA DEUS, QUE NOS REUNIU NO AMOR DE CRISTO.
3. COROA DO ADVENTO
Animador: A terceira vela que acendemos hoje na coroa do advento é sinal da alegria por saber que o Senhor está próximo.
(O celebrante acende as velas e reza a seguinte oração:)
P.: Oremos: Senhor, acendemos as velas desta coroa para que possamos preparar nossos corações para o advento do Vosso Filho. Protegei-nos dos maus costumes e inflamai nossos corações a uma contínua conversão de vida, para que, servindo a Vós em nossos irmãos, possamos fugir da escuridão do pecado e ir ao encontro do nosso Salvador, Jesus Cristo, que vive e reina na unidade do Espírito Santo.
TODOS: AMÉM
4. ATO PENITENCIAL – P.: De coração contrito e humilde, aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que tenha piedade de nós, pecadores. Senhor, que vindes visitar vosso povo na paz, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Cristo, que vindes salvar o que estava perdido, tende piedade de nós. TODOS: CRISTO, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Senhor, que vindes criar um mundo novo, tende piedade de nós. TODOS: SENHOR, TENDE PIEDADE DE NÓS. P.: Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. TODOS: AMÉM.
5. ORAÇÃO DO DIA – P.: OREMOS: (Pausa) – Ó Deus de bondade, que vedes o vosso povo esperando fervoroso o natal do Senhor, dai chegarmos às alegrias da Salvação e celebrá-las sempre com intenso júbilo na solene liturgia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. TODOS: AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
Animador: Caros irmãos: a Palavra de Deus nos convida ao ânimo, à alegria e à esperança, apontando os sinais da salvação. Ouçamos, com reverência, as leituras de hoje.
6. 1ª LEITURA (Is 61, 1-2a.10-11) – Leitura do Livro do Profeta Isaías.
6. SALMO RESPONSORIAL – (Cânt.: Lc 1,46 ss)
REFR. A MINH’ALMA SE ALEGRA NO MEU DEUS. / 1. A minha alma engrandece o Senhor, / e se alegrou o meu Espírito em Deus, meu Salvador, / pois Ele viu a pequenez de sua serva, / desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. / 2. O Poderoso fez por mim maravilhas / e Santo é o seu nome! / Seu amor, de geração em geração, / chega a todos que o respeitam. / 3. De bens saciou os famintos / e despediu, sem nada, os ricos. / Acolheu Israel, seu servidor, / fiel ao seu amor.
7. 2ª LEITURA (1 Ts 5, 16-24) – Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses.
9. CANTO DE ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – REFR.: ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! / O Espírito do Senhor sobre mim fez a sua unção, enviou-me aos empobrecidos a fazer feliz proclamação.
10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO – (Jo 1, 6-8.19-28) – P.: O Senhor esteja convosco. TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS. P.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR!
CEL.: 6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. 19Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: “Quem és tu?” 20João confessou e não negou. Confessou: “Eu não sou o Messias”. 21Eles perguntaram: “Quem és, então? És tu Elias?” João respondeu: “Não sou”. Eles perguntaram: És o Profeta?” Ele respondeu: “Não”. 22Perguntaram então: “Quem és, afinal? Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram. O que dizes de ti mesmo?” 23João declarou: “Eu sou a voz que grita no deserto: ‘Aplainai o caminho do Senhor’” – conforme disse o profeta Isaías. 24Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus 25e perguntaram: “Por que então andas batizando se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?” 26João respondeu: “Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis, 27e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias”. 28Isso aconteceu em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando. Palavra da Salvação. TODOS: GLÓRIA A VÓS, SENHOR.
11. HOMILIA
12. PROFISSÃO DE FÉ – Creio em Deus Pai, todo-poderoso, criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.
13. ORAÇÃO UNIVERSAL – P.: Irmãos e irmãs, elevemos alegremente nossas preces Àquele que, por meio de Jesus, tirou-nos do abismo da morte e introduziu-nos no Reino da luz e da paz, dizendo juntos: Senhor, atendei a nossa prece!
TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
1) Pelo Santo Padre, o Papa Francisco, que está comemorando o 45º aniversário de sua ordenação sacerdotal, para que o Espírito Santo lhe dê sempre mais sabedoria, ternura e docilidade na condução da Santa Igreja de Deus, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
2) Pelos doentes, tristes, famintos e amargurados, vítimas da violência, da guerra ou do abandono familiar, para que encontrem quem lhes dê ajuda, carinho e apoio, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
3) Pela nossa comunidade, para que saiba preparar-se para o Natal com gestos de partilha, de doação e solidariedade, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
4) Que a Virgem Maria, Causa da nossa alegria, nos ajude a apressar os passos para Belém, para encontrarmos o Menino que nasceu para nós, para a nossa salvação e felicidade, rezemos ao Senhor.

TODOS: SENHOR, ATENDEI A NOSSA PRECE!
(Preces Espontâneas):
P.: Deus Pai, convertei a Vós nossos corações, para que, com espírito novo, saibamos testemunhar a Vossa presença viva no mundo e tornar dignas de fé nossa alegria e nossa esperança. Por Cristo, nosso Senhor.
TODOS: AMÉM.
LITURGIA EUCARÍSTICA
14. CANTO DE OFERTAS – REFR.: PÃO E VINHO APRESENTAMOS COM LOUVOR E PEDIMOS O TEU REINO. VEM, SENHOR! (BIS) / 1. Pão e vinho repartidos entre irmãos são o laço da unidade do teu povo. Nossas vidas são também pequenos grãos que contigo vão formar o homem novo. / 2. Eis aqui a nossa luta dia a dia pra ganhar com o trabalho nosso pão. Mas tu és o alimento da alegria que dos pobres fortalece o coração. / 3. Vem, Senhor, vem caminhar à nossa frente. Vem conosco toda a terra transformar e no mundo libertado e transparente, os irmãos à mesma mesa vão sentar.
15. P.: Orai, irmãos e irmãs…
16. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS – CEL.: Possamos, ó Pai, oferecer-vos sem cessar estes dons da nossa devoção, para que, ao celebrarmos o sacramento que nos destes, se realizem em nós as maravilhas da salvação. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
17. ORAÇÃO EUCARÍSTICA II – MR (p. 477) – Prefácio do Advento II – A dupla espera de Cristo – MR (p. 408) – P.: Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai Santo, Deus eterno e Todo-Poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Predito por todos os profetas, esperado com amor de mãe pela Virgem Maria, Jesus foi anunciado e mostrado presente no mundo por São João Batista. O próprio Senhor nos dá a alegria de entrarmos agora no mistério do seu Natal, para que sua chegada nos encontre vigilantes na oração e celebrando os seus louvores. Por essa razão, agora e sempre, nós nos unimos aos anjos e a todos os santos, cantando (dizendo) a uma só voz:
TODOS: SANTO, SANTO, SANTO…
P.: Na verdade, ó Pai, Vós sois santo e fonte de toda santidade. Santificai, pois, estas oferendas, derramando sobre elas o Vosso Espírito, a fim de que se tornem para nós o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, Vosso Filho e Senhor nosso.
TODOS: SANTIFICAI NOSSA OFERENDA, Ó SENHOR!
P.: Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, Ele tomou o pão, deu graças e o partiu, e deu a Seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do mesmo modo, ao fim da ceia, Ele tomou o cálice em Suas mãos, deu graças novamente e o deu a Seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS PARA A REMISSÃO DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM. Eis o mistério da fé.
TODOS: SALVADOR DO MUNDO, SALVAI-NOS. VÓS QUE NOS LIBERTASTES PELA CRUZ E RESSURREIÇÃO!
P.: Celebrando, pois, a memória da morte e ressurreição do Vosso Filho, nós Vos oferecemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da salvação; e Vos agradecemos porque nos tornastes dignos de estar aqui na Vossa presença e Vos servir.
TODOS: RECEBEI, Ó SENHOR, A NOSSA OFERTA!
P.: E nós Vos suplicamos que, participando do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos pelo Espírito Santo num só corpo.
TODOS: FAZEI DE NÓS UM SÓ CORPO E UM SÓ ESPÍRITO!
P.: Lembrai-vos, ó Pai, da Vossa Igreja que se faz presente pelo mundo inteiro: que ela cresça na caridade, com o papa Francisco, com o nosso bispo Sergio, seus bispos auxiliares, e todos os ministros do Vosso povo.
TODOS: LEMBRAI-VOS, Ó PAI, DA VOSSA IGREJA!
P.: Lembrai-vos também dos nossos irmãos e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a Vós, na luz da Vossa face.
TODOS: LEMBRAI-VOS, Ó PAI, DOS VOSSOS FILHOS!
P.: Enfim, nós Vos pedimos, tende piedade de todos nós e dai-nos participar da vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José, seu esposo, com os santos Apóstolos e todos os que neste mundo Vos serviram, a fim de Vos louvarmos e glorificarmos por Jesus Cristo, Vosso Filho.
TODOS: CONCEDEI-NOS O CONVÍVIO DOS ELEITOS!
P.: Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, agora e para sempre.
TODOS: AMÉM.
18. RITO DA COMUNHÃO
19. CANTO DE COMUNHÃO – 1. Convertei-nos, Senhor Deus do mundo inteiro, sobre nós a vossa face iluminai! Se voltardes para nós, seremos salvos, vós que sobre os anjos todos assentais. / REFR.: ARRANCASTES DO EGITO ESTA VIDEIRA, E EXPULSASTES MUITA GENTE PRA PLANTÁ-LA; DIANTE DELA PREPARASTES TERRA BOA. VINDE LOGO, SENHOR, VINDE DEPRESSA PRA SALVÁ-LA! / 2. Suas raízes se espalharam pela terra e os seus ramos recobriram o sertão; levantai-vos, vinde logo em nosso auxílio, libertai-nos pela vossa compaixão. / 3. Seus rebentos atingiram as montanhas, verdes mares, longos rios e palmeiras: vinde logo, Senhor Deus do universo, visitai a vossa vinha e protegei-a. / 4.Vossa mão foi quem plantou esta videira, vinde cuidar deste rebento que firmastes e aqueles, que a cortarem ou queimarem, vão sofrer ante o furor de vossa face.
20. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO – P.: OREMOS: (Pausa) Imploramos, ó Pai, vossa clemência para que estes sacramentos nos purifiquem dos pecados e nos preparem para as festas que se aproximam. Por Cristo, nosso Senhor. TODOS: AMÉM.
RITOS FINAIS
21. BREVES AVISOS
22. BÊNÇÃO FINAL – MR (p. 520)
P.: O Senhor esteja convosco.
TODOS: ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.
P.: Que o Deus onipotente e misericordioso vos ilumine com o advento do seu Filho, em cuja vinda credes e cuja volta esperais, e derrame sobre vós as suas bênçãos.
TODOS: AMÉM.
P.: Que durante esta vida ele vos torne firmes na fé, alegres na esperança, solícitos na caridade.
TODOS: AMÉM.
P.: Alegrando-vos agora pela vinda do Salvador feito homem, sejais recompensados com a vida eterna, quando vier de novo em sua glória.
TODOS: AMÉM.
P.: Abençoe-vos o Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo.
TODOS: AMÉM.
LEITURAS DA SEMANA
Seg.: Nm 24,2-7.15-17a; Sl24; Mt21,23-27.
Ter.: Sf3,1-2.9-13; Sl33; Mt21,28-32.
Qua.: Gn 49,2.8-10; Sl71; Mt1,1-17.
Qui.: Jr23,5-8; Sl71; Mt1,18-24.
Sex.: Jz13,2-7.24-25a; Sl70; Lc1,5-25.
SÁB.: IS7,10-14; SL23; LC1,26-38.
Terceira Semana do Saltério
Terceiro Domingo do Advento – Ano B
CANTOS PARA ESTA CELEBRAÇÃO: Cânticos do Hinário Litúrgico da CNBB –
Partilha da Palavra
O 3º Domingo do Advento é o domingo da alegria pela proximidade da celebração do nascimento de Jesus. Ao falarmos de alegria, recordamos o trabalho de “médicos palhaços” e outros voluntários ao se apresentarem com narizes vermelhos, cabelos coloridos e sorrisos carinhosos, levam alegria e descontração aos doentes. Auxiliam na recuperação e superação de traumas dos pacientes internados nos hospitais, ambientes de dura realidade. Aparentemente, o trabalho desses profissionais pode parecer apenas um paliativo (solução imediata). No entanto, vários estudos, em diversos hospitais que possuem a atuação desses profissionais, constataram sua influência positiva na recuperação dos pacientes. Por meio de estímulos de alegria, induzem o cérebro do paciente a liberar substâncias que auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico. A Palavra do Senhor, dirigida a nós hoje, fala de alegria, de esperança, de promessa de justiça, de cura de feridas, de redenção aos cativos, de tempo de graça do Senhor, da chegada do Messias. Será que Isaías, Paulo e o próprio evangelista ao nos falarem de alegria, mesmo em meio à desgraça e dificuldades, estão querendo nos alienar? Não estão, pois a alegria cristã é fundada e determinada pela promessa, pela presença de Deus, pela transformação eficaz da realidade, do destino da pessoa humana e do mundo que essa presença garante. Santo Agostinho diz que “a busca de Deus é a busca da alegria. O encontro com Deus é a própria alegria”. A alegria é atitude de pessoas que acreditam na redenção do povo: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo”, disse o anjo a Maria (Lc 1,28). “Quando a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria em meu ventre”, disse Isabel à Maria (Lc 1,45). Podemos exultar de alegria, pois veremos a chegada da salvação que vem no rosto de um menino que nasce na pobreza de uma gruta. A alegria que vivemos antecipadamente com a próxima vinda de Jesus faz com que tenhamos a coragem de saber que o Messias já veio, e está entre nós e que continua atuando pelo seu Espírito e pelo compromisso dos cristãos para a instauração do novo tempo da graça do Senhor. Alegrai-vos sempre no Senhor. De novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor está perto. Atendamos ao pedido de Papa Francisco para sermos alegres em tudo, porque Jesus Cristo é o Senhor, ontem, hoje e sempre.

Você pode Gostar de:

16º Domingo do Tempo Comum (18.07)

16º Domingo do Tempo Comum Ano B – cor verde – 18/07/2021 1. Saudação Presidente …